Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
32

Lamentação sobre Faraó, rei do Egito

321No décimo segundo ano, no décimo segundo mês, no primeiro dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, faça uma lamentação sobre Faraó, rei do Egito, e diga-lhe:

“Você foi comparado

a um leão entre as nações,

mas não passa

de um crocodilo nas águas,

32.2
Ez 29.3

agitando as águas,

turvando-as com os pés,

sujando os rios.”

3Assim diz o Senhor Deus:

“Estenderei sobre você

a minha rede

32.3
Ez 12.13
17.20

no meio de muitos povos,

que o puxarão para fora

na minha rede.

4Eu o deixarei no chão,

eu o lançarei em campo aberto.

Trarei sobre você

todas as aves do céu,

e os animais de toda a terra

se fartarão da sua carne.

32.4
Ez 29.5

5Porei as suas carnes

sobre os montes

e encherei os vales

com o seu cadáver.

6Com o seu sangue

que se derrama,

regarei a terra até os montes,

e dele se encherão os ribeiros.

7Quando eu o extinguir,

cobrirei os céus

e farei escurecer as estrelas;

encobrirei o sol com uma nuvem,

e a lua não fará resplandecer

a sua luz.

32.7
Is 13.10
Mt 24.29
Ap 6.12-13
8.12

8Por sua causa, vestirei de preto

todos os brilhantes luzeiros

do céu

32.8
Gn 1.14

e trarei trevas sobre o seu país”,

diz o Senhor Deus.

9— “Afligirei o coração de muitos povos, quando se levar às nações, às terras que você não conheceu, a notícia da sua destruição. 10Farei com que muitos povos fiquem espantados a seu respeito, e os seus reis tremam de medo, quando eu brandir a minha espada diante deles. No dia em que você cair, eles ficarão tremendo sem parar,

32.10
Ez 26.16
com medo de perder a vida.”

11— Pois assim diz o Senhor Deus: “A espada do rei da Babilônia virá contra você.

32.11
Ez 29.19
12Farei com que a multidão do seu povo caia à espada de valentes guerreiros, que são todos os mais terríveis das nações.”

“Eles acabarão

com o orgulho do Egito,

e todo o seu povo será destruído.

13Destruirei todos os seus animais

junto às muitas águas,

que nunca mais serão turvadas

por pés humanos

ou por cascos de animais.

14Então farei assentar

as suas águas

e farei correr os seus rios

como o azeite”,

diz o Senhor Deus.

15“Quando eu tornar o Egito

em desolação

e a terra for destituída

de tudo o que a enchia,

e quando eu destruir

todos os que nela habitam,

então saberão

que eu sou o Senhor.”

16— Esta é a lamentação que se fará, que farão as filhas das nações; sobre o Egito e todo o seu povo se lamentará, diz o Senhor Deus.

O Egito desce ao mundo dos mortos

17No décimo segundo ano, aos quinze dias do primeiro mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

18— Filho do homem, pranteie sobre a multidão do Egito e faça-a descer, ela e as filhas das nações poderosas, às profundezas da terra, juntamente com os que descem à cova. 19Diga o seguinte:

“Você pensa que supera

os outros em beleza?

Pois agora desça e deite-se

com os incircuncisos.”

32.19
Ez 31.18

20— No meio daqueles que foram mortos à espada, eles cairão. Ele foi entregue à espada; arrastem o Egito e toda a sua multidão. 21Do mundo dos mortos, os mais poderosos dos valentes, juntamente com os que o socorrem, lhe dirão: “Eles desceram, lá jazem eles, os incircuncisos, mortos à espada.”

22— Ali está a Assíria com todo o seu exército. Ao redor dela, todos os seus túmulos. Todos eles foram mortos; caíram à espada. 23Os seus túmulos foram postos nas extremidades da cova, e todo o exército da Assíria se encontra ao redor do seu túmulo. Foram mortos, caíram à espada todos esses que tinham causado espanto na terra dos viventes.

24— Ali está Elão com todo o seu exército, ao redor do seu túmulo. Todos foram mortos; caíram à espada. Desceram incircuncisos às profundezas da terra esses que causaram terror na terra dos viventes. Levaram a sua vergonha com os que desceram à cova. 25No meio dos mortos, lhe puseram um leito entre todo o seu exército. Ao redor dele estão os seus túmulos. Todos esses incircuncisos foram mortos à espada, porque causaram terror na terra dos viventes e levaram a sua vergonha com os que desceram à cova. Foram postos no meio dos que foram mortos.

26— Ali estão Meseque e Tubal com todo o seu exército. Ao redor deles estão os seus túmulos. Todos eles são incircuncisos e foram mortos à espada, porque causaram terror na terra dos viventes. 27E estão com os valentes dos tempos antigos que, dentre os incircuncisos, foram mortos e desceram ao mundo dos mortos com as suas próprias armas de guerra e com a espada debaixo da cabeça. A iniquidade deles está sobre os seus ossos, porque eram o terror dos heróis na terra dos viventes.

28— Também você, Egito, será quebrado no meio dos incircuncisos e jazerá com os que foram mortos à espada.

29— Ali está Edom, os seus reis e todos os seus príncipes, que, apesar do seu poder, jazem com os que foram mortos à espada; estes jazem com os incircuncisos e com os que desceram à cova.

30— Ali estão os príncipes do Norte, todos eles, e todos os sidônios, que desceram com os que foram mortos, envergonhados com o terror causado pelo seu poder. Eles jazem incircuncisos com os que foram mortos à espada e levam a sua vergonha com os que desceram à cova.

31— Faraó os verá e se consolará sobre toda a sua multidão. Sim, o próprio Faraó e todo o seu exército foram mortos à espada, diz o Senhor Deus. 32Porque também eu pus o meu espanto na terra dos viventes. Por isso, ele jazerá no meio dos incircuncisos, com os que foram mortos à espada, Faraó e todo o seu povo, diz o Senhor Deus.

29.1—32.32
Is 19.1-25
Jr 46.2-26