Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
27

Lamentação sobre Tiro

271A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, faça uma lamentação sobre Tiro. 3Diga a Tiro, que habita nas entradas do mar e negocia com os povos em muitas terras do mar: Assim diz o Senhor Deus:

“Ó Tiro, você diz que é

a Perfeição da Formosura.

4As suas fronteiras estão

no coração dos mares;

os que a construíram

aperfeiçoaram a sua beleza.

5Fabricaram

todos os seus conveses

de ciprestes de Senir;

27.5
Dt 3.9

trouxeram cedros do Líbano

para fazer o seu mastro.

6Fizeram os seus remos

de carvalhos de Basã;

os seus bancos, fizeram-nos

de marfim engastado

em pinho de Chipre.

7A sua vela era de linho fino

bordado do Egito,

para servir de estandarte;

azul e púrpura das ilhas de Elisá

eram o seu toldo.

8Os moradores de Sidom

e de Arvade

foram os seus remadores;

os seus sábios, ó Tiro,

que se achavam

dentro de você,

esses foram os seus pilotos.

9Os anciãos de Gebal

e os seus sábios

estavam dentro de você

para reparar as brechas;

todos os navios do mar

e os marinheiros

se achavam dentro de você,

para comprar

as suas mercadorias.”

10— Os persas, os lídios e os de Pute serviam no seu exército como homens de guerra; penduravam em você os seus escudos e capacetes; foram eles que a cobriram de glória. 11Os filhos de Arvade e o seu exército estavam sobre as muralhas que a rodeavam, e os gamaditas ficavam de vigia nas torres; penduravam os seus escudos nas suas muralhas e aperfeiçoavam a sua beleza.

12— Társis negociava com você, por causa da abundância de todo tipo de riquezas; em troca das suas mercadorias lhe traziam prata, ferro, estanho e chumbo. 13Javã, Tubal e Meseque negociavam com você; em troca das suas mercadorias, davam escravos e objetos de bronze. 14Os da casa de Togarma, em troca das suas mercadorias, davam cavalos, ginetes e mulas. 15Os filhos de Dedã negociavam com você; muitas terras do mar eram o mercado das suas manufaturas; em troca, traziam dentes de marfim e madeira de ébano. 16A Síria negociava com você por causa da multidão das suas manufaturas; por suas mercadorias, eles davam esmeralda, púrpura, obras bordadas, linho fino, coral e pedras preciosas. 17Judá e a terra de Israel negociavam com você; pelas suas mercadorias, davam o trigo de Minite, confeitos, mel, azeite e bálsamo. 18Damasco negociava com você, por causa da multidão das suas manufaturas, por causa da abundância de todo tipo de riquezas, dando em troca vinho de Helbom e lã de Saar. 19Também Dã e Javã, de Uzal, pelas suas mercadorias, davam em troca ferro trabalhado, cássia e cálamo, que assim entravam no seu comércio. 20Dedã negociava com você, trazendo mantas para cavalos. 21A Arábia e todos os príncipes de Quedar eram seus clientes; negociavam com você, trazendo cordeiros, carneiros e bodes; nisto, negociavam com você. 22Os mercadores de Sabá e Raamá negociavam com você; pelas suas mercadorias, davam em troca os mais finos aromas, pedras preciosas e ouro. 23Harã, Cane e Éden, mercadores de Sabá, Assíria e Quilmade eram seus clientes. 24Negociavam com você, trazendo todo tipo de mercadorias, tecidos de púrpura e bordados, tapetes de várias cores e cordas trançadas e fortes. 25Os navios de Társis transportavam as suas mercadorias.

27.25
Ap 18.11-19

“Você se enriqueceu

e ficou famosa

no coração dos mares.

26Os seus remadores conduziram

você sobre grandes águas;

o vento leste a destroçou

no coração dos mares.

27As suas riquezas,

as suas mercadorias, os seus bens,

os seus marinheiros,

os seus pilotos,

os encarregados

de reparar as brechas,

os seus comerciantes

e todos os soldados

que estão dentro de você,

juntamente com toda a multidão

do povo que está

dentro de você,

se afundarão no coração dos mares

no dia da sua ruína, ó Tiro.

28Ao estrondo da gritaria

dos seus pilotos,

as praias tremerão.

29Todos os remadores,

os marinheiros,

e todos os pilotos do mar

descerão de seus navios

e pararão em terra.

27.29
Ap 18.17

30Farão ouvir a sua voz

por causa de você

e gritarão amargamente;

lançarão pó sobre a cabeça

e rolarão na cinza.

31Raparão a cabeça por sua causa,

vestirão roupa feita

de pano de saco

e chorarão por você

com amargura de alma

e com amarga lamentação.

32Em seu pranto, farão

uma lamentação sobre você,

dizendo:

‘Quem era como Tiro,

que agora está reduzida ao silêncio

no meio do mar?

27.32
Ap 18.18

33Quando as suas mercadorias

eram exportadas pelos mares,

você satisfez muitos povos;

com as suas muitas riquezas

e suas mercadorias

você enriqueceu os reis da terra.

34Agora você foi destroçada

nos mares,

nas profundezas das águas;

se afundaram as suas mercadorias

e toda a multidão

que estava dentro de você.’”

35“Todos os moradores das ilhas

se espantam por causa de você;

os seus reis estão apavorados

e trazem o medo

estampado no rosto.

36Os mercadores entre os povos

zombam de você;

você se tornou objeto de espanto

e deixará de existir para sempre.”

27.36
Sl 37.10