Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
24

A parábola da panela

241A palavra do Senhor veio a mim, no nono ano, no décimo mês, aos dez dias do mês, dizendo:

2— Filho do homem, anote o dia de hoje, sim, o dia de hoje, porque o rei da Babilônia começa o cerco de Jerusalém neste dia.

24.2
2Rs 25.1
Jr 39.1
52.4
3Conte uma parábola à casa rebelde e diga: Assim diz o Senhor Deus:

“Ponha a panela no fogo,

encha-a com água,

4acrescente pedaços de carne,

todos os bons pedaços

— tanto da parte traseira

como da parte dianteira;

coloque também

os melhores ossos.

5Pegue isso dos melhores

animais do rebanho.

Empilhe lenha debaixo da panela,

deixe ferver bem

e cozinhe os ossos dentro dela.”

6— Portanto, assim diz o Senhor Deus: Ai da cidade sanguinária,

24.6
Ez 22.2
da panela cheia de ferrugem, ferrugem que não foi tirada dela! Tire de dentro a carne, pedaço por pedaço, sem escolha. 7Porque a culpa de sangue está no meio dela. O sangue foi derramado sobre a rocha escalvada e não sobre a terra, para o cobrir com o pó.
24.7
Lv 17.13
8Para fazer subir a indignação, para tomar vingança, eu pus o seu sangue numa rocha escalvada, para que não fosse coberto.

9— Portanto, assim diz o Senhor Deus: Ai da cidade sanguinária! Eu mesmo aumentarei a pilha de lenha. 10Amontoe muita lenha, acenda o fogo, cozinhe a carne, engrosse o caldo, deixe que os ossos fiquem torrados. 11Ponha a panela vazia sobre as brasas, para que ela aqueça, o seu cobre se torne candente, a impureza que está dentro dela se derreta e a sua ferrugem se consuma. 12Trabalho inútil! A sua muita ferrugem não sai, nem pelo fogo. 13Jerusalém, por causa de sua imunda perversidade, e porque eu quis purificá-la, mas você não ficou limpa, você não ficará pura de novo até que eu tenha satisfeito o meu furor contra você.

24.13
Ez 5.13
14Eu, o Senhor, falei; será assim; eu o farei. Não voltarei atrás e não pouparei, nem mudarei de ideia. Você será julgada segundo os seus caminhos
24.14
Ez 18.30
e segundo os seus atos, diz o Senhor Deus.

A viuvez de Ezequiel

15A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

16— Filho do homem, eis que, com um só golpe, tirarei aquela que é a delícia dos seus olhos. Você não deve lamentar, nem chorar, nem derramar lágrimas. 17Sofra em silêncio; não faça lamentação pelos mortos. Prenda o seu turbante; ponha as sandálias nos pés; não cubra o bigode,

24.17
Lv 13.45
e não coma o pão que lhe mandarem.
24.17
Jr 16.7

18Falei ao povo pela manhã, e à tarde a minha mulher morreu. Na manhã seguinte, fiz como me havia sido ordenado. 19Então o povo me perguntou:

— Você não vai nos explicar o que significa para nós isso que você está fazendo?

20Eu respondi:

— A palavra do Senhor veio a mim, dizendo: 21Diga à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: “Eis que profanarei o meu santuário, do qual vocês tanto se orgulham, que é a delícia dos seus olhos e o desejo do seu coração. Os filhos e as filhas que vocês deixaram para trás cairão à espada. 22Vocês farão o que eu fiz: não cobrirão o bigode, nem comerão o pão que lhes mandarem. 23Manterão o turbante na cabeça e as sandálias nos pés. Não irão lamentar nem chorar, mas serão consumidos nas suas maldades

24.23
Lv 26.39
Ez 4.17
e gemerão uns pelos outros. 24Assim, Ezequiel será um sinal para vocês: tudo o que ele fez vocês também farão. Quando isso acontecer, vocês saberão que eu sou o Senhor Deus.”

25— Filho do homem, no dia em que eu lhes tirar o objeto do seu orgulho, a sua alegria e a sua glória, a delícia dos seus olhos e o desejo de seu coração — bem como os seus filhos e as suas filhas —, 26nesse dia um sobrevivente virá falar com você, para lhe dar a notícia. 27Nesse dia, você poderá abrir a sua boca para falar com aquele sobrevivente; você falará e não mais ficará mudo.

24.27
Ez 3.26
Assim, você será um sinal para eles, e eles saberão que eu sou o Senhor.

25

Profecia contra Amom

251A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, vire o seu rosto contra os filhos de Amom e profetize contra eles. 3Diga aos filhos de Amom: “Ouçam a palavra do Senhor Deus! Assim diz o Senhor Deus: Visto que vocês disseram: ‘Bem feito!’, quando o meu santuário foi profanado, quando a terra de Israel foi arrasada e quando a casa de Judá foi levada para o exílio, 4eis que eu os entregarei ao poder dos filhos do Oriente, que estabelecerão os seus acampamentos no meio de vocês e ficarão morando aí. Eles comerão as frutas e beberão o leite de vocês. 5Farei de Rabá uma estrebaria de camelos e dos filhos de Amom, um curral de ovelhas; e vocês saberão que eu sou o Senhor.”

6— Porque assim diz o Senhor Deus: “Visto que vocês bateram palmas, pularam de alegria e, com o mais profundo desprezo, se alegraram por causa da terra de Israel, 7eis que estenderei a minha mão contra vocês e os darei por despojo às nações. Eu os eliminarei do meio das nações e os farei perecer do meio dos povos. Acabarei com vocês, e vocês saberão que eu sou o Senhor.”

25.1-7
Jr 49.1-6
Ez 21.28-32
Am 1.13-15
Sf 2.8-11

Profecia contra Moabe

8— Assim diz o Senhor Deus: “Visto que Moabe e Seir dizem: ‘A casa de Judá é como qualquer outra nação’, 9eis que abrirei o flanco de Moabe, começando pelas cidades, sim, pelas cidades da fronteira, a glória daquela terra, Bete-Jesimote, Baal-Meom e Quiriataim. 10Eu as darei aos povos do Oriente como propriedade, juntamente com os filhos de Amom, para que destes não haja memória entre as nações. 11Também executarei juízos contra Moabe, e os moabitas saberão que eu sou o Senhor.”

25.8-11
Is 15.1—16.14
25.10-12
Jr 48.1-47
Am 2.1-3
Sf 2.8-11

Profecia contra Edom

12— Assim diz o Senhor Deus: “Visto que Edom se mostrou vingativo para com a casa de Judá e se fez culpado ao extremo, quando se vingou dela, 13assim diz o Senhor Deus: Também estenderei a mão contra Edom e eliminarei dele pessoas e animais. Farei de Edom um deserto, e desde Temã até Dedã cairão à espada. 14Exercerei a minha vingança contra Edom, por meio do meu povo de Israel, que fará em Edom segundo a minha ira e segundo o meu furor. E os edomitas conhecerão a minha vingança”, diz o Senhor Deus.

25.12-14
Is 34.1-17
63.1-6
Jr 49.7-22
Ez 35.1-15
Am 1.11-12
Ob 1-14
Ml 1.2-5

Profecia contra a Filístia

15— Assim diz o Senhor Deus: “Visto que os filisteus se mostraram vingativos e com profundo desprezo executaram vingança, para destruírem com inimizade sem fim, 16assim diz o Senhor Deus: Eis que eu estenderei a minha mão contra os filisteus, eliminarei os queretitas e destruirei o resto da costa do mar. 17Tomarei deles grandes vinganças, com furiosas repreensões. E saberão que eu sou o Senhor, quando eu tiver exercido a minha vingança contra eles.”

25.15-17
Is 14.29-31
Jr 47.1-7
Jl 3.4-8
Am 1.6-8
Sf 2.4-7
Zc 9.5-7

26

Profecia contra Tiro

261No décimo primeiro ano, no primeiro dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, Tiro disse a respeito de Jerusalém: “Bem feito! Foi arrombada a porta dos povos; ela se abriu para mim. Eu me tornarei rico, agora que ela foi arrasada.” 3Por isso, assim diz o Senhor Deus: “Eis que eu estou contra você, ó Tiro, e farei subir muitas nações contra você, assim como o mar faz subir as suas ondas. 4Elas destruirão as muralhas de Tiro e derrubarão as suas torres; e eu varrerei o seu pó e farei dela uma rocha escalvada. 5No meio do mar, ela virá a ser apenas um lugar onde pescadores secam as suas redes, porque eu o anunciei”, diz o Senhor Deus. “E ela se tornará despojo para as nações. 6Suas filhas que estão no continente serão mortas à espada; e saberão que eu sou o Senhor.”

7— Porque assim diz o Senhor Deus: “Eis que trarei contra Tiro o rei Nabucodonosor, que virá da Babilônia, do Norte, e que é o rei dos reis. Ele virá com cavalos e carros de guerra, com cavaleiros e com um enorme exército. 8As suas filhas que estão no continente, ele as matará à espada. Construirá torres de ataque e levantará uma rampa contra você; virá com uma barreira de escudos. 9Disporá os seus aríetes contra as suas muralhas e, com barras de ferro, derrubará as suas torres. 10Os cavalos dele serão tantos que você ficará coberta de pó. As suas muralhas tremerão com o estrondo dos cavaleiros, das carretas e dos carros de guerra, quando ele entrar pelos seus portões como quem entra numa cidade em que se fez uma brecha na muralha. 11Com os cascos dos seus cavalos, socará todas as suas ruas. Matará o seu povo à espada, e as suas fortes colunas cairão por terra. 12Roubarão as suas riquezas e saquearão as suas mercadorias. Derrubarão as suas muralhas e arrasarão as suas casas luxuosas. As suas pedras, a sua madeira e o seu pó eles lançarão no meio das águas. 13Farei cessar o ruído das suas canções, e não se ouvirá mais o som das suas harpas.

26.13
Ap 18.22
14Farei de você uma rocha escalvada. Você virá a ser apenas um lugar onde pescadores secam as suas redes. Você jamais será reconstruída, porque eu, o Senhor, falei”, diz o Senhor Deus.

15— Assim diz o Senhor Deus a Tiro: “Não é fato que as terras do mar tremerão com o estrondo da sua queda,

26.15
Jr 49.21
quando gemerem os feridos, quando se fizer espantosa matança em suas ruas? 16Todos os príncipes do mar
26.16
Ap 18.9-10
descerão dos seus tronos, tirarão de si os seus mantos e despirão as suas roupas bordadas. Eles se vestirão de tremores, ficarão sentados no chão, tremendo sem parar; e ficarão espantados por causa de você. 17Farão uma lamentação sobre você, dizendo:

‘Como você está destruída,

ó bem-povoada e afamada cidade,

que dominava os mares,

você e os seus moradores,

que atemorizavam

todos os que moram ali!

18Agora as ilhas tremem,

no dia da sua queda;

as ilhas, que estão no mar,

ficam assustadas com a sua ruína.’”

19— Porque assim diz o Senhor Deus: “Quando eu fizer de você uma cidade arrasada, como as cidades que não são habitadas, quando eu fizer o abismo vir sobre você e as muitas águas a cobrirem, 20então farei você descer com os que descem à cova, ao povo antigo. Eu a farei habitar nas partes mais baixas da terra, em lugares desertos antigos, com os que descem à cova, para que você não seja mais habitada; e criarei coisas gloriosas na terra dos viventes. 21Farei de você um grande espanto, e você deixará de existir; quando a procurarem, você jamais será encontrada”,

26.21
Ap 18.21
diz o Senhor Deus.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]