Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
16

A infidelidade de Jerusalém

161A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, mostre a Jerusalém as suas abominações 3e diga-lhe: Assim diz o Senhor Deus a Jerusalém:

— “Quanto à sua origem e ao seu nascimento, você procede da terra dos cananeus. O seu pai era amorreu, e a sua mãe era heteia. 4Quanto ao seu nascimento, no dia em que você nasceu, não lhe cortaram o cordão umbilical, nem a lavaram com água para que ficasse limpa, nem a esfregaram com sal, nem a enrolaram em panos. 5Ninguém olhou para você com piedade, para lhe fazer qualquer dessas coisas, compadecendo-se de você. Pelo contrário, no dia em que nasceu, você foi jogada em campo aberto, porque tiveram nojo de você.”

6— “Quando passei por perto e vi que você se revolvia no seu sangue, eu lhe disse: ‘Ainda que você esteja coberta de sangue, fique viva! Sim, ainda que você esteja coberta de sangue, fique viva!’ 7Eu a fiz crescer como uma planta do campo. Você cresceu, se desenvolveu e ficou muito bonita. Os seus seios tomaram forma, os cabelos cresceram, mas você estava completamente nua.”

8— “Quando passei de novo por perto e olhei para você, eis que você tinha chegado à idade do amor. Estendi sobre você as abas do meu manto e cobri a sua nudez. Fiz um juramento e entrei em aliança com você, diz o Senhor Deus; e você passou a ser minha.”

9— “Então eu a lavei com água, limpei o sangue que a cobria e a ungi com óleo. 10Também a vesti com roupas bordadas e lhe dei sandálias feitas com couro da melhor qualidade; eu a cingi de linho fino e a cobri de seda. 11Também a enfeitei com joias: braceletes nas mãos e um colar no pescoço. 12Coloquei um pendente em seu nariz, brincos nas orelhas e uma linda coroa na cabeça. 13Assim, você foi enfeitada com ouro e prata; as suas roupas eram de linho fino, de seda e de bordados. Você se alimentou da melhor farinha, de mel e azeite; você era muito bonita e chegou a ser rainha. 14A sua fama correu entre as nações, por causa da sua beleza,

16.14
Lm 2.15
pois você era perfeita, por causa do meu esplendor que eu tinha posto sobre você”, diz o Senhor Deus.

15— “Mas você confiou em sua beleza, e a sua fama fez com que você se prostituísse;

16.15
Jr 2.20
e você se ofereceu a todos os que passavam, para ser deles. 16Você pegou algumas de suas roupas e fez para si lugares altos enfeitados de diversas cores, nos quais você se prostituiu. Nunca antes havia acontecido algo assim, e jamais voltará a acontecer. 17Você pegou as suas belas joias, feitas com o ouro e a prata que eu lhe tinha dado, e fez para si imagens de homens,
16.17
Ez 7.20
com as quais você se prostituiu. 18Você pegou os seus vestidos bordados e com eles cobriu as imagens; o meu óleo e o meu perfume você pôs diante delas. 19A comida que eu lhe dei — a melhor farinha, o óleo e o mel, com que eu a sustentava — você também pôs diante delas em aroma agradável;
16.19
Os 2.8
e assim se fez”, diz o Senhor Deus.

20— “Além disso, você pegou os filhos e as filhas que teve comigo e os sacrificou às imagens, para serem consumidos. Como se não bastasse essa sua prostituição, 21você matou os meus filhos e os entregou a essas imagens como oferta pelo fogo.

16.21
Jr 19.5
22Em todas as suas abominações e nas suas prostituições, você não se lembrou dos dias da sua mocidade,
16.22
Jr 2.2
quando você estava completamente nua, revolvendo-se no seu sangue.”
16.22
Ez 16.6-7

Jerusalém, a adúltera

23— “Depois de toda a sua maldade — ‘Ai! Ai de você!’, diz o Senhor Deus —, 24você construiu altares e um lugar elevado em cada praça. 25Na entrada de todos os caminhos, você construiu um lugar elevado, profanou a sua beleza, se ofereceu a todos os que passavam e multiplicou as suas prostituições.

16.25
Jr 2.20
3.2
26Você também se prostituiu com os filhos do Egito, seus vizinhos de membros avantajados, e multiplicou a sua prostituição, para me provocar à ira.”
16.26
Jr 7.18

27— “Por isso, estendi a mão contra você, diminuí o seu território e a entreguei à vontade daquelas que a odeiam, as filhas dos filisteus,

16.27
2Cr 28.18
Is 9.12
que se envergonhavam da conduta depravada de vocês. 28E, por ser insaciável, você também se prostituiu com os filhos da Assíria. E, prostituindo-se com eles, nem assim ficou satisfeita; 29pelo contrário, você estendeu as suas prostituições até a Caldeia, essa terra de negociantes, mas nem com isso ficou satisfeita.”

30— “Como é fraco o seu coração”, diz o Senhor Deus, “pois você faz todas estas coisas que são próprias de uma prostituta descarada. 31Construindo os seus altares na entrada de todos os caminhos e o seu lugar elevado em cada praça, você não foi como a prostituta, porque desprezou o pagamento. 32Você foi como a mulher adúltera, que, em lugar de seu marido, recebe os estranhos. 33Todas as prostitutas recebem pagamento, mas você dá presentes a todos os seus amantes. Você faz isso para que venham de todas as partes adulterar com você. 34Com você, na sua vida de prostituta, acontece o contrário do que se dá com outras mulheres. Ninguém pede que você se prostitua. Você faz o pagamento, e ninguém paga nada a você. Nisso você é diferente!”

A condenação de Jerusalém

35— “Portanto, prostituta, ouça a palavra do Senhor. 36Assim diz o Senhor Deus: Por você ter derramado o seu dinheiro e deixado à mostra a sua nudez nas suas prostituições com os seus amantes; por causa também de todos os seus ídolos abomináveis e do sangue de seus filhos que você ofereceu a esses ídolos,

16.36
Ez 16.20
37eis que reunirei todos os amantes que você quis agradar, tanto os que você amava como todos os que você odiava. Eu os trarei contra você de todos os lados e descobrirei as suas vergonhas diante deles, para que eles vejam toda a sua nudez.
16.37
Jr 13.26
38Eu a julgarei como são julgadas as adúlteras e as assassinas; farei com que você seja vítima de furor e de ciúme. 39Vou entregá-la nas mãos deles, e eles derrubarão os seus altares e lugares elevados. Vão despir você, levar as suas belas joias, e a deixarão completamente nua.
16.39
Ez 16.7,22
40Trarão contra você uma multidão, irão apedrejá-la e a cortarão em pedaços com as suas espadas. 41Queimarão as suas casas e executarão juízos contra você, à vista de muitas mulheres. Acabarei com a sua prostituição, e você não fará mais nenhum pagamento. 42Desse modo, desafogarei em você o meu furor
16.42
Ez 5.13
e deixarei de ter ciúmes de você. Estarei calmo e não ficarei mais irado. 43Visto que você não se lembrou dos dias da sua mocidade
16.43
Ez 16.22
e me provocou à ira com todas essas coisas, eis que também eu farei recair sobre a sua cabeça o castigo que os seus atos merecem”,
16.43
Ez 11.21
diz o Senhor Deus. “Não é fato que a todas as suas outras abominações você acrescentou esta depravação?”

Tal mãe, tal filha

44— “Eis que todos os que usam provérbios usarão contra você o seguinte: ‘Tal mãe, tal filha.’ 45Você é filha da sua mãe, que teve nojo de seu marido e de seus filhos. E você é irmã das suas irmãs, que tiveram nojo de seus maridos e de seus filhos. A mãe de vocês era heteia, e o pai era amorreu.”

16.45
Ez 16.3

46— “A sua irmã mais velha é Samaria, que mora ao norte de você com as suas filhas;

16.46
Jr 3.8-11
e a sua irmã mais nova, que mora ao sul de você, é Sodoma com as suas filhas. 47Você andou nos mesmos caminhos em que elas andaram e fez as mesmas abominações que elas fizeram. E, como se isto não fosse o bastante, você ainda se corrompeu mais do que elas,
16.47
Ez 5.6
em todos os seus caminhos. 48Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, a sua irmã Sodoma e as filhas dela não fizeram o que você e as suas filhas fizeram.
16.48
Mt 10.15
49Eis que esta foi a iniquidade de sua irmã Sodoma: ela e as suas filhas foram orgulhosas, tiveram fartura de pão e próspera tranquilidade, mas nunca ampararam os pobres e os necessitados. 50Foram arrogantes e fizeram abominações diante de mim. Ao ver isso, eu as removi daquele lugar.
16.50
Gn 19.24-25
51Também Samaria não cometeu metade dos pecados que você cometeu. Você multiplicou as suas abominações mais do que elas e assim, com todas essas suas abominações, fez com que as suas irmãs parecessem mais justas do que são.
16.51
Jr 3.11
52Agora, pois, suporte a sua humilhação, você que advogou a causa de suas irmãs. Diante dos pecados que você cometeu, que são mais abomináveis do que os pecados que elas cometeram, elas são mais justas do que você. Portanto, envergonhe-se e suporte a sua humilhação, pois você fez as suas irmãs parecerem mais justas do que você.”

Sodoma e Samaria voltarão a ser o que eram

53— “Restaurarei a sorte delas — a de Sodoma e de suas filhas e a de Samaria e de suas filhas — e restaurarei também a sua sorte entre elas, 54para que você suporte a sua humilhação e seja envergonhada por tudo o que você fez, servindo-lhes de consolo.

16.54
Ez 14.22
55Quando as suas irmãs, Sodoma com as suas filhas e Samaria com as suas filhas, voltarem ao seu primeiro estado, também você e as suas filhas voltarão ao seu primeiro estado. 56Não é fato que, nos dias do seu orgulho, você usou o nome de sua irmã Sodoma como provérbio, 57antes que se descobrissem as maldades que você fazia? Agora você se tornou, como ela, objeto de zombaria das filhas da Síria e de todos os que estão ao redor dela, as filhas dos filisteus que a desprezam.
16.57
Ez 16.27
58Você terá de sofrer as consequências da perversidade e das abominações que você praticou,
16.58
Ez 23.49
diz o Senhor.”

Uma aliança eterna

59— Porque assim diz o Senhor Deus: “Eu farei com você o mesmo que você fez, pois você desprezou o juramento e quebrou a aliança.

16.59
Is 24.5
60Mas eu me lembrarei da aliança que fiz com você nos dias da sua mocidade e com você estabelecerei uma aliança eterna.
16.60
Is 55.3
Jr 32.40
Ez 37.26
61Então você se lembrará dos seus caminhos e ficará envergonhada quando receber as suas irmãs, tanto as mais velhas como as mais novas. Eu as darei a você por filhas, mas não pela sua aliança. 62Estabelecerei a minha aliança com você, e você saberá que eu sou o Senhor, 63para que você se lembre e fique envergonhada, e nunca mais abra a sua boca por causa da sua humilhação, quando eu lhe houver perdoado tudo o que você fez”, diz o Senhor Deus.

17

A parábola das duas águias e da videira

171A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— Filho do homem, proponha um enigma e apresente uma parábola à casa de Israel. 3Diga: Assim diz o Senhor Deus:

“Uma grande águia,

de grandes asas,

de comprida plumagem,

cheia de penas de várias cores,

veio ao Líbano e levou

a ponta de um cedro.

4Arrancou a ponta mais alta

dos seus ramos

e a levou para uma terra

de negociantes;

na cidade de mercadores,

a deixou.

5Depois, pegou

uma semente da terra

e a plantou num campo fértil;

pegou-a e a plantou

junto às muitas águas,

como se fosse um salgueiro.

6Ela cresceu

e se tornou uma videira

de pouca altura, mas esparramada,

com os ramos virados para a águia

e as raízes debaixo dela.

Assim, ela se tornou uma videira,

e produzia ramos,

e lançava renovos.”

7“Houve outra grande águia,

de grandes asas e de muitas penas.

E eis que a videira lançou

as suas raízes

na direção dessa águia

e estendeu para ela os seus ramos,

desde o lugar

onde estava plantada,

para que a regasse.

8Ela estava plantada em boa terra,

junto a muitas águas,

para produzir ramos,

dar frutos e ser excelente videira.”

9— Diga: Assim diz o Senhor Deus:

“Será que ela vai prosperar?

Será que a primeira águia

não lhe arrancará as raízes

e não cortará o seu fruto,

para que se sequem todas as folhas

de seus renovos?

Não será necessária muita força

nem muita gente

para arrancá-la pelas raízes.

10Mas, mesmo que esteja

plantada,

será que vai prosperar?

Será que não vai

secar completamente

quando o vento leste tocar nela?

No lugar onde está plantada,

secará.”

11Então a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

12— Pergunte agora à casa rebelde: Será que vocês não sabem o que significa isso? Diga: Eis que o rei da Babilônia veio a Jerusalém, pegou o seu rei e os seus príncipes e os levou consigo para a Babilônia. 13Escolheu um membro da família real, fez aliança com ele e tomou dele juramento. Levou os poderosos da terra, 14para que o reino ficasse humilhado e não se levantasse, mas, guardando a sua aliança, pudesse subsistir. 15Mas ele se rebelou contra o rei da Babilônia, enviando os seus mensageiros ao Egito, para conseguir cavalos e um grande exército. Será que prosperará ou conseguirá escapar aquele que faz tais coisas? Poderá quebrar a aliança e escapar?

17.12-15
2Rs 24.15-20
2Cr 36.10-13

16— Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, no lugar em que mora o rei que o pôs no trono, cujo juramento desprezou e cuja aliança quebrou, sim, junto dele, no meio da Babilônia será morto. 17Faraó, nem com grande exército, nem com numerosa companhia, o ajudará na guerra,

17.17
Is 36.6
Jr 37.7
quando rampas e torres de ataque forem levantadas para destruir muitas vidas.
17.17
Ez 4.2
18Ele desprezou o juramento, quebrando a aliança feita com aperto de mão, e praticou todas estas coisas; por isso, não escapará.

19— Portanto, assim diz o Senhor Deus: Tão certo como eu vivo, o meu juramento que ele desprezou e a minha aliança que ele quebrou, isto farei recair sobre a sua cabeça.

17.19
Ez 16.59
20Estenderei sobre ele a minha rede, e ficará preso nas minhas malhas.
17.20
Ez 12.13
Eu o levarei para a Babilônia e ali entrarei em juízo com ele por causa da rebeldia que praticou contra mim. 21Todos os seus fugitivos, com todas as suas tropas, cairão à espada, e os que restarem serão espalhados aos quatro ventos.
17.21
2Rs 25.5
Então vocês saberão que eu, o Senhor, falei.

Uma promessa de restauração

22— Assim diz o Senhor Deus: Também eu pegarei a ponta mais alta de um cedro e a plantarei; do principal dos seus ramos cortarei o renovo mais tenro e eu mesmo o plantarei sobre um monte alto e sublime.

17.22
Ez 20.40
23No monte alto de Israel, o plantarei; ele produzirá ramos, dará frutos e se tornará um cedro excelente. Debaixo dele, viverão pássaros de todo tipo; à sombra dos seus ramos se aninharão aves de toda espécie.
17.23
Mt 13.31-32
24Todas as árvores do campo saberão que eu, o Senhor, derrubo a árvore alta e elevo a baixa, seco a árvore verde e faço reverdecer a seca.
17.24
1Sm 2.7
Ez 21.26
Lc 1.46-55
Eu, o Senhor, falei e eu o cumprirei.

18

A responsabilidade é pessoal

181A palavra do Senhor veio a mim, dizendo:

2— O que vocês querem dizer, vocês que ficam repetindo este provérbio a respeito da terra de Israel: “Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram”?

18.2
Jr 31.29
Lm 5.7
3Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, vocês nunca mais repetirão esse provérbio em Israel. 4Eis que todas as pessoas são minhas. Assim como a pessoa do pai, também a pessoa do filho é minha. A pessoa que pecar, essa morrerá.

5— Se um homem é justo e age com justiça e retidão — 6não come carne sacrificada nos altos nem levanta os olhos para os ídolos da casa de Israel; não contamina a mulher do seu próximo nem tem relações com a mulher menstruada;

18.6
Lv 18.19
7não oprime ninguém, mas devolve ao devedor a coisa penhorada
18.7
Êx 22.26
e não rouba; reparte o seu pão com o faminto e cobre com roupas aquele que está nu;
18.7
Is 58.7
8não empresta para ter lucro e não cobra juros;
18.8
Lv 25.36
desvia a sua mão da injustiça e é imparcial ao julgar uma questão entre duas pessoas; 9anda nos meus estatutos e guarda os meus juízos,
18.9
Lv 18.5
procedendo retamente —, esse tal é justo e certamente viverá, diz o Senhor Deus.

10— Se ele gerar um filho ladrão, assassino, que fizer a seu irmão qualquer uma dessas coisas 11que o pai nunca cometeu, mas comer carne sacrificada nos altos, contaminar a mulher de seu próximo, 12oprimir o pobre e necessitado, praticar roubos, não devolver o penhor, levantar os olhos para os ídolos, cometer abominação, 13emprestar para ter lucro e cobrar juros, será que esse viverá? Não viverá. Ele fez todas estas abominações e será morto; é responsável pela própria morte.

14— E, se esse filho gerar um filho que veja todos os pecados que o pai cometeu, e, vendo-os, não fizer coisas semelhantes, 15não comer carne sacrificada nos altos, não levantar os olhos para os ídolos da casa de Israel, não contaminar a mulher de seu próximo, 16não oprimir ninguém, não retiver o penhor, não roubar, repartir o seu pão com o faminto, cobrir com roupas aquele que está nu, 17desviar a sua mão da injustiça, não emprestar para ter lucro nem cobrar juros, executar os meus juízos e andar nos meus estatutos, esse tal não morrerá por causa da iniquidade de seu pai; certamente viverá. 18Quanto ao pai dele, porque praticou extorsão, roubou os bens do próximo e fez o que não era bom no meio de seu povo, eis que ele morrerá por causa de sua iniquidade.

19— Mas vocês perguntam: “Por que o filho não paga pela iniquidade do pai?” Porque o filho fez o que era justo e reto. Ele guardou todos os meus estatutos e os praticou. Por isso, certamente viverá. 20A pessoa que pecar, essa morrerá. O filho não pagará pela iniquidade do pai, nem o pai pagará pela iniquidade do filho.

18.20
Dt 24.16
A justiça do justo ficará sobre ele, e a maldade do ímpio cairá sobre este.

21— Mas, se o ímpio se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é justo e reto, certamente viverá; não será morto. 22De todas as transgressões que cometeu, nenhuma será lembrada contra ele; pela justiça que praticou, viverá.

23— Vocês pensam que eu tenho prazer na morte do ímpio? — diz o Senhor Deus. Não desejo eu muito mais que ele se converta dos seus caminhos e viva? 24Mas, se o justo se desviar da sua justiça e fizer maldade, fazendo as mesmas abominações que o ímpio faz, será que ele viverá? De todos os atos de justiça que praticou, nenhum será lembrado; na sua transgressão com que transgrediu e no seu pecado que cometeu, neles morrerá.

25— No entanto, vocês dizem: “O caminho do Senhor não é reto.” Então escute, ó casa de Israel: Será que é o meu caminho que não é reto? Não seriam muito mais os caminhos de vocês que são tortuosos? 26Se o justo se desviar da sua justiça e fizer maldade, morrerá por causa dela; na iniquidade que cometeu, morrerá. 27Mas, se o ímpio se converter da maldade que cometeu e praticar o que é justo e reto, ele preservará a sua vida. 28Pois se ele percebe o que fez e se converte de todas as transgressões que cometeu, certamente viverá; não será morto. 29No entanto, a casa de Israel diz: “O caminho do Senhor não é reto.” Será que são os meus caminhos que não são retos, ó casa de Israel? Não seriam muito mais os caminhos de vocês que são tortuosos?

30— Portanto, eu os julgarei, cada um segundo os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Deus. Convertam-se e afastem-se de todas as suas transgressões, para que a iniquidade não lhes sirva de tropeço. 31Livrem-se de todas as transgressões que vocês cometeram e façam para vocês um coração novo e um espírito novo. Por que vocês haveriam de morrer, ó casa de Israel? 32Eu não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus. Portanto, convertam-se e vivam.

18.21-32
Ez 33.11-20