Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
26

As primícias da terra

261— Ao entrar na terra que o Senhor, seu Deus, lhe dá por herança, ao possuí-la e morar nela, 2você deve pegar as primícias de todos os frutos

26.2
Êx 23.19
que colheu na terra que o Senhor, seu Deus, lhe deu, colocá-las num cesto e ir ao lugar que o Senhor, seu Deus, escolher para ali fazer habitar o seu nome. 3Você chegará ao sacerdote que estiver de serviço naqueles dias e lhe dirá: “Hoje declaro ao Senhor, seu Deus, que entrei na terra que o Senhor, sob juramento, prometeu dar aos nossos pais.” 4O sacerdote pegará o cesto e o colocará diante do altar do Senhor, seu Deus. 5Então você testificará diante do Senhor, seu Deus, dizendo: “Meu pai foi um arameu
26.5
Gn 28.5
prestes a perecer. Ele foi para o Egito, e ali viveu como estrangeiro com pouca gente;
26.5
Gn 46.27
e ali veio a ser uma nação grande, forte e numerosa.
26.5
Êx 1.7
6Mas os egípcios nos maltrataram, oprimiram e nos impuseram dura servidão.
26.6
Êx 1.14
7Clamamos ao Senhor, Deus de nossos pais; e o Senhor ouviu a nossa voz e viu a nossa angústia, o nosso trabalho e a nossa opressão.
26.7
Êx 3.9
8E o Senhor nos tirou do Egito com mão poderosa, com braço estendido, com grande espanto, com sinais e com milagres.
26.8
Dt 4.34
9Ele nos trouxe a este lugar e nos deu esta terra, terra que mana leite e mel. 10Eis que, agora, trago as primícias dos frutos da terra que tu, ó Senhor, me deste.” Então você as colocará diante do Senhor, seu Deus, e se prostrará diante dele. 11Você se alegrará por todo o bem que o Senhor, seu Deus, tem dado a você e à sua casa.
26.11
Dt 12.7,12
E também se alegrarão os levitas e os estrangeiros que morarem onde você vive.

Os dízimos

12— Quando, no terceiro ano, que é o ano dos dízimos, você acabar de separar todos os dízimos da colheita,

26.12
Dt 14.28-29
você os dará aos levitas, aos estrangeiros, aos órfãos e às viúvas, para que comam até se fartarem nas cidades de vocês. 13Depois, diante do Senhor, seu Deus, você dirá: “Tirei de minha casa o que é consagrado e dei também aos levitas, aos estrangeiros, aos órfãos, às viúvas, segundo todos os mandamentos que me tens ordenado; nada transgredi dos teus mandamentos, nem deles me esqueci. 14Dos dízimos não comi quando estava de luto e deles nada tirei estando impuro, nem deles dei para a casa de algum morto; obedeci à voz do Senhor, meu Deus; segundo tudo o que me ordenaste, assim eu fiz. 15Olha desde a tua santa habitação, desde o céu,
26.15
1Rs 8.43
Is 63.15
e abençoa Israel, o teu povo, e a terra que nos deste, como juraste aos nossos pais, terra que mana leite e mel.”

Exortação à obediência

16— Hoje o Senhor, seu Deus, ordena que vocês cumpram estes estatutos e juízos; portanto, vocês devem guardar e cumpri-los de todo o seu coração e de toda a sua alma. 17Hoje vocês declararam que o Senhor será o seu Deus, e que vocês andarão nos seus caminhos, guardarão os seus estatutos, os seus mandamentos e os seus juízos e que darão ouvidos à sua voz. 18E hoje o Senhor declarou que vocês serão o seu povo próprio,

26.18
Êx 19.5
como ele prometeu, e que vocês devem guardar todos os seus mandamentos. 19Assim ele os exaltará em louvor, renome e glória sobre todas as nações que fez e fará de vocês um povo santo ao Senhor, seu Deus, como ele falou.

27

O terceiro discurso de Moisés

27.1—28.68

Promulgação solene da lei

271Moisés e os anciãos de Israel deram ordens ao povo, dizendo:

— Guardem todos estes mandamentos que hoje lhes ordeno. 2No dia em que vocês passarem o Jordão e entrarem na terra que o Senhor, seu Deus, lhes dá, levantem pedras grandes e pintem-nas com cal. 3Ao passarem, escrevam nessas pedras todas as palavras desta lei, para que vocês entrem na terra que o Senhor, seu Deus, lhes dá, terra que mana leite e mel, como o Senhor, o Deus dos seus pais, lhes prometeu. 4Quando vocês tiverem passado o Jordão, levantem essas pedras no monte Ebal, como hoje lhes ordeno, e pintem-nas com cal. 5Ali vocês devem construir um altar ao Senhor, seu Deus, altar de pedras que não tenham sido trabalhadas com instrumentos de ferro.

27.5
Êx 20.25
6Construam o altar do Senhor, seu Deus, com pedras toscas e sobre este altar lhe ofereçam holocaustos. 7Também sacrifiquem ofertas pacíficas; comam ali e alegrem-se na presença do Senhor, seu Deus. 8Nessas pedras, escrevam, de forma bem nítida, todas as palavras desta lei.
27.2-8
Js 8.30-32

9Moisés, juntamente com os sacerdotes levitas, disse ainda a todo o Israel:

— Fique em silêncio e escute, ó Israel! Hoje vocês vieram a ser o povo do Senhor, seu Deus. 10Portanto, obedeçam à voz do Senhor, seu Deus, e cumpram os mandamentos e os estatutos que hoje lhes ordeno.

Maldições do monte Ebal

11Naquele dia, Moisés deu ordem ao povo, dizendo:

12— Quando vocês tiverem passado o Jordão, estas tribos devem se colocar sobre o monte Gerizim,

27.12
Dt 11.29
Js 8.33-35
para abençoar o povo: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim. 13E estas tribos estarão sobre o monte Ebal, para amaldiçoar o povo: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali. 14Os levitas testificarão a todo o povo de Israel em alta voz e dirão:

15— “Maldito o homem que fizer imagem de escultura ou de fundição,

27.15
Êx 20.4
34.17
Lv 19.4
26.1
Dt 4.15-18
5.8
abominável ao Senhor, obra de artífice, e a puser em lugar oculto.” E todo o povo responderá: “Amém!”

16— “Maldito aquele que desprezar o seu pai

27.16
Êx 20.12
Dt 5.16
ou a sua mãe.” E todo o povo dirá: “Amém!”

17— “Maldito aquele que mudar os marcos de divisa do seu próximo.”

27.17
Dt 19.14
E todo o povo dirá: “Amém!”

18— “Maldito aquele que fizer o cego errar o caminho.”

27.18
Lv 19.14
E todo o povo dirá: “Amém!”

19— “Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro,

27.19
Êx 22.21
23.9
Lv 19.33-34
Dt 24.17-18
do órfão e da viúva.” E todo o povo dirá: “Amém!”

20— “Maldito aquele que tiver relações sexuais com a madrasta,

27.20
Lv 18.8
20.11
Dt 22.30
porque profanaria o leito de seu pai.” E todo o povo dirá: “Amém!”

21— “Maldito aquele que tiver relações sexuais com um animal.”

27.21
Êx 22.19
Lv 18.23
20.15
E todo o povo dirá: “Amém!”

22— “Maldito aquele que tiver relações sexuais com a sua irmã,

27.22
Lv 18.9
20.17
filha de seu pai ou filha de sua mãe.” E todo o povo dirá: “Amém!”

23— “Maldito aquele que tiver relações sexuais com sua sogra.”

27.23
Lv 18.17
20.14
E todo o povo dirá: “Amém!”

24— “Maldito aquele que matar o seu próximo às escondidas.” E todo o povo dirá: “Amém!”

25— “Maldito aquele que aceitar suborno para matar pessoa inocente.” E todo o povo dirá: “Amém!”

26— “Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo.”

27.26
Gl 3.10
E todo o povo dirá: “Amém!”

28

Bênçãos decorrentes da obediência

Lv 26.3-13; Dt 7.12-26

281— Se vocês ouvirem atentamente a voz do Senhor, seu Deus, tendo o cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje lhes ordeno, o Senhor, seu Deus, exaltará vocês sobre todas as nações da terra. 2Se ouvirem a voz do Senhor, seu Deus, sobre vocês virão e os alcançarão todas estas bênçãos:

3— Benditos serão vocês na cidade e benditos serão vocês no campo.

4— Bendito será o fruto do seu ventre, o fruto da sua terra, o fruto dos seus animais, e benditas serão as crias das suas vacas e ovelhas.

5— Bendito será o seu cesto de cereais e bendita será a sua amassadeira de pão.

6— Benditos serão vocês ao entrar e benditos serão ao sair.

7— O Senhor fará com que os inimigos que se levantarem contra vocês sejam derrotados na presença de vocês; eles virão contra vocês por um caminho, mas fugirão da presença de vocês por sete caminhos.

8— O Senhor determinará que a bênção esteja nos seus celeiros e em tudo o que colocarem a mão; ele os abençoará na terra que o Senhor, seu Deus, lhes dá.

9— O Senhor os constituirá para si em povo santo, como prometeu com juramento, se guardarem os mandamentos do Senhor, seu Deus, e andarem nos seus caminhos. 10E todos os povos da terra verão que vocês são chamados pelo nome do Senhor e terão medo de vocês. 11O Senhor lhes dará abundância de bens no fruto do seu ventre, no fruto dos seus animais e no fruto do seu solo, na terra que o Senhor prometeu dar a vocês sob juramento aos seus pais. 12O Senhor lhes abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à terra no tempo certo e para abençoar todo o trabalho das suas mãos; vocês emprestarão a muitas nações, porém não tomarão emprestado. 13O Senhor os porá por cabeça e não por cauda; e só estarão em cima e não debaixo, se obedecerem aos mandamentos do Senhor, seu Deus, que hoje lhes ordeno, para os guardar e cumprir. 14Não se desviem de todas as palavras que hoje lhes ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, seguindo outros deuses, para os servir.

Castigos decorrentes da desobediência

Lv 26.14-46

15— Porém, se não derem ouvidos à voz do Senhor, seu Deus, deixando de cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos que hoje lhes ordeno, então virão sobre vocês e os alcançarão todas estas maldições:

16— Malditos serão vocês na cidade e malditos serão no campo.

17— Maldito será o seu cesto de cereais e maldita será a sua amassadeira de pão.

18— Maldito será o fruto do seu ventre, o fruto da sua terra, e malditas serão as crias das suas vacas e ovelhas.

19— Malditos serão vocês ao entrar e malditos serão ao sair.

20— O Senhor mandará sobre vocês a maldição, a confusão e a ameaça em tudo o que empreenderem, até que vocês sejam destruídos e pereçam repentinamente, por causa da maldade das suas obras, com que vocês me abandonaram. 21O Senhor fará com que a peste se apegue a vocês, até que os consuma da terra em que vão entrar e da qual tomarão posse. 22O Senhor os ferirá com fraqueza, febre e inflamação, com calor ardente e seca, com crestamento28.22 Queimadura causada pelo calor do sol e ferrugem nas plantas; e isto os perseguirá até que vocês pereçam. 23O céu sobre a cabeça de vocês será de bronze, e a terra debaixo de vocês será de ferro. 24Por chuva sobre a sua terra, o Senhor lhes dará pó e cinza, que descerão do céu sobre vocês, até que vocês sejam destruídos. 25O Senhor fará com que vocês sejam derrotados pelos seus inimigos; vocês sairão contra eles por um caminho, mas voltarão, fugindo, por sete caminhos, e serão objeto de espanto para todos os reinos da terra. 26Os seus cadáveres servirão de comida a todas as aves do céu e aos animais selvagens; e não haverá quem os espante. 27O Senhor os ferirá com as úlceras do Egito, com tumores, com sarna e com coceira, e disso vocês não conseguirão se curar. 28O Senhor os ferirá com loucura, com cegueira e com perturbação do espírito. 29Vocês andarão às apalpadelas ao meio-dia, como o cego apalpa nas trevas, e não prosperarão nos seus caminhos. Serão sempre oprimidos e roubados durante todos os seus dias; e não haverá ninguém que os salve.

30— Você contratará casamento com uma mulher, mas outro homem é que terá relações com ela; você construirá uma casa, mas não irá morar nela; plantará uma vinha, mas não colherá os frutos. 31O seu boi será morto diante dos seus olhos, mas você não comerá da carne; o seu jumento será roubado diante dos seus olhos e não lhe será restituído; as suas ovelhas serão dadas aos seus inimigos, e não haverá ninguém que o socorra.

32— Os seus filhos e as suas filhas serão entregues a outro povo; vocês verão tudo isso e ficarão morrendo de saudade todos os dias, mas vocês não poderão fazer nada. 33O fruto da sua terra e de todo o seu trabalho será comido por um povo que vocês nunca conheceram; e vocês serão oprimidos e quebrantados todos os dias; 34e ficarão loucos pelo que verão com os seus próprios olhos. 35O Senhor os castigará com úlceras malignas nos joelhos e nas pernas, das quais vocês não poderão se curar, desde a planta do pé até o alto da cabeça.

36— O Senhor levará vocês e o rei que tiverem constituído sobre vocês a uma nação que não conheceram, nem vocês, nem os seus pais; e lá servirão outros deuses, feitos de madeira e de pedra. 37Vocês serão objeto de horror, de provérbio e de escárnio entre todos os povos para onde o Senhor os levar.

38— Vocês lançarão muita semente ao campo, mas colherão pouco, porque os gafanhotos irão consumir tudo. 39Vocês plantarão e cultivarão muitas vinhas, mas não beberão o vinho, nem colherão as uvas, porque os vermes acabarão com tudo. 40Em todo o seu território vocês plantarão oliveiras, mas não terão azeite para se ungir, porque as azeitonas cairão. 41Vocês gerarão filhos e filhas, mas ficarão sem eles, porque serão levados ao cativeiro. 42Todas as árvores e os frutos da terra de vocês serão consumidos pelos gafanhotos. 43Os estrangeiros que estão no meio de vocês se elevarão cada vez mais, e vocês cada vez mais descerão. 44Eles emprestarão a vocês, mas vocês não emprestarão a eles; eles serão por cabeça, e vocês serão por cauda.

45— Todas estas maldições virão sobre vocês, os perseguirão e os alcançarão, até que vocês sejam destruídos, porque não ouviram a voz do Senhor, seu Deus, para guardarem os mandamentos e os estatutos que ele lhes ordenou. 46Serão, no meio de vocês, por sinal e por maravilha, bem como entre os seus descendentes, para sempre. 47Vocês não serviram o Senhor, seu Deus, com alegria e bondade de coração, apesar de terem abundância de tudo, 48e, por isso, com fome, com sede, com nudez e com falta de tudo, servirão os inimigos que o Senhor enviará contra vocês; sobre o pescoço de vocês porá um jugo de ferro, até que os tenha destruído.

49— O Senhor fará vir contra vocês uma nação de longe, que virá da extremidade da terra, como o voo impetuoso da águia, uma nação cuja língua vocês não entenderão, 50nação cruel, que não respeitará os velhos, nem terá piedade dos moços. 51Eles comerão o produto dos animais e da terra de vocês, até que vocês sejam destruídos. Eles não lhes deixarão cereal, vinho, azeite, nem as crias das vacas e das ovelhas de vocês, até que vocês sejam destruídos. 52Eles cercarão todas as cidades em que vocês moram, até que venham a cair, em toda a terra, as altas e fortes muralhas em que vocês confiavam; eles sitiarão vocês em todas as suas cidades, em toda a terra que o Senhor, seu Deus, lhes deu. 53Na angústia e no aperto em que vocês ficarão com o cerco dos seus inimigos, vocês comerão o fruto do seu ventre, isto é, a carne de seus filhos e de suas filhas, que o Senhor, seu Deus, lhes der. 54O mais sensível dos homens e o mais delicado do meio de vocês será mesquinho para com seu irmão, e para com a mulher que ama, e para com os outros filhos que ainda lhe restarem, 55de modo que não dará a nenhum deles da carne de seus filhos, que ele comer; porque nada lhe restou na angústia e no aperto com que os inimigos apertarão vocês em todas as suas cidades. 56A mais sensível das mulheres e a mais delicada do meio de vocês, que de tão sensível e delicada não tentaria pôr a planta do pé sobre o chão, será mesquinha para com o marido que ama, e para com o seu filho, e para com a sua filha; 57será mesquinha, não repartindo com eles a placenta que lhe saiu do ventre e os filhos que tiver, porque os comerá às escondidas pela falta de tudo, na angústia e no aperto com que os inimigos apertarão vocês nas suas cidades.

58— Se vocês não tiverem o cuidado de cumprir todas as palavras desta lei, escritas neste livro, para temerem este nome glorioso e terrível, a saber, o Senhor, seu Deus, 59então o Senhor fará com que sejam terríveis as pragas que virão sobre vocês e sobre a sua descendência, pragas grandes e duradouras, e enfermidades graves e duradouras. 60Ele fará voltar contra vocês todas as moléstias do Egito, que vocês temeram; e elas se apegarão a vocês. 61O Senhor também fará vir sobre vocês enfermidades e pragas que não estão escritas no livro desta Lei, até que vocês sejam destruídos. 62Vocês, que eram tão numerosos como as estrelas do céu, ficarão reduzidos a poucas pessoas, porque não deram ouvidos à voz do Senhor, o Deus de vocês. 63Assim como o Senhor tinha prazer em fazer bem a vocês e torná-los mais numerosos, assim também o Senhor terá prazer em destruir e fazê-los perecer; vocês serão desarraigados da terra em que estão entrando para dela tomar posse.

64— O Senhor os espalhará entre todos os povos, de uma até a outra extremidade da terra. Ali vocês servirão outros deuses, deuses de madeira e de pedra, que nem vocês nem os seus pais conheceram. 65Nem ainda entre estas nações vocês terão descanso, nem a planta de seus pés terá repouso, porque ali o Senhor dará a vocês um coração que treme, olhos cansados e uma alma que desfalece. 66A vida de vocês estará suspensa como por um fio diante de vocês; terão pavor de noite e de dia e não terão certeza de que irão sobreviver. 67Pela manhã vocês dirão: “Ah! Quem dera já fosse noite!” E, à noitinha, vocês dirão: “Ah! Quem dera já fosse dia!” Isso pelo pavor que sentirão no coração e pelo espetáculo que terão diante dos olhos. 68O Senhor fará com que vocês voltem ao Egito em navios, pelo caminho de que eu lhes disse: “Nunca mais vocês o verão.” Ali vocês serão oferecidos para venda como escravos e escravas aos seus inimigos, mas não haverá quem queira comprá-los.