Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
8

A visão de um cesto de frutos

81O Senhor Deus também me mostrou o seguinte: um cesto de frutos de verão. 2E perguntou:

— O que você está vendo, Amós?

E eu respondi:

— Um cesto de frutos de verão.

Então o Senhor me disse:

“Chegou o fim para o meu povo

de Israel;

não posso mais ignorar

o que fazem.

3Naquele dia”,

diz o Senhor Deus,

“os cânticos do templo

serão gritos de dor.

Muitos cadáveres!

Cadáveres jogados por toda parte!

Silêncio!”

A ruína de Israel está perto

4Ouçam isto, vocês que pisam

os necessitados

e destroem os miseráveis da terra,

5dizendo: “Quando passará

a Festa da Lua Nova,

para vendermos os cereais?

E o sábado, para abrirmos

os celeiros de trigo,

diminuindo a quantidade,

aumentando o peso

e enganando com balanças

desonestas,

6para comprarmos os pobres

por dinheiro

e os necessitados

por um par de sandálias

e vendermos o refugo do trigo?”

7O Senhor jurou

pela glória de Jacó, dizendo:

“Nunca me esquecerei

de nenhuma das suas obras!

8Por causa disto, será que

a terra não vai tremer?

E não estarão enlutados

todos os seus moradores?

Toda a terra se levantará

como o Nilo,

será agitada e abaixará

como o rio do Egito.”

9“Naquele dia”,

diz o Senhor Deus,

“farei com que o sol

se ponha ao meio-dia

e com que a terra se cubra

de trevas em pleno dia.

10Transformarei as suas festas

em luto

e todos os seus cânticos

em lamentações.

Vou fazer com que todos vistam

roupas feitas de pano de saco

e rapem a cabeça.

Farei com que isso seja

como luto por um filho único,

luto cujo fim será

como dia de amargura.”

11“Eis que vêm dias”,

diz o Senhor Deus,

“em que enviarei sobre a terra

fome — não de pão,

e sede — não de água,

mas de ouvir as palavras

do Senhor.

12Andarão de mar a mar

e do Norte até o Oriente;

correrão por toda parte,

procurando a palavra do Senhor,

mas não a acharão.

13Naquele dia, as moças bonitas

e os jovens desmaiarão de sede,

14os que agora juram

pelo ídolo de Samaria

e dizem: ‘Tão certo como vive

o seu deus, ó Dã!’

E: ‘Tão certo como vive

o culto de Berseba!’

Esses mesmos cairão

e nunca mais se levantarão.”

9

Os juízos de Deus são inevitáveis

91Vi o Senhor, que estava em pé junto ao altar. Ele me disse:

“Bata nos capitéis das colunas,

para que os umbrais

comecem a tremer

e os pedaços caiam

sobre a cabeça de todos eles.

Matarei à espada os que restarem.

Nenhum deles fugirá,

e nenhum escapará.

2Ainda que cavem para chegar

ao mais profundo abismo,

a minha mão os tirará de lá.

Se subirem ao céu,

de lá os farei descer.

3Se eles se esconderem

no alto do Carmelo,

irei atrás deles e de lá os tirarei.

E, caso se ocultarem

dos meus olhos

no fundo do mar,

ali darei ordem à serpente,

e ela os morderá.

4Se forem levados para o cativeiro

pelos seus inimigos,

ali darei ordem à espada,

e ela os matará;

porei os meus olhos sobre eles

para o mal e não para o bem.”

5Porque o Senhor,

o Senhor dos Exércitos,

é o que toca na terra,

e ela se derrete,

e todos os seus moradores

estarão de luto.

Toda a terra subirá como o Nilo

e abaixará como o rio do Egito.

6Deus é o que edifica

as suas câmaras no céu

e firmou a sua abóbada

sobre a terra.

Ele é o que chama as águas do mar

e as derrama sobre a terra;

Senhor é o seu nome.

7“Filhos de Israel,

não é verdade que vocês

são para mim

como os filhos dos etíopes?” —

diz o Senhor.

“Não é fato que eu tirei Israel

da terra do Egito,

os filisteus de Caftor,

e os sírios de Quir?

8Eis que os olhos do Senhor Deus

estão contra este reino pecador,

e eu o destruirei da face da terra.

Mas não destruirei por completo

a casa de Jacó”,

diz o Senhor.

9“Porque eis que darei ordens

e sacudirei a casa de Israel

entre todas as nações,

assim como se sacode trigo

na peneira,

sem que um só grão caia na terra.

10Todos os pecadores

do meu povo

morrerão à espada,

os que dizem:

‘O mal não nos alcançará

nem nos encontrará.’”

Restauração do Israel espiritual

11“Naquele dia, levantarei

o tabernáculo caído de Davi.

Vou reparar as suas brechas

e levantá-lo das suas ruínas.

Vou restaurá-lo,

para que volte a ser como era

nos dias da antiguidade,

12para que o meu povo tome posse

do restante de Edom

e de todas as nações

que são chamadas pelo meu nome”,

diz o Senhor,

que faz estas coisas.

13“Eis que vêm dias”,

diz o Senhor,

“em que o que lavra

virá logo após o que colhe,

e o que pisa as uvas

virá logo após

o que lança semente.

Os montes destilarão vinho,

e todas as colinas se derreterão.

14Mudarei a sorte

do meu povo de Israel.

Eles reedificarão as cidades destruídas

e nelas habitarão.

Plantarão vinhas

e beberão o seu vinho;

farão pomares

e comerão dos seus frutos.

15Eu os plantarei na sua terra,

e, dessa terra que lhes dei,

nunca mais serão arrancados”,

diz o Senhor, seu Deus.