Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)

Paulo e Barnabé em Icônio

141Em Icônio, Paulo e Barnabé entraram juntos na sinagoga judaica e falaram de tal modo, que veio a crer grande multidão, tanto de judeus como de gregos. 2Mas os judeus que não tinham crido incitaram e irritaram os ânimos dos gentios contra os irmãos. 3Entretanto, Paulo e Barnabé ficaram bastante tempo em Icônio, falando ousadamente no Senhor, o qual confirmava a palavra da sua graça, concedendo que, por mão deles, se fizessem sinais e prodígios. 4Mas o povo da cidade se dividiu: uns eram pelos judeus; outros, pelos apóstolos. 5Então surgiu um movimento entre os gentios e os judeus, com o apoio das suas autoridades, para os maltratar e apedrejar. 6Quando Paulo e Barnabé souberam disso, fugiram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia, e para as regiões vizinhas, 7onde anunciaram o evangelho.

A cura de um paralítico em Listra

8Em Listra, costumava estar sentado certo homem aleijado, paralítico desde o seu nascimento, e que nunca tinha conseguido andar. 9Esse homem ouviu Paulo falar. Quando Paulo fixou nele os olhos e viu que ele tinha fé para ser curado, 10disse a ele em voz alta:

— Levante-se direito sobre os pés!

O homem saltou e começou a andar. 11Quando as multidões viram o que Paulo tinha feito, gritaram em língua licaônica:

— Os deuses, em forma de homens, desceram até nós.

12A Barnabé chamavam Júpiter, e a Paulo, Mercúrio,14.12 Na religião dos romanos, Júpiter era o chefe dos deuses, e Mercúrio era o mensageiro deles porque este era o principal portador da palavra. 13O sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trazendo touros e grinaldas para junto dos portões da cidade, queria oferecer um sacrifício juntamente com a multidão. 14Porém, ouvindo isto, os apóstolos Barnabé e Paulo, rasgando as suas roupas, saltaram para o meio da multidão, gritando:

15— Senhores, por que estão fazendo isto? Nós também somos seres humanos como vocês,

14.15
At 10.26
sujeitos aos mesmos sentimentos, e anunciamos o evangelho a vocês para que se convertam destas coisas vãs ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há.
14.15
Êx 20.11
Sl 146.6
16Nas gerações passadas, Deus permitiu que todos os povos andassem nos seus próprios caminhos.
14.16
At 17.30
17Contudo, não deixou de dar testemunho de si mesmo,
14.17
Rm 1.20
fazendo o bem, dando a vocês chuvas do céu e estações frutíferas, enchendo o coração de vocês de fartura e de alegria.

18Dizendo isto, foi ainda com dificuldade que impediram a multidão de lhes oferecer sacrifícios.

Paulo é apedrejado

19Entretanto, chegaram judeus de Antioquia e Icônio e, instigando as multidões, apedrejaram Paulo e o arrastaram para fora da cidade, dando-o por morto. 20Mas, quando os discípulos o rodearam, ele se levantou e entrou na cidade. No dia seguinte, foi com Barnabé para Derbe.

A volta para Antioquia da Síria

21E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, Paulo e Barnabé voltaram para Listra, Icônio e Antioquia,14.21 Cidade da Pisídia 22fortalecendo o ânimo dos discípulos, exortando-os a permanecerem firmes na fé

14.22
At 11.23
13.43
e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no Reino de Deus.
14.22
Jo 16.33
1Ts 3.3
2Tm 3.12
23E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros,
14.23
Tt 1.5
depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor, em quem haviam crido.

24Atravessando a Pisídia, Paulo e Barnabé se dirigiram à Panfília. 25E, tendo anunciado a palavra em Perge, foram para Atália 26e dali navegaram para Antioquia,14.26 Capital da Síria onde tinham sido recomendados

14.26
At 13.3
à graça de Deus para a obra que agora tinham terminado. 27Quando chegaram a Antioquia, reuniram a igreja e relataram tudo o que Deus havia feito com eles e como tinha aberto aos gentios a porta da fé. 28E permaneceram muito tempo com os discípulos.