Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
11

A defesa de Pedro

111Chegou ao conhecimento dos apóstolos e dos irmãos que estavam na Judeia que também os gentios haviam recebido a palavra de Deus. 2Quando Pedro voltou para Jerusalém, os que eram da circuncisão começaram a questioná-lo, dizendo:

3— Você entrou na casa de homens incircuncisos e comeu com eles.

4Então Pedro passou a fazer-lhes uma exposição por ordem, dizendo:

5— Eu estava na cidade de Jope orando e, num êxtase, tive uma visão em que observei descer um objeto como se fosse um grande lençol baixado do céu pelas quatro pontas e vindo até perto de mim. 6E, olhando atentamente para dentro daquilo, vi quadrúpedes da terra, feras, répteis e aves do céu. 7Ouvi também uma voz que me dizia: “Levante-se, Pedro! Mate e coma.” 8Ao que eu respondi: “De modo nenhum, Senhor; porque em minha boca nunca entrou nada que fosse impuro ou imundo.” 9Pela segunda vez, a voz do céu falou: “Não considere impuro aquilo que Deus purificou.” 10Isso se repetiu três vezes, e, de novo, tudo foi recolhido para o céu. 11E eis que, na mesma hora, pararam diante da casa em que estávamos três homens enviados de Cesareia para se encontrar comigo. 12Então o Espírito me disse que eu fosse com eles, sem hesitar. Foram comigo também estes seis irmãos; e entramos na casa daquele homem. 13E ele nos contou como tinha visto na casa dele um anjo, em pé, que lhe disse: “Envie alguém a Jope e mande chamar Simão, que também é chamado de Pedro, 14o qual lhe dirá palavras mediante as quais você e toda a sua casa serão salvos.”

15— Quando comecei a falar, o Espírito Santo caiu sobre eles, como também sobre nós, no princípio. 16Então me lembrei da palavra do Senhor, quando disse: “João, na verdade, batizou com11.16 Ou em água, mas vocês serão batizados com o Espírito Santo.”

11.16
At 1.5
17Pois, se Deus deu a eles o mesmo dom que tinha dado a nós quando cremos no Senhor Jesus, quem era eu para que pudesse resistir a Deus?

18Quando os demais ouviram isso, acalmaram-se e glorificaram a Deus, dizendo:

— Então também aos gentios Deus concedeu o arrependimento para a vida!

Os discípulos são chamados de cristãos em Antioquia

19Os que foram dispersos

11.19
At 8.4
a partir da perseguição que começou com a morte de Estêvão se espalharam até a Fenícia, Chipre e Antioquia, não anunciando a palavra a ninguém que não fosse judeu. 20Alguns deles, porém, que eram de Chipre e de Cirene e que foram até Antioquia, falavam também aos gregos, anunciando-lhes o evangelho do Senhor Jesus. 21A mão do Senhor estava com eles, e muitos, crendo, se converteram ao Senhor.

22A notícia a respeito deles chegou aos ouvidos da igreja que estava em Jerusalém; e enviaram Barnabé até Antioquia. 23Quando ele chegou e viu a graça de Deus, ficou muito alegre. E exortava todos a que, com firmeza de coração, permanecessem no Senhor. 24Porque era homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé. E muita gente se uniu ao Senhor.

25Depois Barnabé foi a Tarso à procura de Saulo. 26E, quando o encontrou, levou-o para Antioquia. E, durante um ano inteiro, se reuniram naquela igreja e ensinaram numerosa multidão. Em Antioquia, os discípulos foram, pela primeira vez, chamados de cristãos.

11.26
1Pe 4.16

Ágabo prediz grande fome

27Naqueles dias, alguns profetas foram de Jerusalém para Antioquia. 28E, apresentando-se um deles, chamado Ágabo,

11.28
At 21.10
dava a entender, pelo Espírito, que haveria uma grande fome em todo o mundo. Essa fome veio nos dias do imperador Cláudio. 29Os discípulos, cada um conforme as suas posses,
11.29
2Co 8.12
resolveram mandar uma ajuda aos irmãos que moravam na Judeia. 30E eles o fizeram, enviando essa ajuda aos presbíteros por meio de Barnabé e Saulo.