Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
4

Isbosete é morto

41Quando Isbosete, o filho de Saul, soube que Abner tinha sido morto em Hebrom,

4.1
2Sm 3.27
as suas mãos desfaleceram; e todo o Israel ficou consternado. 2Esse filho de Saul tinha a seu serviço dois homens, capitães de tropas. Um se chamava Baaná e o outro, Recabe. Eram filhos de Rimom, o beerotita, dos filhos de Benjamim, porque também a cidade de Beerote era considerada como pertencente a Benjamim. 3Os beerotitas tinham fugido para Gitaim e ali vivem como estrangeiros até o dia de hoje.

4Jônatas,

4.4
2Sm 9.3
filho de Saul, tinha um filho aleijado dos pés. Ele tinha cinco anos de idade quando de Jezreel chegaram as notícias da morte de Saul e de Jônatas. Então sua ama o pegou e fugiu. Aconteceu que, apressando-se ela a fugir, ele caiu e ficou manco. Seu nome era Mefibosete.

5Recabe e Baaná, filhos de Rimom, beerotita, chegaram à casa de Isbosete, no maior calor do dia, estando este a dormir, ao meio-dia. 6Ali, entraram para o interior da casa, como que vindo buscar trigo, e o feriram na barriga. Depois, Recabe e Baaná, seu irmão, fugiram. 7Eles tinham entrado na casa enquanto Isbosete estava deitado em sua cama, no quarto de dormir, feriram-no e o mataram. Depois cortaram a cabeça dele e a levaram, andando toda a noite pelo caminho da planície. 8Levaram a cabeça de Isbosete ao rei Davi, em Hebrom, e lhe disseram:

— Aqui está a cabeça de Isbosete, filho de seu inimigo Saul, que queria matá-lo. Assim, hoje o Senhor Deus vingou o rei, meu senhor, de Saul e da sua descendência.

9Porém Davi respondeu a Recabe e a Baaná, seu irmão, filhos de Rimom, o beerotita, dizendo:

— Tão certo como vive o Senhor, que remiu a minha alma de toda a angústia, 10quando alguém me trouxe a notícia de que Saul estava morto,

4.10
2Sm 1.1-16
pensando que me trazia uma boa notícia, como recompensa eu o agarrei e matei em Ziclague. 11Muito mais agora que homens perversos mataram um homem justo em sua casa, deitado no seu leito, será que eu não requereria o sangue dele das mãos de vocês e não os exterminaria da face da terra?
4.11
Gn 9.5-6

12Então Davi deu ordem aos seus moços e eles mataram Recabe e Baaná. Depois, cortaram as mãos e os pés deles, e os penduraram junto à cisterna em Hebrom. Porém pegaram a cabeça de Isbosete e a sepultaram no túmulo de Abner, em Hebrom.

4.12
2Sm 1.15

5

Davi é ungido rei de todo o Israel

1Cr 11.1-3

51Então todas as tribos de Israel vieram a Davi, em Hebrom, e disseram:

— Veja, somos do mesmo povo que o senhor, ó rei. 2No passado, quando Saul ainda era rei sobre nós, era o senhor quem fazia entradas e saídas militares com Israel.

5.2
1Sm 18.13,16
Também o Senhor Deus lhe disse: “Você apascentará o meu povo de Israel e será príncipe sobre Israel.”
5.2
1Sm 13.14
25.30

3Assim todos os anciãos de Israel foram falar com o rei, em Hebrom. E o rei Davi fez com eles uma aliança em Hebrom, diante do Senhor. E eles ungiram Davi rei sobre Israel.

4Davi tinha trinta anos de idade quando começou a reinar; e reinou durante quarenta anos.

5.4
1Rs 2.11
1Cr 29.27
5Em Hebrom, reinou sobre Judá sete anos e seis meses;
5.5
2Sm 2.11
1Cr 3.4
29.27
em Jerusalém, reinou trinta e três anos sobre todo o Israel e Judá.

Davi conquista Sião

1Cr 11.4-9

6O rei Davi partiu com os seus homens para Jerusalém, para atacar os jebuseus

5.6
Js 15.63
Jz 1.21
que moravam naquela terra. Os jebuseus disseram a Davi:

— Você não entrará aqui. Até os cegos e os coxos poderão impedi-lo de entrar.

Com isto queriam dizer: “Davi não entrará neste lugar.” 7Porém Davi tomou a fortaleza de Sião, isto é, a Cidade de Davi. 8Davi, naquele dia, mandou dizer:

— Todo o que está disposto a atacar os jebuseus suba pelo canal subterrâneo e ataque os cegos e os coxos, a quem a alma de Davi odeia.

Por isso se diz: “Nem cego nem coxo entrará na casa.” 9Assim, Davi morou na fortaleza e a chamou de Cidade de Davi. Ele foi edificando ao redor, desde Milo e para dentro. 10Davi ia crescendo em poder cada vez mais,

5.10
2Sm 3.1
porque o Senhor, o Deus dos Exércitos, estava com ele.

O reinado de Davi é reconhecido por Hirão

1Cr 14.1-2

11Hirão, rei de Tiro, enviou a Davi mensageiros, madeira de cedro, carpinteiros e pedreiros; estes construíram um palácio para Davi. 12Então Davi reconheceu que o Senhor o havia confirmado como rei sobre Israel e que tinha exaltado o seu reino por amor do seu povo de Israel.

Filhos de Davi que nasceram em Jerusalém

1Cr 3.5-9; 14.3-7

13Davi tomou mais concubinas e mulheres de Jerusalém, depois que tinha vindo de Hebrom, e nasceram-lhe mais filhos e filhas. 14São estes os nomes dos filhos de Davi que nasceram em Jerusalém: Samua, Sobabe, Natã, Salomão, 15Ibar, Elisua, Nefegue, Jafia, 16Elisama, Eliada e Elifelete.

Davi derrota os filisteus

1Cr 14.8-16

17Quando os filisteus ouviram que Davi tinha sido ungido rei sobre Israel, subiram todos para prendê-lo. Quando soube disso, Davi desceu para a fortaleza. 18Mas os filisteus vieram e se espalharam pelo vale dos Refains. 19Então Davi consultou o Senhor,

5.19
2Sm 2.1
dizendo:

— Devo atacar os filisteus? Tu os entregarás nas minhas mãos?

O Senhor respondeu:

— Vá, porque certamente entregarei os filisteus nas suas mãos.

20Então Davi foi até Baal-Perazim e os derrotou ali. E disse:

— O Senhor rompeu as fileiras inimigas diante de mim, como as águas rompem barreiras.

Por isso, chamou aquele lugar de Baal-Perazim.5.20 Baal-Perazim significa “senhor das brechas” 21Os filisteus deixaram lá os seus ídolos, e Davi e os seus homens os levaram embora.

22Os filisteus tornaram a subir e se espalharam pelo vale dos Refains. 23Davi consultou o Senhor, e este lhe respondeu:

— Não os ataque de frente, mas rodeie por detrás deles e ataque-os por diante das amoreiras. 24E, quando você ouvir um barulho de marcha pelas copas das amoreiras, entre logo em ação: é o Senhor que saiu à sua frente,

5.24
Jz 4.14
para atacar o exército dos filisteus.

25Davi fez como o Senhor lhe havia ordenado, e atacou os filisteus desde Geba até Gezer.

6

A arca é levada para Jerusalém

1Cr 13.5—16.3

61Mais uma vez Davi reuniu todos os escolhidos de Israel, em número de trinta mil. 2Davi se levantou e, com todo o povo que tinha consigo, partiu para Baalá de Judá, para de lá trazer a arca de Deus, diante da qual se invoca o Nome, o nome do Senhor dos Exércitos,6.2 Em hebraico, Javé Sebaot que se assenta acima dos querubins.

6.2
Êx 25.22
Sl 80.1
3Puseram a arca de Deus numa carroça nova e a levaram da casa de Abinadabe,
6.3
1Sm 7.1-2
que ficava numa colina. Uzá e Aiô, filhos de Abinadabe, conduziam aquela carroça. 4Levaram a carroça com a arca de Deus da casa de Abinadabe, que ficava na colina; e Aiô ia adiante da arca. 5Davi e toda a casa de Israel se alegravam diante do Senhor, com todo tipo de instrumentos de madeira de faia, com harpas, liras, tamborins, pandeiros e címbalos.

6Quando chegaram à eira de Nacom, Uzá estendeu a mão para segurar a arca de Deus, porque os bois tropeçaram. 7Então a ira do Senhor se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali por esta irreverência.

6.7
1Sm 6.19
E Uzá morreu ali, ao lado da arca de Deus. 8Davi ficou irado, porque o Senhor havia irrompido contra Uzá, e chamou aquele lugar de Perez-Uzá,6.8 Perez-Uzá significa “destruição de Uzá” até o dia de hoje. 9Naquele dia, Davi teve medo do Senhor e disse:

— Como poderei levar comigo a arca do Senhor?

10Davi não quis levar a arca do Senhor para junto de si, na Cidade de Davi, mas fez com que fosse levada para a casa de Obede-Edom, o geteu. 11Assim, a arca do Senhor ficou na casa de Obede-Edom, o geteu, durante três meses, e o Senhor o abençoou

6.11
1Cr 26.4-5
e a toda a sua casa.

12Avisaram o rei Davi, dizendo:

— O Senhor abençoou a casa de Obede-Edom e tudo o que ele tem, por causa da arca de Deus.

Então Davi foi e, com alegria, trouxe a arca de Deus da casa de Obede-Edom à Cidade de Davi. 13Quando os que levavam a arca do Senhor tinham dado seis passos, Davi sacrificava um boi e um animal gordo. 14Davi dançava com todas as suas forças diante do Senhor; ele estava cingido de uma estola sacerdotal de linho. 15Assim, Davi, com todo o Israel, levou a arca do Senhor, com júbilo e ao som de trombetas.

16Quando a arca do Senhor estava entrando na Cidade de Davi, Mical, filha de Saul, olhou pela janela. E, ao ver o rei Davi, que ia saltando e dançando diante do Senhor, ela o desprezou em seu coração.

17Levaram a arca do Senhor e a puseram no seu lugar, no meio da tenda que Davi tinha preparado para ela. Então Davi trouxe holocaustos e ofertas pacíficas diante do Senhor. 18Depois de trazer os holocaustos e as ofertas pacíficas, Davi abençoou o povo em nome do Senhor dos Exércitos. 19E repartiu a todo o povo e a toda a multidão de Israel, tanto homens como mulheres, a cada um, um bolo de pão, um bom pedaço de carne e passas. Então todo o povo se retirou, cada um para a sua casa.

Mical é repreendida por Davi

20Quando Davi regressou para abençoar a sua casa,

6.19-20
1Cr 16.43
Mical, filha de Saul, saiu ao seu encontro e lhe disse:

— Que bela figura fez o rei de Israel no dia de hoje, descobrindo-se diante das servas de seus servos, como se descobre um sem-vergonha qualquer!

21Mas Davi disse a Mical:

— Eu fiz isso diante do Senhor, que me escolheu em lugar de seu pai e de toda a casa dele, ordenando que eu fosse príncipe sobre o povo do Senhor, sobre Israel. Foi diante do Senhor que me alegrei. 22E me farei ainda mais desprezível e me humilharei aos meus próprios olhos. Quanto às servas, de quem você falou, serei honrado por elas.

23Mical, filha de Saul, não teve filhos, até o dia da sua morte.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]