Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)

A revolta de Seba

201Aconteceu que estava ali um homem perverso, cujo nome era Seba, filho de Bicri, homem de Benjamim. Ele tocou a trombeta e disse:

— Não temos parte em Davi,

20.1
1Rs 12.16
2Cr 10.16
nem herança no filho de Jessé. Cada um para as suas tendas, ó Israel.

2Então todos os homens de Israel se separaram de Davi e seguiram Seba, filho de Bicri. Mas os homens de Judá se apegaram ao seu rei, conduzindo-o desde o Jordão até Jerusalém.

3E Davi foi para o seu palácio em Jerusalém. O rei tomou as dez concubinas,

20.3
2Sm 16.22
que tinha deixado para cuidar do palácio,
20.3
2Sm 15.16
e as pôs em custódia, e as sustentou, porém não teve relações com elas. Elas ficaram enclausuradas até o dia em que morreram, vivendo como viúvas.

4O rei disse a Amasa:

20.4
2Sm 17.25

— Convoque, para dentro de três dias, os homens de Judá e apresente-se aqui.

5Amasa saiu para convocar os homens de Judá, mas demorou-se além do tempo que lhe havia sido dado. 6Então Davi disse a Abisai:

20.6
2Sm 21.17

— Agora Seba, o filho de Bicri, nos fará mais mal do que Absalão. Por isso, pegue os servos do seu senhor e vá atrás dele, para que não ache para si cidades fortificadas e nos escape.

7Então saíram com ele os soldados de Joabe, a guarda real e todos os valentes. Saíram de Jerusalém para perseguir Seba, filho de Bicri. 8Quando chegaram à pedra grande que está em Gibeão, Amasa veio ao encontro deles. Joabe usava trajes militares e sobre eles um cinto, no qual, presa aos seus lombos, estava uma espada dentro da bainha. Quando Joabe se adiantou, sua espada caiu. 9Então Joabe disse a Amasa:

— Você vai bem, meu irmão?

E, com a mão direita, pegou na barba de Amasa, para o beijar. 10Amasa não reparou na espada que estava na mão de Joabe. Assim, este o feriu com ela na barriga e lhe derramou por terra os intestinos. Amasa morreu, sem que fosse preciso dar um segundo golpe. Então Joabe e o seu irmão Abisai perseguiram Seba, filho de Bicri. 11Mas um dos moços de Joabe parou junto do corpo de Amasa e disse:

— Quem está do lado de Joabe e é por Davi, siga Joabe!

12Amasa estava envolto no seu sangue no meio do caminho. Quando o moço viu que todo o povo parava, arrastou Amasa do caminho para o campo e lançou um manto sobre ele. Porque ele via que todo aquele que chegava perto dele parava. 13Depois que o corpo foi afastado do caminho, todos os homens seguiram Joabe, para perseguirem Seba, filho de Bicri.

14Seba passou por todas as tribos de Israel até Abel-Bete-Maaca, e apenas os beritas se ajuntaram todos e o seguiram. 15Joabe e os seus homens vieram e o cercaram em Abel-Bete-Maaca. E levantaram contra a cidade um montão da altura da muralha. E todo o povo que estava com Joabe batia na muralha para a derrubar. 16Então uma mulher sábia

20.16
2Sm 14.2
gritou de dentro da cidade:

— Escutem! Escutem! Digam a Joabe que venha cá, para que eu fale com ele.

17Quando ele chegou perto, a mulher perguntou:

— Você é Joabe?

Ele respondeu:

— Eu sou.

Ela lhe disse:

— Ouça as palavras desta sua serva.

Joabe respondeu:

— Estou ouvindo.

18Então ela disse:

— Antigamente se costumava dizer: “Peçam conselho na cidade de Abel”; e assim as questões eram resolvidas. 19Eu sou uma das pacíficas e das fiéis em Israel, e você procura destruir uma cidade que é mãe em Israel. Por que você quer devorar a herança do Senhor?

20Então Joabe respondeu:

— Longe, longe de mim que eu devore e destrua! 21A coisa não é assim. Porém um homem da região montanhosa de Efraim, chamado Seba, filho de Bicri, levantou a mão contra o rei, contra Davi. Entreguem-me só este, e eu vou me retirar da cidade.

Então a mulher disse a Joabe:

— Eis que a cabeça dele será jogada por cima da muralha para você.

22Então a mulher, na sua sabedoria, foi falar com todo o povo. E cortaram a cabeça de Seba, filho de Bicri, e a jogaram para Joabe. Então Joabe tocou a trombeta, e eles se retiraram da cidade, cada um para a sua casa. E Joabe voltou a Jerusalém, para junto do rei.

Oficiais de Davi

2Sm 8.15-18; 1Cr 18.14-17

23Joabe era comandante de todo o exército de Israel. Benaia, filho de Joiada, era comandante da guarda real. 24Adorão era chefe dos que estavam sujeitos a trabalhos forçados. Josafá, filho de Ailude, era o cronista. 25Seva era o escrivão. Zadoque e Abiatar eram os sacerdotes. 26E também Ira, o jairita, era ministro de Davi.