Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
23

Joás é ungido rei de Judá

2Rs 11.4-12

231No sétimo ano, o sacerdote Joiada se animou e entrou em aliança com os capitães de cem: Azarias, filho de Jeroão, Ismael, filho de Joanã, Azarias, filho de Obede, Maaseias, filho de Adaías, e Elisafate, filho de Zicri. 2Estes percorreram Judá, congregaram os levitas de todas as cidades de Judá e os chefes das famílias de Israel e vieram para Jerusalém. 3Toda essa congregação fez aliança com o rei na Casa de Deus. Então Joiada lhes disse:

— Eis que o filho do rei deve reinar, como o Senhor

23.3
2Sm 7.12
Deus falou a respeito dos filhos de Davi. 4Isto é o que vocês devem fazer: uma terça parte de vocês, sacerdotes e levitas, que entram de serviço no sábado, servirá de guarda dos portões do templo; 5outra terça parte estará no palácio real; e a outra terça parte, no Portão do Fundamento; e todo o povo estará nos pátios da Casa do Senhor. 6Que ninguém entre na Casa do Senhor, a não ser os sacerdotes e os levitas que ministram. Estes poderão entrar, porque são santos, mas todo o povo guardará o preceito do Senhor. 7Os levitas devem rodear o rei, cada um de armas na mão. E, se alguém quiser entrar no templo, que seja morto. Vocês devem acompanhar o rei aonde quer que ele for.

8Os levitas e todo o Judá fizeram tudo o que o sacerdote Joiada lhes havia ordenado. Cada um reuniu os seus soldados, tanto os que entravam de serviço no sábado como os que saíam de serviço no sábado, porque o sacerdote Joiada não havia dispensado nenhuma das turmas. 9O sacerdote Joiada entregou aos capitães de cem as lanças, os escudos e os escudos menores que haviam sido do rei Davi e que estavam na Casa de Deus.

23.9
2Sm 8.7
10Dispôs todo o povo, cada um de armas na mão, desde o lado direito do templo até o seu lado esquerdo, e até o altar, e até o templo, para rodear o rei. 11Então trouxeram para fora o filho do rei, puseram a coroa na cabeça dele, entregaram-lhe o Livro do Testemunho
23.11
Dt 17.18
e o constituíram rei. Joiada e seus filhos o ungiram e gritaram:

— Viva o rei!

A morte de Atalia

2Rs 11.13-16

12Quando a rainha Atalia ouviu o barulho do povo que corria e louvava o rei, veio para onde o povo estava, na Casa do Senhor. 13Olhou, e eis que o rei estava junto à coluna, à entrada. Os capitães e os tocadores de trombetas estavam ao lado do rei, e todo o povo da terra se alegrava e tocava trombetas. Também os cantores com os instrumentos musicais dirigiam o canto de louvores. Então Atalia rasgou as suas roupas e gritou:

— Traição! Traição!

14Porém o sacerdote Joiada trouxe para fora os capitães que comandavam as tropas e disse-lhes:

— Façam-na sair por entre as fileiras e, se alguém a seguir, matem-no à espada.

Porque o sacerdote tinha dito: “Não a matem na Casa do Senhor.” 15Então eles a prenderam; e ela, pelo caminho da entrada dos cavalos, foi para o palácio real, onde a mataram.

A aliança de Joiada

2Rs 11.17-21

16Joiada fez uma aliança entre si mesmo, todo o povo e o rei, para serem eles o povo do Senhor. 17Então todo o povo entrou no templo de Baal e o derrubaram, despedaçando os altares e as imagens de Baal.

23.17
Dt 12.3
Matã, o sacerdote de Baal, foi morto diante dos altares. 18Joiada entregou a superintendência da Casa do Senhor nas mãos dos sacerdotes levitas, que Davi tinha organizado em grupos para cuidarem da Casa do Senhor, para oferecerem os holocaustos do Senhor, como está escrito na Lei de Moisés, com alegria e com canto, segundo a instituição de Davi. 19Colocou porteiros junto aos portões da Casa do Senhor, para que nela não entrasse ninguém que de alguma forma fosse impuro. 20Reuniu os capitães de cem, os nobres, os governadores do povo e todo o povo da terra, e todos estes conduziram o rei da Casa do Senhor até o palácio real, passando pelo portão superior. E assentaram Joás no trono do reino. 21Todo o povo da terra se alegrou, e a cidade ficou tranquila, depois que mataram Atalia à espada.

24

O reinado de Joás, de Judá

2Rs 12.1-19

241Joás tinha sete anos de idade quando começou a reinar e reinou quarenta anos em Jerusalém. 2A mãe dele se chamava Zíbia e era de Berseba. Joás fez o que era reto aos olhos do Senhor todos os dias do sacerdote Joiada. 3Joiada lhe deu duas mulheres, e ele gerou filhos e filhas.

4Depois disto, Joás decidiu restaurar a Casa do Senhor. 5Reuniu os sacerdotes e os levitas e lhes disse:

— Vão pelas cidades de Judá e levantem de todo o Israel dinheiro para que todos os anos sejam feitos reparos no templo de seu Deus; e façam isso depressa.

Porém os levitas não se apressaram. 6Então o rei mandou chamar o sumo sacerdote Joiada e lhe perguntou:

— Por que você não exigiu que os levitas trouxessem de Judá e de Jerusalém o imposto

24.6
Êx 30.11-16
que Moisés, servo do Senhor, pôs sobre a congregação de Israel, para a tenda do testemunho?

7Porque a perversa Atalia e os seus filhos tinham arruinado a Casa de Deus; e usaram todas as coisas sagradas da Casa do Senhor no culto aos baalins.

8O rei deu ordem e fizeram um cofre e o puseram do lado de fora, junto ao portão da Casa do Senhor. 9Publicou-se, em Judá e em Jerusalém, que trouxessem ao Senhor o imposto que Moisés, servo de Deus, havia colocado sobre Israel, no deserto. 10Então todos os chefes e todo o povo se alegraram, trouxeram o imposto e o lançaram no cofre, até ficar cheio. 11Quando o cofre era levado pelos levitas a uma comissão real, vendo-se que havia muito dinheiro, o escrivão do rei e o comissário do sumo sacerdote esvaziavam o cofre e o levavam de novo ao seu lugar. Assim faziam dia após dia e ajuntaram dinheiro em abundância.

12O rei e Joiada entregavam esse dinheiro aos que dirigiam a obra e tinham a seu encargo a Casa do Senhor, que contrataram pedreiros e carpinteiros, para restaurarem a Casa do Senhor, e também os que trabalhavam em ferro e em bronze, para repararem a Casa do Senhor. 13Os que estavam encarregados da obra trabalhavam, e a reparação tinha bom êxito com eles; restauraram a Casa de Deus no seu próprio estado e a consolidaram. 14Quando acabaram a obra, trouxeram ao rei e a Joiada o resto do dinheiro, de que se fizeram utensílios para a Casa do Senhor, objetos para o culto e para os holocaustos, taças e outros objetos de ouro e de prata. E continuamente ofereceram holocaustos na Casa do Senhor, todos os dias de Joiada.

15Joiada morreu após uma longa velhice; tinha cento e trinta anos de idade quando morreu. 16Sepultaram-no na Cidade de Davi com os reis, porque ele tinha feito o bem em Israel e servido a Deus e ao seu templo.

Zacarias é morto pelo rei

17Depois da morte de Joiada, os chefes de Judá foram e se prostraram diante do rei, e o rei os ouviu. 18Então abandonaram a Casa do Senhor, Deus de seus pais, e serviram os postes da deusa Aserá e aos ídolos. E, por esta sua culpa, veio grande ira sobre Judá e Jerusalém. 19Mas o Senhor lhes enviou profetas para os reconduzir a si; estes profetas testemunharam contra eles, mas eles não quiseram ouvir.

20Então o Espírito de Deus se apoderou de Zacarias, filho do sacerdote Joiada. Ele ficou em pé diante do povo e lhes disse:

— Assim diz Deus: “Por que vocês estão transgredindo os mandamentos do Senhor? Vocês não vão prosperar! Por terem abandonado o Senhor, também ele os abandonará.”

21Conspiraram contra ele e o apedrejaram,

24.21
Mt 23.35
Lc 11.51
por ordem do rei, no pátio da Casa do Senhor. 22Assim, o rei Joás não se lembrou de como Joiada, pai de Zacarias, tinha sido bondoso com ele, e acabou matando o filho dele. Ao morrer, Zacarias disse:

— O Senhor verá isto e o retribuirá.

O juízo de Deus sobre Joás

23Antes de se findar o ano, o exército dos sírios atacou Joás. Invadiram Judá e Jerusalém, mataram todos os chefes do povo, e levaram os despojos ao rei de Damasco. 24Embora o exército dos sírios não fosse grande, o Senhor permitiu que eles vencessem um exército que era muito maior, porque eles tinham abandonado o Senhor, Deus de seus pais. Assim os sírios executaram o juízo de Deus contra Joás.

24.23-24
2Rs 12.17-18

A conspiração contra o rei Joás

2Rs 12.20-21

25Quando os sírios foram embora, deixando Joás gravemente ferido, os servos de Joás conspiraram contra ele, por causa do sangue do filho do sacerdote Joiada, e o mataram em sua cama. 26Ele foi sepultado na Cidade de Davi, mas não nos túmulos dos reis. Os que conspiraram contra Joás foram Zabade, filho de Simeate, a amonita, e Jeozabade, filho de Sinrite, a moabita. 27Quanto aos filhos de Joás, às numerosas sentenças proferidas contra ele e à restauração da Casa de Deus, está tudo escrito no Livro da História dos Reis. E Amazias, filho de Joás, reinou em seu lugar.

25

O reinado de Amazias, de Judá

2Rs 14.1-7

251Amazias tinha vinte e cinco anos de idade quando começou a reinar e reinou vinte e nove anos em Jerusalém. A mãe dele se chamava Jeoadã e era de Jerusalém. 2Amazias fez o que era reto aos olhos do Senhor, mas não com coração íntegro. 3Logo que o reino foi confirmado nas suas mãos, matou os servos que tinham assassinado o rei, seu pai.

25.3
2Rs 12.20
4No entanto, não matou os filhos deles, mas fez segundo está escrito na Lei, no Livro de Moisés, no qual o Senhor deu ordem, dizendo: “Os pais não serão mortos por causa dos filhos, nem os filhos serão mortos por causa dos pais; cada qual será morto pelo seu próprio pecado.”
25.4
Dt 24.16

5Amazias congregou os homens de Judá e os pôs, segundo as suas famílias, sob chefes de mil e chefes de cem, por todo o Judá e Benjamim. Contou os que tinham vinte anos de idade para cima e descobriu que havia trezentos mil homens escolhidos capazes de sair à guerra e manejar lança e escudo. 6Também contratou cem mil homens valentes de Israel por três mil e quatrocentos quilos de prata.

7Porém certo homem de Deus foi falar com Amazias e disse:

— Ó rei, não deixe que o exército de Israel o acompanhe, porque o Senhor não está com Israel, isto é, com nenhum dos filhos de Efraim. 8Porém vá sozinho, entre em ação e seja corajoso. Do contrário, Deus faria com que você caísse diante do inimigo, porque Deus tem poder para dar a vitória ou a derrota.

9Amazias perguntou ao homem de Deus:

— E o que será dos três mil e quatrocentos quilos de prata que paguei às tropas de Israel?

Ao que o homem de Deus respondeu:

— O Senhor pode lhe dar muito mais do que isso!

10Então Amazias dispensou as tropas que tinham vindo de Efraim, dizendo que voltassem para casa. Eles ficaram muito irritados com o povo de Judá e voltaram para casa enfurecidos.

11Amazias tomou coragem e, conduzindo o seu povo, foi até o vale do Sal, onde matou dez mil

25.11
2Rs 14.7
dos filhos de Seir. 12Também os filhos de Judá prenderam vivos dez mil e os levaram até o alto de um penhasco, de onde os precipitaram, de modo que todos foram esmigalhados. 13Porém os homens das tropas que Amazias tinha mandado embora, para que não fossem com ele à guerra, atacaram as cidades de Judá, desde Samaria até Bete-Horom. Mataram três mil e levaram muitos despojos.

14Quando Amazias voltou da matança dos edomitas, trouxe consigo os deuses dos filhos de Seir, tomou-os por seus deuses, adorou-os e lhes queimou incenso. 15Então o Senhor ficou irado com Amazias e enviou-lhe um profeta que lhe disse:

— Por que você está buscando deuses que não puderam livrar do seu ataque o povo deles?

16Enquanto o profeta ainda falava, o rei lhe disse:

— Por acaso pusemos você por conselheiro do rei? Pare com isso! Por que teríamos de matar você?

Então o profeta parou, mas disse:

— Sei que Deus resolveu destruí-lo, porque você fez isso e não deu ouvidos ao meu conselho.

Amazias é derrotado por Jeoás

2Rs 14.8-14

17Então Amazias, rei de Judá, tomou conselho e enviou mensageiros a Jeoás, filho de Jeoacaz, filho de Jeú, rei de Israel, dizendo:

— Venha me enfrentar no campo de batalha.

18Porém Jeoás, rei de Israel, respondeu a Amazias, rei de Judá:

— O espinheiro que está no Líbano mandou dizer ao cedro que lá está: “Dê a sua filha por mulher ao meu filho.” Mas um animal selvagem, que estava no Líbano, passou e pisoteou o espinheiro. 19Você diz: “Eis que derrotei os edomitas”, e o seu coração se encheu de orgulho, para você se gloriar. Agora fique em casa. Por que provocar um mal que trará somente desgraça para você e para Judá?

20Mas Amazias não quis atendê-lo, porque isto vinha de Deus, para entregá-los nas mãos dos inimigos, porque buscaram os deuses dos edomitas. 21Então Jeoás, rei de Israel, avançou contra Amazias, rei de Judá, e eles se enfrentaram em Bete-Semes, que está em Judá. 22Judá foi derrotado por Israel, e os soldados tiveram de fugir para as suas casas. 23Jeoás, rei de Israel, prendeu Amazias, rei de Judá, filho de Joás, filho de Jeoacaz, em Bete-Semes. Levou-o a Jerusalém, onde derrubou uma parte da muralha da cidade, desde o Portão de Efraim até o Portão da Esquina, numa extensão de mais ou menos duzentos metros. 24Pegou todo o ouro e a prata, e todos os utensílios que havia na Casa de Deus, com Obede-Edom, e os tesouros do palácio real, bem como alguns reféns; e voltou para Samaria.

A morte de Amazias

2Rs 14.17-20

25Amazias, filho de Joás, rei de Judá, viveu quinze anos depois da morte de Jeoás, filho de Jeoacaz, rei de Israel. 26Quanto aos demais atos de Amazias, tanto os primeiros como os últimos, não está tudo escrito no Livro da História dos Reis de Judá e de Israel? 27Depois que Amazias deixou de seguir o Senhor, conspiraram contra ele em Jerusalém, e ele fugiu para Laquis; porém enviaram homens atrás dele até Laquis e o mataram. 28Trouxeram-no sobre cavalos e o sepultaram junto a seus pais, na Cidade de Davi.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]