Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
17

Elias prediz grande seca e é sustentado por corvos

171Então Elias,

17.1
Tg 5.17
o tesbita, dos moradores de Gileade, disse a Acabe:

— Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, a quem eu sirvo, não haverá orvalho nem chuva nos próximos anos, a não ser quando eu disser.

2Então a palavra do Senhor veio a Elias, dizendo:

3— Saia daqui, vá para o leste e esconda-se junto ao ribeiro de Querite, nas imediações do Jordão. 4Você beberá a água do ribeiro; e eu ordenei aos corvos que sustentem você naquele lugar.

5Elias foi e fez segundo a palavra do Senhor. Retirou-se e ficou morando junto ao ribeiro de Querite, nas imediações do Jordão. 6Os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã, bem como pão e carne ao anoitecer; e ele bebia a água do ribeiro. 7Mas, passados alguns dias, o ribeiro secou, porque não chovia sobre a terra.

Elias e a viúva de Sarepta

8Então a palavra do Senhor veio a Elias, dizendo:

9— Levante-se e vá a Sarepta, que pertence a Sidom, e fique por lá. Ali ordenei a uma viúva

17.9
Lc 4.25-26
que dê comida para você.

10Então ele se levantou e foi a Sarepta. Chegando ao portão da cidade, encontrou uma viúva que estava apanhando lenha. Ele a chamou e lhe disse:

— Por favor, traga-me um pouco de água numa vasilha para que eu possa beber.

11Quando ela já estava indo buscar a água, Elias a chamou e lhe disse:

— Traga-me também um bocado de pão, por favor.

12Porém ela respondeu:

— Tão certo como vive o Senhor, seu Deus, não tenho nenhum pão assado. Tenho apenas um punhado de farinha numa panela e um pouco de azeite num jarro. E, como você pode ver, apanhei dois pedaços de lenha e vou preparar esse resto de comida para mim e para o meu filho. Vamos comer e depois morreremos de fome.

13Elias disse a ela:

— Não tenha medo. Vá e faça o que você disse. Mas primeiro faça um pãozinho com o que você tem e traga-o para mim. Depois, prepare o resto para você e para o seu filho. 14Porque assim diz o Senhor, Deus de Israel: “A farinha da panela não acabará, e o azeite do jarro não faltará, até o dia em que o Senhor fizer chover sobre a terra.”

15A viúva foi e fez segundo a palavra de Elias. Assim, comeram ele, ela e a sua casa durante muitos dias. 16A farinha da panela não acabou, e o azeite do jarro não faltou, segundo a palavra do Senhor, anunciada por meio de Elias.

17Depois disto, o filho da mulher, dona da casa, adoeceu. E a doença dele se agravou tanto, que ele morreu. 18Então a mulher disse a Elias:

— O que foi que eu fiz a você, homem de Deus? Você veio aqui para trazer à memória a minha iniquidade e matar o meu filho?

19Elias respondeu:

— Dê-me o seu filho.

Ele o tomou dos braços dela e o levou para cima, ao quarto, onde ele mesmo se hospedava, e o deitou em sua cama. 20Então clamou ao Senhor e disse:

— Ó Senhor, meu Deus, por que afligiste também esta viúva, com quem me hospedo, matando o filho dela?

21E, estendendo-se três vezes sobre o menino, clamou ao Senhor e disse:

— Ó Senhor, meu Deus, peço-te que restituas a vida a este menino!

22O Senhor atendeu à voz de Elias, a vida foi restituída ao menino, e ele reviveu. 23Elias tomou o menino e o levou do quarto até a casa; entregou-o à mãe dele e disse:

— Veja! O seu filho está vivo.

24Então a mulher disse a Elias:

— Agora eu sei que você é um homem de Deus e que a palavra do Senhor na sua boca é verdade.