Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
11

Davi é ungido rei de todo o Israel

2Sm 5.1-5

111Então todo o Israel se reuniu com Davi, em Hebrom, dizendo:

— Veja, somos do mesmo povo que o senhor, ó rei. 2No passado, quando Saul ainda era o rei, era o senhor quem fazia saídas e entradas militares com Israel. Também o Senhor, seu Deus, lhe disse: “Você apascentará o meu povo de Israel e será príncipe sobre o meu povo de Israel.”

3Assim todos os anciãos de Israel foram falar com o rei, em Hebrom. E Davi fez com eles uma aliança em Hebrom, diante do Senhor. E eles ungiram Davi rei sobre Israel, segundo a palavra do Senhor por meio de Samuel.

Davi conquista Sião

2Sm 5.6-10

4Davi partiu com todo o Israel para Jerusalém, que é Jebus,

11.4
Js 15.63
Jz 1.21
porque ali estavam os jebuseus que moravam naquela terra. 5Os moradores de Jebus disseram a Davi:

— Você não entrará aqui.

Porém Davi tomou a fortaleza de Sião, isto é, a Cidade de Davi. 6Porque Davi disse:

— O primeiro a atacar os jebuseus será o chefe e comandante.

Então Joabe, filho de Zeruia, atacou em primeiro lugar e foi feito chefe. 7Assim, Davi morou na fortaleza; por isso ela foi chamada de Cidade de Davi. 8Ele foi edificando a cidade ao redor, desde Milo, completando o circuito; e Joabe renovou o resto da cidade. 9Davi ia crescendo em poder cada vez mais, porque o Senhor dos Exércitos11.9 Em hebraico, Javé Sebaot estava com ele.

Os valentes de Davi

2Sm 23.8-39

10São estes os chefes dos valentes de Davi, que o apoiaram valorosamente no seu reino, com todo o Israel, para o fazerem rei, segundo a palavra do Senhor, no que diz respeito a esse povo.

11Eis a lista dos valentes de Davi: Jasobeão, hacmonita, o principal dos trinta; este brandiu a sua lança contra trezentos homens e os matou de uma só vez. 12Depois dele, Eleazar, filho de Dodô, o aoíta, que era um dos três valentes. 13Este estava com Davi em Pas-Damim, quando os filisteus se reuniram ali para a batalha. Havia ali uma plantação de cevada; e o povo fugiu dos filisteus. 14Puseram-se no meio daquele terreno, defenderam-no e mataram os filisteus; e o Senhor efetuou grande livramento.

15Três dos trinta chefes desceram à rocha, para falar com Davi na caverna de Adulão; e o exército dos filisteus tinha acampado no vale dos Refains. 16Nessa época Davi estava na fortaleza, e a guarnição dos filisteus estava em Belém. 17Davi suspirou e disse:

— Quem me dera beber água do poço que está junto ao portão de Belém!

18Então aqueles três romperam pelo acampamento dos filisteus, tiraram água do poço junto ao portão de Belém e a levaram a Davi. Ele não a quis beber, mas a derramou como libação ao Senhor. 19E disse:

— Longe de mim, ó meu Deus, fazer tal coisa! Beberia eu o sangue dos homens que lá foram colocando em risco a sua vida? Pois, arriscando a sua vida, a trouxeram.

E assim não a quis beber. São estas as coisas que fizeram os três valentes.

20Também Abisai, irmão de Joabe, era chefe de trinta. Este, empunhando a sua lança, atacou trezentos homens e os matou. E tinha nome entre os três. 21Ele era mais nobre do que os trinta e se tornou o chefe deles; contudo, não chegou aos primeiros três.

22Também Benaia, filho de Joiada, era homem valente de Cabzeel e realizou grandes feitos. Ele matou dois heróis de Moabe. Desceu numa cova e nela matou um leão no tempo da neve. 23Matou também um egípcio, homem de dois metros e vinte de altura; o egípcio trazia na mão uma lança como o eixo do tecelão, mas Benaia o atacou com um cajado, arrancou a lança da mão dele e o matou com ela. 24Estas coisas fez Benaia, filho de Joiada, pelo que teve nome entre os primeiros três valentes. 25Era mais nobre do que os trinta, porém não chegou aos primeiros três. Davi o pôs sobre a sua guarda.

26Os heróis dos exércitos foram: Asael, irmão de Joabe, Elanã, filho de Dodô, de Belém; 27Samote, harorita; Heles, pelonita; 28Ira, filho de Iques, tecoíta; Abiezer, anatotita; 29Sibecai, husatita; Ilai, aoíta; 30Maarai, netofatita; Helede, filho de Baaná, netofatita; 31Itai, filho de Ribai, de Gibeá, dos filhos de Benjamim; Benaia, piratonita; 32Hurai, do ribeiro de Gaás; Abiel, arbatita; 33Azmavete, baarumita; Eliaba, saalbonita; 34Benê-Hasém, gizonita; Jônatas, filho de Sage, hararita; 35Aião, filho de Sacar, hararita; Elifal, filho de Ur; 36Héfer, mequeratita; Aías, pelonita; 37Hezro, carmelita; Naarai, filho de Ezbai; 38Joel, irmão de Natã; Mibar, filho de Hagri; 39Zeleque, amonita; Naarai, beerotita, o que carregava as armas de Joabe, filho de Zeruia; 40Ira, o itrita; Garebe, itrita; 41Urias, heteu; Zabade, filho de Alai; 42Adina, filho de Siza, rubenita, chefe dos rubenitas, e com ele trinta; 43Hanã, filho de Maaca; Josafá, mitenita; 44Uzias, asteratita, Sama e Jeiel, filhos de Hotão, aroerita; 45Jediael, filho de Sinri, e Joá, seu irmão, tizita; 46Eliel, maavita, Jeribai e Josavias, filhos de Elnaão; Itma, moabita; 47Eliel, Obede e Jaasiel, de Zobá.

12

O exército de Davi

121São estes os que vieram a Davi em Ziclague, quando ele estava fugindo de Saul, filho de Quis. E eles eram dos valentes que o ajudavam na guerra. 2Tinham por arma o arco e usavam tanto a mão direita como a esquerda para arremessar pedras com fundas e para atirar flechas com o arco.

Os parentes de Saul, da tribo de Benjamim, eram os seguintes: 3Aiezer, o chefe, e Joás, filhos de Semaá, o gibeatita; Jeziel e Pelete, filhos de Azmavete; Beraca e Jeú, o anatotita; 4Ismaías, o gibeonita, valente entre os trinta e chefe deles; Jeremias, Jaaziel, Joanã e Jozabade, o gederatita; 5Eluzai, Jerimote, Bealias, Semarias e Sefatias, o harufita; 6Elcana, Issias, Azarel, Joezer e Jasobeão, os coraítas; 7Joela, Zebadias, filhos de Jeroão, de Gedor.

8Dos gaditas passaram-se para o lado de Davi, quando ele estava na fortaleza no deserto, homens valentes, homens de guerra preparados para a batalha, armados de escudo e lança. O rosto deles era como de leões, e eles eram ligeiros como gazelas sobre os montes. Eram: 9Ézer, o chefe, Obadias, o segundo, Eliabe, o terceiro, 10Mismana, o quarto, Jeremias, o quinto, 11Atai, o sexto, Eliel, o sétimo, 12Joanã, o oitavo, Elzabade, o nono, 13Jeremias, o décimo, Macbanai, o décimo primeiro. 14Estes, dos filhos de Gade, foram capitães do exército. O menor valia por cem homens, e o maior valia por mil. 15São estes os que passaram o Jordão no primeiro mês, quando ele transbordava por todas as suas ribanceiras, e puseram em fuga todos os que habitavam nos vales, tanto no leste como no oeste.

16Também alguns dos filhos de Benjamim e de Judá vieram a Davi, na fortaleza. 17Davi foi ao encontro deles e lhes falou, dizendo:

— Se vocês estão vindo pacificamente e para me ajudar, eu os recebo de todo o coração. Mas, se é para me entregarem aos meus adversários, não havendo maldade em mim, que o Deus de nossos pais o veja e o repreenda.

18Então o Espírito veio sobre Amasai, chefe do grupo dos trinta, e ele disse:

— Somos seus, ó Davi, e estamos com você, filho de Jessé! Que a paz, sim, que a paz esteja com você! E que a paz esteja com os que o ajudam! Porque o seu Deus é quem ajuda você.

Davi os recebeu e os colocou como capitães de tropas.

19Também de Manassés alguns passaram para o lado de Davi, quando ele veio com os filisteus para lutar contra Saul. Na verdade, Davi não ajudou os filisteus, porque os governantes destes, depois de se aconselharem, o mandaram embora, pois diziam:

— À custa de nossas cabeças ele passará para o lado de Saul, seu senhor.

20Portanto, quando Davi estava voltando para Ziclague, passaram para o lado dele, de Manassés, os seguintes: Adna, Jozabade, Jediael, Micael, Jozabade, Eliú e Ziletai, chefes de milhares em Manassés. 21Estes ajudaram Davi contra a tropa inimiga, porque todos eles eram homens valentes e capitães no exército. 22Porque, naquele tempo, dia após dia, mais homens vinham a Davi para o ajudar, até que se formou um grande exército, como exército de Deus.

O exército que proclamou Davi como rei em Hebrom

23Este é o número dos homens armados para a batalha, que vieram a Davi, em Hebrom, para lhe transferirem o reino de Saul, segundo a palavra do Senhor: 24dos filhos de Judá, que traziam escudo e lança, seis mil e oitocentos, armados para a guerra; 25dos filhos de Simeão, homens valentes para a batalha, sete mil e cem; 26dos filhos de Levi, quatro mil e seiscentos; 27Joiada era o chefe da casa de Arão, e com ele vieram três mil e setecentos; 28Zadoque, sendo ainda jovem, homem valente, trouxe vinte e dois chefes de sua casa paterna; 29dos filhos de Benjamim, irmãos de Saul, vieram três mil; porque até então havia ainda muitos deles que eram fiéis à casa de Saul; 30dos filhos de Efraim, vinte mil e oitocentos homens valentes e de renome na casa de seus pais; 31da meia tribo de Manassés, dezoito mil, que foram apontados nominalmente para vir e proclamar Davi como rei; 32dos filhos de Issacar, que sabiam discernir o tempo, para saberem o que Israel devia fazer, duzentos chefes e todos os seus irmãos sob suas ordens; 33de Zebulom, dos capazes para sair à guerra, providos com todas as armas de guerra, cinquenta mil, treinados para ordenar uma batalha de todo o coração; 34de Naftali, mil capitães e, com eles, trinta e sete mil com escudo e lança; 35dos danitas, preparados para a batalha, vinte e oito mil e seiscentos; 36de Aser, dos capazes para sair à guerra e prontos para a batalha, quarenta mil; 37do outro lado do Jordão, dos rubenitas e gaditas e da meia tribo de Manassés, providos de todo tipo de instrumentos de guerra, cento e vinte mil.

38Todos estes homens de guerra, postos em ordem de batalha, vieram a Hebrom, resolvidos a proclamar Davi como rei sobre todo o Israel; também todo o resto de Israel era unânime no propósito de proclamar Davi como rei. 39Estiveram ali com Davi três dias, comendo e bebendo; porque seus irmãos lhes tinham feito provisões. 40E os vizinhos de mais perto, e também os mais distantes, como de Issacar, Zebulom e Naftali, trouxeram comida sobre jumentos, sobre camelos, sobre mulas e sobre bois, a saber, provisões de farinha, pasta de figo, cachos de passas, vinho, azeite, bois e ovelhas em abundância; porque havia muita alegria em Israel.

13

Davi se dispõe a trazer a arca para Jerusalém

131Davi consultou os capitães de mil e os capitães de cem, e todos os chefes, 2e então disse a toda a congregação de Israel:

— Se vocês acharem por bem, e se isso for da vontade do Senhor, nosso Deus, enviemos depressa mensageiros a todos os nossos outros irmãos em todas as terras de Israel, e aos sacerdotes, e aos levitas com eles nas cidades e nos seus arredores, para que se reúnam conosco. 3E então vamos trazer para o meio de nós a arca do nosso Deus, porque nos dias de Saul não nos valemos dela.

4Toda a congregação concordou em fazer assim, porque isso pareceu justo aos olhos de todo o povo.

Davi procura trazer a arca

2Sm 6.1-11

5Davi reuniu todo o Israel, desde Sior, no Egito, até a entrada de Hamate, para trazer a arca de Deus de Quiriate-Jearim.

13.5
1Sm 7.1-2
6Então Davi, com todo o Israel, foi a Baalá, isto é, a Quiriate-Jearim, que fica em Judá, para de lá trazer a arca de Deus, diante da qual é invocado o nome do Senhor, que se assenta acima dos querubins.
13.6
Êx 25.22
7Puseram a arca de Deus numa carroça nova e a levaram da casa de Abinadabe. Uzá e Aiô conduziam aquela carroça. 8Davi e todo o Israel se alegravam diante de Deus com todas as suas forças, com cânticos, com harpas, liras, tamborins, címbalos e trombetas.

9Quando chegaram à eira de Quidom, Uzá estendeu a mão para segurar a arca, porque os bois tropeçaram. 10Então a ira do Senhor se acendeu contra Uzá e o feriu, por ter estendido a mão para segurar a arca; e ele morreu ali diante de Deus. 11Davi ficou irado, porque o Senhor havia irrompido contra Uzá, e chamou aquele lugar de Perez-Uzá,13.11 Perez-Uzá significa “destruição de Uzá” até o dia de hoje. 12Naquele dia, Davi teve medo de Deus e disse:

— Como poderei trazer a arca de Deus para junto de mim?

13Por isso Davi não trouxe a arca para junto de si, para a Cidade de Davi, mas fez com que fosse levada para a casa de Obede-Edom, o geteu. 14Assim, a arca de Deus ficou com a família de Obede-Edom durante três meses, e o Senhor abençoou a casa de Obede-Edom

13.14
1Cr 26.5
e tudo o que ele tinha.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]