Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
133

A excelência do amor fraternal

133, título ou Cântico gradualCântico dos degraus, de Davi

1331Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam

133.1
Gn 13.8
Hb 13.1
em união! 2É como
133.2
Êx 30.25,30
o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. 3Como o orvalho
133.3
Dt 4.48
do Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o
133.3
Lv 25.21
Dt 28.8
Senhor ordena a bênção e a vida para sempre.

134

Exortação a bendizer o Senhor

134, título ou Cântico gradualCântico dos degraus

1341Eis aqui, bendizei ao Senhor todos vós, servos do Senhor, que assistis na Casa do Senhor todas as noites. 2Levantai as mãos no santuário e bendizei ao Senhor. 3O Senhor, que fez o céu e a terra, te abençoe desde Sião!

135

Deus é louvado pela sua bondade, poder e justiça. A vaidade dos ídolos

1351135.1 Hebr. AleluiaLouvai ao Senhor! Louvai o nome do Senhor; louvai-o, servos do Senhor. 2Vós que assistis na Casa do Senhor, nos átrios da Casa do nosso Deus. 3Louvai ao Senhor, porque o Senhor é bom; cantai louvores ao seu nome, porque é agradável. 4Porque

135.4
Êx 19.5
Dt 7.6-7
10.15
o Senhor escolheu para si a Jacó e a Israel, para seu tesouro peculiar.

5Porque eu conheço que o Senhor é grande e que o nosso Deus está acima de todos os deuses. 6Tudo o que o Senhor quis, ele o fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos. 7Faz

135.7
Jr 10.13
51.16
subir os vapores das extremidades da terra; faz os relâmpagos para a chuva; tira os ventos dos seus tesouros.

8Foi ele que feriu os primogênitos do Egito, desde os homens até aos animais; 9que operou sinais e prodígios no meio de ti, ó Egito, contra Faraó e contra os seus servos; 10que feriu

135.10
Nm 21.24-26,34-35
muitas nações e deu morte a poderosos reis: 11a Seom, rei dos amorreus, e a Ogue, rei de Basã, e a todos os reinos de Canaã, 12e deu a sua terra em herança, em herança a Israel, seu povo.

13O teu nome, ó Senhor, permanece perpetuamente; e a tua memória, ó Senhor, de geração em geração. 14Pois o Senhor julgará o seu povo e se arrependerá em atenção aos seus servos.

15Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens. 16Têm boca, mas não falam; têm olhos, e não veem; 17têm ouvidos, mas não ouvem, nem há respiro algum na sua boca. 18Semelhantes a eles se tornem os que os fazem, e todos os que confiam neles.

19Casa de Israel, bendizei ao Senhor! Casa de Arão, bendizei ao Senhor! 20Casa de Levi, bendizei ao Senhor! Vós, os que temeis ao Senhor, louvai ao Senhor! 21Bendito seja, desde Sião, o Senhor, que habita em Jerusalém. Louvai ao Senhor!