Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
32

A promessa e o sinal da restauração de Israel e de bênçãos espirituais

321Palavra que veio a Jeremias, da parte do Senhor,

32.1
2Rs 25.1-2
Jr 39.1
no ano décimo de Zedequias, rei de Judá; este ano foi o ano décimo oitavo de Nabucodonosor. 2(Cercava, porém, então, o exército do rei da Babilônia a Jerusalém;
32.2
Ne 3.25
Jr 33.1
37.21
39.14
e Jeremias, o profeta, estava encerrado no pátio da guarda que estava na casa do rei de Judá; 3porque Zedequias, rei de Judá, o tinha encerrado, dizendo: Por que profetizas tu, dizendo: Assim diz o Senhor:
32.3
Jr 34.2
Eis que entrego esta cidade nas mãos do rei da Babilônia, e ele a tomará; 4e Zedequias, rei de Judá,
32.4
Jr 34.3
38.18,23
39.5
52.9
não escapará das mãos dos caldeus, mas, certamente, será entregue nas mãos do rei da Babilônia e com ele falará boca a boca, e os seus olhos verão os dele; 5e ele levará Zedequias para a Babilônia e ali estará
32.5
Jr 21.4
27.22
33.5
até que eu o visite, diz o Senhor; e, ainda que pelejeis contra os caldeus, não ganhareis?)

6Disse, pois, Jeremias: Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 7Eis que Hananel, filho de Salum, teu tio, virá a ti, dizendo: Compra para ti a minha herdade que está em Anatote,

32.7
Lv 25.24-25,32
Rt 4.4
pois tens o direito de resgate para comprá-la. 8Veio, pois, a mim Hananel, filho de meu tio, segundo a palavra do Senhor, ao pátio da guarda, e me disse: Compra, agora, a minha herdade que está em Anatote, na terra de Benjamim, porque teu é o direito de herança, e tens o resgate; compra-a para ti. Então, entendi que isto era a palavra do Senhor. 9Comprei, pois, a herdade de Hananel, filho de meu tio, a qual está em Anatote;
32.9
Gn 23.16
Zc 11.12
e pesei-lhe o dinheiro: dezessete siclos de prata. 10Subscrevi o auto e selei-o; ele foi confirmado por testemunhas, e pesei-lhe o dinheiro numa balança. 11E tomei o auto da compra, tanto o que estava selado, conforme a lei e os estatutos, como o que estava aberto. 12E dei o auto da compra a Baruque,
32.12
Jr 36.4
filho de Nerias, filho de Maaseias, perante os olhos de Hananel, filho de meu tio,
32.12
Is 8.2
e perante os olhos das testemunhas que subscreveram a escritura da compra e perante os olhos de todos os judeus que se assentavam no pátio da guarda. 13E dei ordem a Baruque, perante os olhos deles, dizendo: 14assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Toma estes autos, este auto de compra, tanto o selado como o aberto, e mete-os num vaso de barro, para que se possam conservar muitos dias; 15porque assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel:
32.15
Jr 32.37,43
Ainda se comprarão casas, e campos, e vinhas nesta terra.

16E, depois que dei o auto da compra a Baruque, filho de Nerias, orei ao Senhor, dizendo: 17Ah! Senhor Jeová!

32.17
2Rs 19.15
Eis que tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder e com o teu braço estendido;
32.17
Gn 18.14
Jr 32.27
Lc 1.37
não te é maravilhosa demais coisa alguma. 18Tu usas
32.18
Êx 20.6
34.7
Dt 5.9-10
de benignidade com milhares e tornas a maldade dos pais ao seio dos filhos depois deles; tu és o grande
32.18
Is 9.6
Jr 10.16
e poderoso Deus cujo nome é Senhor dos Exércitos, 19grande
32.19
Is 28.29
Jó 34.21
Pv 5.21
em conselho e magnífico em obras; porque os teus olhos estão abertos sobre todos os caminhos dos filhos dos homens,
32.19
Jr 17.10
para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas obras. 20Tu puseste sinais e maravilhas na terra do Egito até o dia de hoje, tanto em Israel como entre os outros homens, e te criaste um nome,
32.20
Êx 9.16
Is 63.12
Dn 9.15
qual é o que tens neste dia. 21E tiraste
32.21
Êx 6.6
2Sm 7.27
1Cr 17.21
o teu povo de Israel da terra do Egito, com sinais, e com maravilhas, e com mão forte, e com braço estendido, e com grande espanto; 22e lhe deste esta terra
32.22
Êx 3.8,17
Jr 11.5
que juraste a seus pais que lhes havias de dar; terra que mana leite e mel. 23E entraram nela e a possuíram,
32.23
Ne 9.26
Jr 11.8
Dn 9.10,14
mas não obedeceram à tua voz, nem andaram na tua lei; tudo o que lhes mandaste que fizessem, eles não o fizeram; pelo que ordenaste lhes sucedesse todo este mal. 24Eis aqui os valados! vieram contra a cidade para tomá-la,
32.24
Jr 14.12
32.25,36
e a cidade está dada nas mãos dos caldeus, que pelejam contra ela pela espada, e pela fome, e pela pestilência; e o que disseste se cumpriu, e eis aqui o estás presenciando. 25Contudo, tu me disseste, ó Senhor Deus: Compra para ti o campo por dinheiro e faze que o atestem testemunhas,
32.25
Jr 32.24
embora a cidade esteja dada nas mãos dos caldeus.

26Então, veio a palavra do Senhor a Jeremias, dizendo: 27Eis que eu sou o Senhor, o

32.27
Nm 16.22
Jr 32.17
Deus de toda a carne. Acaso, seria qualquer coisa maravilhosa demais para mim? 28Portanto, assim diz o Senhor:
32.28
Jr 32.3
Eis que eu entrego esta cidade nas mãos dos caldeus, e nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia; e ele tomá-la-á. 29E os caldeus, que pelejam contra esta cidade, entrarão nela, porão fogo a esta cidade,
32.29
Jr 19.13
21.10
37.8,10
e queimarão as casas sobre cujos terraços queimaram incenso a Baal e ofereceram libações a outros deuses, para me provocarem à ira. 30Porque os filhos de Israel e os filhos de Judá não
32.30
Jr 22.21
Ez 20.28
fizeram senão mal aos meus olhos, desde a sua mocidade; porque os filhos de Israel não fizeram senão provocar-me à ira com as obras das suas mãos, diz o Senhor. 31Porque para minha ira e para meu furor me tem sido esta cidade, desde o dia em que a edificaram até ao dia de hoje,
32.31
2Rs 23.27
24.3
para que a tirasse da minha presença, 32por todas as maldades dos filhos de Israel e dos filhos de Judá que fizeram, para me provocarem à ira, eles e os seus reis,
32.32
Is 1.4,6
Dn 9.8
os seus príncipes, os seus sacerdotes e os seus profetas, como também os homens de Judá e os moradores de Jerusalém. 33E viraram para mim as costas e não o rosto; ainda que eu os ensinava, madrugando e ensinando-os, eles não deram ouvidos para receberem o ensino; 34antes, puseram
32.34
Jr 7.30-31
23.11
Ez 8.5-6
as suas abominações na casa que se chama pelo meu nome, para a profanarem. 35E edificaram os altos de Baal, que estão no vale do filho de Hinom,
32.35
Jr 7.31
19.5
Lv 18.21
para fazerem passar seus filhos e suas filhas pelo fogo a Moloque, o que nunca lhes ordenei, nem subiu ao meu coração que fizessem tal abominação, para fazerem pecar a Judá. 36Por isso, agora, assim diz o Senhor, o Deus de Israel, acerca desta cidade, da qual vós dizeis:
32.36
Jr 32.24
está dada nas mãos do rei da Babilônia, pela espada, e pela fome, e pela pestilência. 37Eis que eu
32.37
Dt 30.3
Jr 23.3
os congregarei de todas as terras, para onde os houver lançado na minha ira, e no meu furor, e na minha grande indignação; e os tornarei a trazer a este lugar
32.37
Jr 23.6
33.16
e farei que habitem nele seguramente.

38E eles serão

32.38
Jr 7
30.22
31.33
o meu povo, e eu serei o seu Deus. 39E lhes darei um mesmo
32.39
Jr 24.7
Ez 11.19-20
coração, e um mesmo caminho, para que me temam todos os dias, para seu bem e bem de seus filhos, depois deles. 40E farei
32.40
Is 55.3
Jr 31.31
com eles um concerto eterno, que não se desviará deles, para lhes fazer bem;
32.40
Jr 31.39
e porei o meu temor no seu coração, para que nunca se apartem de mim. 41E alegrar-me-ei
32.41
Sf 3.17
Jr 24.6
31.21
Am 9.15
por causa deles, fazendo-lhes bem; e os plantarei nesta terra certamente, com todo o meu coração e com toda a minha alma.

42Porque assim diz o Senhor:

32.42
Jr 31.28
Como eu trouxe sobre este povo todo este grande mal, assim eu trarei sobre ele todo o bem que lhes tenho prometido. 43E comprar-se-ão
32.43
Jr 32.15
33.10
campos nesta terra, da qual vós dizeis: Está deserta, sem homens nem animais; está dada nas mãos dos caldeus. 44Comprarão campos por dinheiro, e subscreverão os autos, e os selarão,
32.44
Jr 17.26
e farão que os atestem testemunhas na terra de Benjamim, e nos contornos de Jerusalém, e nas cidades de Judá, e nas cidades das montanhas, e nas cidades das planícies, e nas cidades do Sul;
32.44
Jr 33.3,11,26
porque os farei voltar do seu cativeiro, diz o Senhor.

33

331E veio a palavra do Senhor a Jeremias, segunda vez, estando ele ainda

33.1
Jr 3.2,23
encerrado no pátio da guarda, dizendo: 2Assim diz o Senhor que faz isto, o Senhor
33.2
Is 37.26
que forma isto, para o estabelecer (
33.2
Êx 15.3
Am 5.8
o seu nome): é Senhor. 3Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes. 4Porque assim diz o Senhor, o Deus de Israel, sobre as casas desta cidade e sobre as casas dos reis de Judá,
33.4
Jr 32.24
que foram derribadas com os trabucos e à espada. 5Eles entraram a pelejar
33.5
Jr 32.5
contra os caldeus, mas para que os encha de cadáveres de homens, que feri na minha ira e no meu furor, porquanto escondi o rosto desta cidade, por causa de toda a sua maldade. 6Eis que
33.6
Jr 30.17
eu farei vir sobre ela saúde e cura, e os sararei, e lhes manifestarei abundância de paz e de verdade. 7E removerei
33.7
Jr 30.3
32.44
33.11
o cativeiro de Judá e o cativeiro de Israel
33.7
Is 1.26
Jr 24.6
30.20
31.4,28
42.10
e os edificarei como no princípio; 8e os purificarei
33.8
Ez 36.25
Hb 9.13-14
Jr 31.34
Mq 7.18
de toda a sua maldade com que pecaram contra mim e perdoarei todas as suas iniquidades com que pecaram contra mim e com que transgrediram contra mim. 9E
33.9
Is 62.7
Jr 13.11
esta cidade me servirá de nome de alegria, de louvor e de glória, entre todas as nações da terra que ouvirem todo o bem que eu lhe faço; e
33.9
Is 60.5
espantar-se-ão e perturbar-se-ão por causa de todo o bem e por causa de toda a paz que eu lhe dou.

10Assim diz o Senhor: Neste lugar (de que vós dizeis que está deserto,

33.10
Jr 32.43
sem homens nem animais), nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, que estão assoladas, sem homens, sem moradores e sem animais, ainda se ouvirá 11a voz
33.11
Jr 7.34
16.9
25.10
Ap 18.23
de gozo, e a voz de alegria, e a voz de noivo, e a voz de esposa, e a voz dos que dizem:
33.11
1Cr 16.8,34
2Cr 5.13
7.3
Ed 3.11
Is 12.4
Louvai ao Senhor dos Exércitos, porque bom é o Senhor, porque a sua benignidade é para sempre; e a voz dos que trazem louvor à Casa do Senhor;
33.11
Jr 33.7
pois farei que torne o cativeiro da terra como no princípio, diz o Senhor. 12Assim diz o Senhor dos Exércitos:
33.12
Is 65.10
Jr 31.24
Ainda neste lugar que está deserto, sem homens e sem animais e em todas as suas cidades haverá uma morada de pastores que façam repousar o gado. 13Nas cidades
33.13
Jr 17.26
32.44
das montanhas, e nas cidades das planícies, e nas cidades do Sul, e na terra de Benjamim, e nos contornos de Jerusalém, e nas cidades de Judá,
33.13
Lv 27.32
ainda passará o gado pelas mãos dos contadores, diz o Senhor.

14Eis que

33.14
Jr 23.5
29.10
31.27,31
vêm dias, diz o Senhor, em que cumprirei a palavra boa que falei à casa de Israel e à casa de Judá. 15Naqueles dias e naquele tempo, farei que brote a Davi um Renovo de justiça,
33.15
Is 4.2
Jr 23.5
e ele fará juízo e justiça na terra. 16Naqueles dias,
33.16
Jr 23.6
Judá será salvo, e Jerusalém habitará seguramente; e este é o nome que lhe chamarão: O Senhor É Nossa Justiça.

17Porque assim diz o Senhor: Nunca faltará a Davi varão

33.17
2Sm 7.16
1Rs 2.4
Lc 1.32-33
que se assente sobre o trono da casa de Israel, 18nem aos sacerdotes levíticos faltará varão diante de mim,
33.18
Rm 12.1
1Pe 2.5,9
Ap 1.6
para que ofereça holocausto, e queime oferta de manjares, e faça sacrifício todos os dias. 19E veio a palavra do Senhor a Jeremias, dizendo: 20Assim diz o Senhor:
33.20
Jr 33.25
Se puderdes invalidar o meu concerto do dia, e o meu concerto da noite, de tal modo que não haja dia e noite a seu tempo, 21também se poderá invalidar o meu concerto com Davi, meu servo, para que não tenha filho que reine no seu trono, como também com os levitas sacerdotes, meus ministros. 22Como
33.22
Gn 13.16
15.5
22.17
Jr 31.37
não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo, e os levitas que ministram diante de mim.

23E veio ainda a palavra do Senhor a Jeremias, dizendo: 24Não tens visto o que este povo fala, dizendo: As duas gerações

33.24
Jr 33.21-22
que o Senhor elegeu, agora as rejeitou? E desprezam o meu povo, como se não fora já um povo diante deles. 25Assim diz o Senhor:
33.25
Jr 33.20
Gn 8.22
Se o meu concerto do dia e da noite não permanecer, e eu não puser as ordenanças dos céus e da terra, 26também
33.26
Jr 31.37
33.7,11
Ed 2.1
rejeitarei a descendência de Jacó e de Davi, meu servo, de modo que não tome da sua semente quem domine sobre a semente de Abraão, Isaque e Jacó; porque removerei o seu cativeiro e apiedar-me-ei deles.

34

Prediz-se a sorte de Zedequias

341A palavra que do Senhor veio a

34.1
2Rs 25.1
Jr 39.1
52.4
Jeremias quando Nabucodonosor, rei da Babilônia, e todo o seu exército, e todos os reinos da terra que estavam sob o domínio da sua mão, e todos os povos pelejavam contra Jerusalém e contra todas as suas cidades, dizendo: 2Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Vai, e fala a Zedequias, rei de Judá, e dize-lhe: Assim diz o Senhor:
34.2
Jr 21.10
32.3,28-29
34.22
Eis que eu entrego esta cidade nas mãos do rei da Babilônia, o qual a queimará. 3E tu
34.3
Jr 32.4
não escaparás das suas mãos; antes, decerto, serás preso e serás entregue nas suas mãos; e teus olhos verão os olhos do rei da Babilônia, e ele te falará boca a boca, e entrarás na Babilônia. 4Todavia ouve a palavra do Senhor, ó Zedequias, rei de Judá. Assim diz o Senhor a teu respeito: Não morrerás à espada. 5Em paz morrerás,
34.5
2Cr 16.14
21.19
Jr 22.18
e, conforme as incinerações de teus pais, os reis precedentes, que foram antes de ti, assim te queimarão a ti e prantear-te-ão, dizendo: Ah! Senhor! Porque sou eu que digo a palavra, diz o Senhor.

6E anunciou Jeremias, o profeta, a Zedequias, rei de Judá, todas estas palavras, em Jerusalém, 7quando o exército do rei da Babilônia pelejava contra Jerusalém, contra todas as cidades de Judá que ficaram de resto, contra Laquis e contra Azeca;

34.7
2Rs 18.13
19.8
2Cr 11.5,9
porque estas fortes cidades foram as que ficaram dentre as cidades de Judá.

As ameaças de Deus por causa da escravatura

8A palavra que do Senhor veio a Jeremias, depois que o rei Zedequias fez concerto com todo o povo que havia em Jerusalém,

34.8
Êx 21.2
para lhes apregoar a liberdade: 9que cada
34.9
Ne 5.11
Lv 25.39,46
um despedisse forro o seu servo e cada um, a sua serva, hebreu ou hebreia, de maneira que ninguém se fizesse servir deles, sendo judeus, seus irmãos. 10E ouviram todos os príncipes e todo o povo que entrou no concerto que cada um despedisse forro o seu servo e cada um, a sua serva, de maneira que não se fizessem mais servir deles; ouviram, pois, e os soltaram. 11Mas, depois, se arrependeram,
34.11
Jr 37.5
e fizeram voltar os servos e as servas que tinham libertado, e os sujeitaram por servos e por servas.

12Veio, pois, a palavra do Senhor a Jeremias, da parte do Senhor, dizendo: 13Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Eu fiz concerto com vossos pais, no dia em que os tirei da terra do Egito, da casa da servidão, dizendo: 14Ao fim

34.14
Êx 21.2
23.10
Dt 15.12
de sete anos libertareis cada um a seu irmão hebreu que te for vendido a ti e te houver servido a ti seis anos; e despedi-lo-ás forro de ti; mas vossos pais me não ouviram, nem inclinaram os ouvidos. 15E vos havíeis, hoje, convertido e tínheis feito o que é reto aos meus olhos, apregoando liberdade cada um ao seu próximo;
34.15
2Rs 23.3
Jr 7.10
e tínheis feito diante de mim um concerto, na casa que se chama pelo meu nome. 16Mudastes, porém,
34.16
Êx 20.7
Lv 19.12
e profanastes o meu nome, e fizestes voltar cada um ao seu servo, e cada um, à sua serva, os quais tínheis despedido forros, conforme a sua vontade; e os sujeitastes, para que se vos fizessem servos e servas. 17Portanto, assim diz o Senhor: Vós não me ouvistes a mim, para apregoardes a liberdade, cada um ao seu irmão e cada um ao seu próximo; pois eis que
34.17
Mt 7.2
Gl 6.7
Jr 32.24,36
eu vos apregoo a liberdade, diz o Senhor, para a espada, para a pestilência e para a fome;
34.17
Dt 28.25,64
Jr 29.18
e dar-vos-ei por espanto a todos os reinos da terra. 18E entregarei os homens que traspassaram o meu concerto, que não confirmaram as palavras do concerto,
34.18
Gn 15.10,17
como eles fizeram diante de mim com o bezerro que dividiram em duas partes, passando pelo meio das duas porções. 19Os príncipes de Judá, e os príncipes de Jerusalém, e os eunucos, e os sacerdotes, e todo o povo da terra que passou por meio das porções do bezerro, 20entregá-los-ei, digo, nas mãos de seus inimigos
34.20
Jr 7.33
16.4
19.7
e nas mãos dos que procuram a sua morte, e os cadáveres deles servirão de mantimento às aves dos céus e aos animais da terra. 21E até o rei Zedequias, rei de Judá, e seus príncipes entregarei nas mãos de seus inimigos e nas mãos dos que procuram a sua morte, e nas mãos do exército do rei da Babilônia, que se retirou de vós. 22Eis que
34.22
Jr 37.8,10
eu darei ordem, diz o Senhor, e os farei tornar a esta cidade, e pelejarão contra ela, e a tomarão,
34.22
Jr 9.11
38.3
44.2,6
e a queimarão; e as cidades de Judá porei em assolação, de sorte que ninguém habite nelas.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]