Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
28

A luta de Jeremias com o falso profeta Hananias

281E sucedeu

28.1
Jr 27.1
no mesmo ano, no princípio do reinado de Zedequias, rei de Judá, no ano quarto, no mês quinto, que Hananias, filho de Azur, o profeta de Gibeão, me falou na Casa do Senhor, perante os olhos dos sacerdotes e de todo o povo, dizendo: 2Assim fala o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, dizendo:
28.2
Jr 27.12
Eu quebrei o jugo do rei da Babilônia. 3Depois
28.3
Jr 27.16
de passados dois anos completos, eu tornarei a trazer a este lugar todos os utensílios da Casa do Senhor que deste lugar tomou Nabucodonosor, rei da Babilônia, levando-os para a Babilônia. 4Também a Jeconias, filho de Jeoaquim, rei de Judá, e a todos os do cativeiro de Judá que entraram na Babilônia eu tornarei a trazer a este lugar, diz o Senhor, porque quebrarei o jugo do rei da Babilônia.

5Então, falou Jeremias, o profeta, a Hananias, o profeta, aos olhos dos sacerdotes e aos olhos de todo o povo que estava na Casa do Senhor. 6Disse, pois, Jeremias,

28.6
1Rs 1.36
o profeta: Amém! Que assim faça o Senhor! Que o Senhor confirme as tuas palavras que profetizaste e torne ele a trazer os utensílios da Casa do Senhor e todos os do cativeiro da Babilônia a este lugar. 7Mas ouve, agora, esta palavra que eu falo aos teus ouvidos e aos ouvidos de todo o povo: 8Os profetas que houve antes de mim e antes de ti, desde a antiguidade, profetizaram contra muitas terras e contra grandes reinos guerra, e mal, e peste. 9O profeta
28.9
Dt 18.22
que profetizar paz, somente quando se cumprir a palavra desse profeta é que será conhecido como aquele a quem o Senhor, na verdade, enviou.

10Então, Hananias, o profeta,

28.10
Jr 27.2
tomou o jugo do pescoço do profeta Jeremias e o quebrou. 11E falou Hananias aos olhos de todo o povo, dizendo: Assim diz o Senhor:
28.11
Jr 27.7
Assim quebrarei o jugo de Nabucodonosor, rei da Babilônia, depois de passados dois anos completos, de sobre o pescoço de todas as nações. E Jeremias, o profeta, se foi, tomando o seu caminho. 12Mas veio a palavra do Senhor a Jeremias, depois que Hananias, o profeta, quebrou o jugo de sobre o pescoço do profeta Jeremias, dizendo: 13Vai e fala a Hananias, dizendo: Assim diz o Senhor: Jugos de madeira quebraste. Mas, em vez deles, farei jugos de ferro. 14Porque assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel:
28.14
Dt 28.48
Jr 27.7
Jugo de ferro pus sobre o pescoço de todas estas nações, para servirem a Nabucodonosor, rei da Babilônia; e servi-lo-ão,
28.14
Jr 27.6
e até os animais do campo lhe dei. 15E disse Jeremias, o profeta, a Hananias, o profeta: Ouve, agora, Hananias: não te enviou o Senhor,
28.15
Jr 29.31
Ez 13.22
mas tu fizeste que este povo confiasse em mentiras. 16Pelo que assim diz o Senhor: Eis que te lançarei de sobre a face da terra; este ano, morrerás,
28.16
Dt 13.5
Jr 29.32
porque falaste em rebeldia contra o Senhor. 17E morreu Hananias, o profeta, no mesmo ano, no sétimo mês.

29

A carta de Jeremias aos cativos da Babilônia

291E estas são as palavras da carta que Jeremias, o profeta, enviou, de Jerusalém, ao resto dos anciãos do cativeiro, como também aos sacerdotes, e aos profetas, e a todo o povo que Nabucodonosor havia transportado de Jerusalém para a Babilônia, 2(depois que

29.2
Jr 28.4
saíram o rei Jeconias, e a rainha, e os eunucos, e os príncipes de Judá e Jerusalém, e os carpinteiros, e os ferreiros de Jerusalém), 3pelas mãos de Elasa, filho de Safã, e de Gemarias, filho de Hilquias (os quais Zedequias, rei de Judá, tinha enviado à Babilônia, a Nabucodonosor, rei da Babilônia), dizendo: 4Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os que foram transportados, que eu fiz transportar de Jerusalém para a Babilônia: 5Edificai casas
29.5
Jr 29.28
e habitai-as; plantai jardins e comei o seu fruto. 6Tomai mulheres e gerai filhos e filhas; tomai mulheres para vossos filhos e dai vossas filhas a maridos, para que tenham filhos e filhas; multiplicai-vos ali e não vos diminuais. 7Procurai a paz da cidade para onde vos fiz transportar;
29.7
Ed 6.10
e orai por ela ao Senhor, porque, na sua paz, vós tereis paz. 8Porque assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Não vos enganem os vossos profetas que estão no meio de vós,
29.8
Jr 14.14
27.14-15
Ef 5.6
nem os vossos adivinhos, nem deis ouvidos aos vossos sonhos que sonhais. 9Porque eles
29.9
Jr 29.31
vos profetizam falsamente em meu nome; não os enviei, diz o Senhor.

10Porque assim diz o Senhor:

29.10
2Cr 36.21-22
Ed 1.1
Jr 25.12
27.22
Dn 9.2
Certamente que, passados setenta anos na Babilônia, vos visitarei e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando-vos a trazer a este lugar. 11Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que esperais. 12Então, me invocareis,
29.12
Dn 9.3
e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. 13E buscar-me-eis
29.13
Jr 24.7
e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração. 14E serei achado de vós, diz o Senhor, e farei voltar os vossos cativos, e congregar-vos-ei de todas as nações e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.

15Porque dizeis: O Senhor nos levantou profetas na Babilônia. 16Porque assim diz o Senhor a respeito do rei que se assenta no trono de Davi e de todo o povo que habita nesta cidade, vossos irmãos, que não saíram convosco para o cativeiro. 17Assim diz o Senhor dos Exércitos:

29.17
Jr 24.10
Eis que enviarei entre eles a espada, e a fome, e a peste e fá-los-ei como a figos podres, que não se podem comer, de maus que são. 18E persegui-los-ei com a espada, e com a fome, e com a peste;
29.18
2Cr 29.8
Jr 15.4
24.9
34.17
dá-los-ei para andarem de um lado para outro entre todos os reinos da terra e para serem uma maldição, e um espanto, e um assobio, e um opróbrio entre todas as nações para onde os tiver lançado; 19porquanto não deram ouvidos às minhas palavras, diz o Senhor, enviando-lhes eu os meus servos,
29.19
Jr 25.4
32.33
os profetas, madrugando e enviando; mas vós não escutastes, diz o Senhor. 20Vós, pois, ouvi a palavra do Senhor, todos os do cativeiro que enviei de Jerusalém para a Babilônia. 21Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, acerca de Acabe, filho de Colaías, e de Zedequias, filho de Maaseias, que vos profetizam falsamente em meu nome: Eis que os entregarei nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e ele os ferirá diante dos vossos olhos. 22E tomarão
29.22
Gn 48.20
deles a maldição que estava sobre todos os transportados de Judá que estão em Babilônia, dizendo:
29.22
Dn 3.6
O Senhor te faça como a Zedequias e como a Acabe, os quais o rei da Babilônia assou no fogo! 23Porquanto fizeram loucura em Israel, e cometeram adultério com as mulheres de seus companheiros, e anunciaram falsamente em meu nome palavras que não lhes mandei dizer; e eu o sei e sou testemunha disso, diz o Senhor.

24E a Semaías, o neelamita, falarás, dizendo: 25Assim fala o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, dizendo: Porquanto tu enviaste no teu nome cartas a todo o povo que está em Jerusalém,

29.25
2Rs 25.18
Jr 21.1
como também a Sofonias, filho de Maaseias, o sacerdote, e a todos os sacerdotes, dizendo: 26O Senhor te pôs por sacerdote em lugar de Joiada, o sacerdote,
29.26
Jr 20.1
2Rs 9.11
At 26.24
Jr 20.2
para que sejas encarregado da Casa do Senhor sobre todo homem obsesso e que profetiza, para o lançares na prisão e no tronco. 27Agora, pois, por que não repreendeste a Jeremias, o anatotita, que vos profetiza? 28Ele até nos mandou dizer à Babilônia: O cativeiro muito há de durar;
29.28
Jr 29.5
edificai casas e habitai-as; plantai jardins e comei o seu fruto.

29(Mas lera Sofonias, o sacerdote, esta carta aos ouvidos de Jeremias, o profeta.) 30E veio a palavra do Senhor a Jeremias, dizendo: 31Manda a todos os do cativeiro, dizendo: Assim diz o Senhor acerca de Semaías, o neelamita: Semaías vos profetizou,

29.31
Jr 28.15
e eu não o enviei, e vos fez confiar em mentiras. 32Portanto, assim diz o Senhor: Eis que visitarei a Semaías, o neelamita, e a sua descendência; ele não terá ninguém que habite entre este povo e não verá o bem que hei de fazer ao meu povo, diz o Senhor,
29.32
Jr 28.16
porquanto falou em rebelião contra o Senhor.

30

Deus promete trazer do cativeiro o seu povo

301Palavra que, da parte do Senhor, veio a Jeremias, dizendo: 2Assim fala o Senhor, Deus de Israel, dizendo: Escreve num livro todas as palavras que te tenho dito. 3Porque eis que dias vêm, diz o Senhor,

30.3
Jr 30.18
32.44
Ez 39.25
Am 9.14-15
em que farei tornar do cativeiro o meu povo de Israel e de Judá, diz o Senhor; e torná-los-ei a trazer à terra que dei a seus pais, e a possuirão.

4E estas são as palavras que disse o Senhor acerca de Israel e de Judá: 5Assim diz o Senhor: Ouvimos uma voz de tremor, de temor, mas não de paz. 6Perguntai, pois, e vede se um homem tem dores de parto. Por que, pois, vejo a cada homem com as mãos sobre os lombos,

30.6
Jr 4.31
6.24
como a que está dando à luz? E por que se têm tornado macilentos todos os rostos? 7Ah!
30.7
Jl 2.11,31
Am 5.18
Sf 1.14
Porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante! E é tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será salvo dela. 8Porque será naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, que eu quebrarei o seu jugo de sobre o teu pescoço e quebrarei as tuas ataduras; e nunca mais se servirão dele os estranhos, 9mas servirão ao Senhor, seu Deus,
30.9
Is 55.3-4
Ez 34.23
37.24
Os 3.5
Lc 1.69
como também a Davi, seu rei, que lhes levantarei.

10Não temas,

30.10
Is 41.13
43.5
44.2
Jr 46.27-28
pois, tu, meu servo Jacó, diz o Senhor, nem te espantes, ó Israel; porque eis que te livrarei das terras de longe,
30.10
Jr 3.18
e a tua descendência, da terra do seu cativeiro; e Jacó tornará, e descansará, e ficará em sossego, e não haverá quem o atemorize. 11Porque eu sou contigo, diz o Senhor, para te salvar,
30.11
Am 9.8
Jr 4.27
porquanto darei fim a todas as nações entre as quais te espalhei; a ti, porém, não darei fim,
30.11
Jr 10.24
46.28
mas castigar-te-ei com medida e, de todo, não te terei por inocente.

12Porque assim diz o Senhor:

30.12
2Cr 36.16
Jr 15.18
Teu quebrantamento é mortal, e a tua chaga é dolorosa. 13Não quem defenda a tua causa; para que possas ser curado,
30.13
Jr 8.22
não tens remédios nem emplasto. 14Todos
30.14
Lm 1.2
os teus amantes se esqueceram de ti e não perguntam por ti;
30.14
Jó 13.24
19.11
Jó 30.21
porque te feri com ferida de inimigo e com castigo de cruel,
30.14
Jr 5.6
pela grandeza de tua maldade e multidão de teus pecados. 15Por que gritas
30.15
Jr 15.18
em razão de teu quebrantamento? Tua dor é mortal. Pela grandeza de tua maldade e pela multidão de teus pecados, eu fiz estas coisas. 16Mas também todos os que te devoram
30.16
Is 33.1
41.11
Jr 10.25
serão devorados; e todos os teus adversários irão, todos eles, para o cativeiro; e os que te roubam serão roubados, e a todos os que te despojam entregarei ao saque. 17Porque
30.17
Jr 33.6
restaurarei a tua saúde e sararei as tuas chagas, diz o Senhor; pois te chamam a enjeitada, dizendo: É Sião, por quem ninguém pergunta.

18Assim diz o Senhor:

30.18
Jr 30.3
33.7,11
Eis que acabarei o cativeiro das tendas de Jacó e apiedar-me-ei das suas moradas; e a cidade será reedificada sobre o seu montão, e o palácio permanecerá como habitualmente. 19E sairá
30.19
Is 35.10
51.11
Jr 31.4,12-13
33.10-11
deles o louvor e a voz de júbilo; e multiplicá-los-ei,
30.19
Zc 10.8
e não serão diminuídos; e glorificá-los-ei, e não serão humilhados. 20E seus
30.20
Is 1.26
filhos serão como na antiguidade, e a sua congregação será confirmada perante o meu rosto; e punirei todos os seus opressores. 21E o seu príncipe será deles; e o seu governador sairá do meio deles, e o farei aproximar, e ele se chegará a mim; porque quem é aquele que se tem empenhado em se chegar a mim? — diz o Senhor. 22E ser-me-eis
30.22
Jr 24.7
31.3
32.38
Ez 11.20
36.28
37.27
por povo, e eu vos serei por Deus.

23Eis que

30.23
Jr 23.19-20
25.32
a tormenta do Senhor, a sua indignação, saiu; é uma tormenta varredora e cairá cruelmente sobre a cabeça dos ímpios. 24Não voltará atrás o furor da ira do Senhor, até que tenha executado e até que tenha cumprido os desígnios do seu coração;
30.24
Gn 49.1
no fim dos dias, entendereis isto.