Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
34

341Chegai-vos, nações, para ouvir; e vós, povos, escutai;

34.1
Dt 32.1
ouça a terra, e a sua plenitude, o mundo e tudo quanto produz. 2Porque a indignação do Senhor está sobre todas as nações, e o seu furor sobre todo o exército delas; ele as destruiu totalmente, entregou-as à matança. 3E os mortos serão arremessados,
34.3
Jl 2.20
e do seu corpo subirá o mau cheiro; e com o seu sangue os montes se derreterão. 4E todo o exército
34.4
Ez 32.7-8
Jl 2.31
3.15
Mt 24.29
2Pe 3.10
Ap 6.14
dos céus se 34.4 ou consumirágastará, e os céus se enrolarão como um livro,
34.4
Is 14.12
Ap 6.13
e todo o seu exército cairá como cai a folha da vide e como cai o figo da figueira.

5Porque

34.5
Jr 46.10
49.7
Ml 1.4
a minha espada se embriagou nos céus; eis que sobre Edom descerá e sobre o povo do meu anátema, para exercer juízo. 6A espada do Senhor está cheia de sangue, está cheia da gordura de sangue de cordeiros e de bodes, da gordura dos rins de carneiros;
34.6
Is 63.1
Jr 49.13
Sf 1.7
porque o Senhor tem sacrifício em Bozra e grande matança na terra de Edom. 7E os unicórnios descerão com eles, e os bezerros, com os touros; e a sua terra beberá sangue até se fartar, e o seu pó de gordura se encherá.

8Porque será o dia da vingança

34.8
Is 63.4
do Senhor, ano de retribuições, pela luta de Sião. 9E os seus ribeiros
34.9
Dt 29.23
se transformarão em pez, e o seu pó, em enxofre, e a sua terra, em pez ardente. 10Nem de noite nem de dia, se apagará;
34.10
Ap 14.11
18.18
19.3
Ml 1.4
para sempre a sua fumaça subirá; de geração em geração será assolada, e de século em século ninguém passará por ela. 11Mas o pelicano e a coruja a
34.11
Is 14.23
Sf 2.14
Ap 18.2
possuirão, e o bufo e o corvo habitarão nela, e ele estenderá sobre ela cordel de confusão e nível de vaidade. 12Eles chamarão ao reino os seus nobres, mas nenhum haverá, e todos os seus príncipes não serão coisa nenhuma. 13E, nos seus palácios,
34.13
Is 13.21
32.13
Os 9.6
crescerão espinhos, urtigas e cardos nas suas fortalezas; e será uma habitação de dragões e sala para os filhos do avestruz. 14E 34.14 ou as feras do desertoos cães bravos se encontrarão com 34.14 ou as criaturas que uivamos gatos bravos; e o sátiro clamará ao seu companheiro; e os animais noturnos ali pousarão e acharão lugar de repouso para si. 15Ali, se aninhará a mélroa, e porá os seus ovos, e tirará os seus filhotes, e os recolherá debaixo da sua sombra; também ali os abutres se ajuntarão uns com os outros.

16Buscai no livro

34.16
Mt 3.16
do Senhor e lede; nenhuma dessas coisas falhará, nem uma nem outra faltará; porque a sua própria boca o ordenou, e o seu espírito mesmo as ajuntará. 17Porque ele mesmo lançou as sortes por eles, e a sua mão lhes repartiu a terra com o cordel; para sempre a possuirão, de geração em geração habitarão nela.