Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
4

Israel e Judá são ameaçados com castigo por causa da sua impiedade. A ignorância e a malícia do povo

41Ouvi a palavra do Senhor, vós, filhos de Israel,

4.1
Is 1.18
3.13-14
Jr 25.31
Os 12.2
Mq 6.2
porque o Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra, porque não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus na terra. 2Só prevalecem o perjurar, e o mentir, e o matar, e o furtar, e o adulterar, e há homicídios sobre homicídios. 3Por isso, a terra se lamentará,
4.3
Jr 4.28
12.4
Am 5.16
8.8
Sf 1.3
e qualquer que morar nela desfalecerá com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar serão tirados.

4Todavia, ninguém contenda, nem qualquer repreenda;

4.4
Dt 17.12
porque o teu povo é como os que contendem com o sacerdote. 5Por isso, cairás de dia, e o profeta contigo cairá de noite; e destruirei a tua mãe. 6O meu povo
4.6
Is 5.13
foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. 7Como eles se multiplicaram,
4.7
Os 13.6
assim contra mim pecaram; eu mudarei a sua honra em vergonha. 8Alimentam-se do pecado do meu povo e da maldade dele têm desejo ardente. 9Por isso,
4.9
Is 24.2
Jr 5.31
como é o povo, assim será o sacerdote; e visitarei sobre ele os seus caminhos e lhe darei a recompensa das suas obras. 10Comerão,
4.10
Mq 6.14
Ag 1.6
mas não se fartarão; entregar-se-ão à luxúria, mas não se multiplicarão; porque deixaram de olhar para o Senhor.

11A incontinência, e o vinho, e o mosto

4.11
Is 28.7
tiram a inteligência. 12O meu povo consulta a sua madeira,
4.12
Jr 5.27
Hc 2.19
Os 5.4
e a sua vara lhe responde, porque o espírito de luxúria os engana, e eles se corrompem, apartando-se da sujeição do seu Deus. 13Sacrificam
4.13
Is 1.29
57.5,7
Ez 6.13
20.8
sobre os cumes dos montes e queimam incenso sobre os outeiros, debaixo do carvalho, e do álamo, e do olmeiro, porque é boa a sua sombra;
4.13
Am 7.17
Rm 1.28
por isso, vossas filhas se prostituem, e as vossas noras adulteram.

14Eu não castigarei vossas filhas, que se prostituem, nem vossas noras, quando adulteram; porque eles mesmos com as prostitutas se desviam e com as meretrizes sacrificam,

4.14
Os 4.1,6
pois o povo que não tem entendimento será transtornado.

15Se tu, ó Israel, queres corromper-te, não se faça culpado Judá;

4.15
Os 10.5
12.11
Am 4.4
5.5
8.14
não venhais a Gilgal, e não subais a Bete-Áven, e não jureis, dizendo: Vive o Senhor. 16Porque,
4.16
Jr 3.6
7.24
8.5
Zc 7.11
como uma vaca rebelde, se rebelou Israel; agora, o Senhor os apascentará como a um cordeiro em um lugar espaçoso. 17Efraim está entregue aos ídolos; deixa-o. 18A sua bebida se foi; eles corrompem-se cada vez mais; certamente amaram a vergonha os seus príncipes. 19Um vento
4.19
Jr 2.26
4.11-12
51.1
Is 1.29
os envolveu nas suas asas, e envergonhar-se-ão por causa dos seus sacrifícios.

5

Os príncipes e sacerdotes são repreendidos e exortados ao arrependimento

51Ouvi isto, ó sacerdotes, e escutai, ó casa de Israel, e escutai, ó casa do rei, porque a vós pertence este juízo,

5.1
Os 6.9
visto que fostes um laço para Mispa e rede estendida sobre o Tabor. 2Os transviados têm descido
5.2
Is 29.15
até ao profundo, na matança; mas eu serei a correção de todos eles. 3Eu
5.3
Am 3.2
Os 4.17
conheço Efraim, e Israel não se esconde de mim; porque, agora, te tens prostituído, ó Efraim, e se contaminou Israel. 4Não querem ordenar as suas ações, a fim de voltarem para o seu Deus;
5.4
Os 4.12
porque o espírito da prostituição está no meio deles, e não conhecem o Senhor.

5A

5.5
Os 7.10
soberba de Israel testificará, pois, no seu rosto; e Israel e Efraim cairão pela sua injustiça, e Judá cairá juntamente com eles. 6Eles
5.6
Pv 1.28
Is 1.15
Jr 11.11
Mq 3.4
Jo 7.34
irão com as suas ovelhas e com as suas vacas, para buscarem o Senhor, mas não o acharão: ele se retirou deles. 7Aleivosamente se houveram
5.7
Is 43.8
Jr 5.11
Os 6.7
contra o Senhor, porque geraram filhos estranhos;
5.7
Zc 11.8
agora, a lua nova os consumirá com as suas porções.

8Tocai a buzina em Gibeá, a trombeta em Ramá;

5.8
Js 7.2
Os 4.15
Jz 5.14
gritai altamente em Bete-Áven; após ti, ó Benjamim. 9Efraim será para assolação no dia do castigo; entre as tribos de Israel manifestei o que certo está. 10Os príncipes de Judá são como os que traspassam os limites; derramarei, pois, o meu furor sobre eles como água. 11Efraim está oprimido
5.11
Dt 28.33
e quebrantado no juízo, porque quis andar após a vaidade. 12Portanto, para Efraim serei como a traça
5.12
Pv 12.4
e para a casa de Judá, como a podridão. 13Quando Efraim viu
5.13
Jr 30.20
Os 7.11
12.1
a sua enfermidade, e Judá, a sua chaga, subiu Efraim à Assíria e enviou ao rei Jarebe; mas ele não poderá curar-vos, nem sarar a vossa chaga. 14Porque, para Efraim, serei como um leão e como um leãozinho, para a casa de Judá; eu,
5.14
Lm 3.10
Os 13.7-8
eu despedaçarei e ir-me-ei embora; arrebatarei, e não haverá quem livre.

15Irei e voltarei para o meu

5.15
Lv 26.40-41
Jr 29.12-13
lugar, até que se reconheçam culpados e busquem a minha face; estando eles angustiados, de madrugada me buscarão.

6

61Vinde, e tornemos

6.1
1Sm 2.6
Jó 5.18
Jr 30.17
para o Senhor, porque ele despedaçou e nos sarará, fez a ferida e a ligará. 2Depois
6.2
1Co 15.4
de dois dias, nos dará a vida; ao terceiro dia, nos ressuscitará, e viveremos diante dele. 3
6.3
Is 54.13
2Sm 23.4
Jó 29.23
Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor: como a alva, será a sua saída; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. 4Que te farei, ó Efraim? Que te farei, ó Judá? Porque a vossa beneficência
6.4
Os 13.3
é como a nuvem da manhã e como o orvalho da madrugada, que cedo passa. 5Por isso, os abati
6.5
Jr 5.14
23.29
Hb 4.12
pelos profetas; pela palavra da minha boca, os matei; e os teus juízos sairão como a luz. 6Porque eu quero misericórdia
6.6
1Sm 15.22
Mq 6.8
Mt 9.13
12.7
Is 1.11
e não sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.

7Mas eles traspassaram o concerto,

6.7
Os 5.7
como Adão; eles se portaram aleivosamente contra mim. 8Gileade
6.8
Os 12.11
é a cidade dos que praticam a iniquidade, calcada de sangue. 9Como hordas de salteadores que espreitam alguém,
6.9
Os 5.1-2
assim é a companhia dos sacerdotes que matam no caminho para Siquém; sim, eles têm praticado abominações. 10Vejo uma coisa horrenda na casa de Israel:
6.10
Jr 5.30
ali está a prostituição de Efraim; Israel é contaminado. 11Também para ti, ó Judá, foi assinada uma ceifa,
6.11
Jr 51.33
Jl 3.13
Ap 14.15
quando eu remover o cativeiro do meu povo.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]