Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
25

Deus manda o povo trazer ofertas para o tabernáculo

251Então, falou o Senhor a Moisés, dizendo: 2Fala aos filhos de Israel que me tragam uma oferta alçada; de todo

25.2
Êx 35.5,21
1Cr 29.3,5,9,14
Ed 2.68
3.5
7.16
Ne 11.2
2Co 8.12
9.7
homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a minha oferta alçada. 3E esta é a oferta alçada que tomareis deles: ouro, e prata, e cobre, 4e pano azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelos de cabras, 5e peles de carneiros tintas de vermelho, e peles de texugos, e madeira de 25.5 ou acáciacetim, 6e azeite
25.6
Êx 27.20
30.23,34
para a luz, e especiarias para o óleo da unção, e especiarias para o incenso, 7e pedras sardônicas, e pedras de engaste para o
25.7
Êx 28.4,6,15
éfode e para o peitoral. 8E me farão
25.8
Êx 29.45
36.1,3
Lv 4.6
Hb 3.6
9.1-2
1Rs 6.13
Ap 21.3
um santuário, e habitarei no meio deles. 9Conforme tudo o que eu te mostrar para modelo do tabernáculo
25.9
Êx 25.40
e para modelo de todos os seus móveis, assim mesmo o fareis.

A arca de madeira de cetim

10Também farão uma arca

25.10
Êx 37.1
Dt 10.3
Hb 9.4
de madeira de cetim; o seu comprimento será de dois côvados e meio, e a sua largura, de um côvado e meio, e de um côvado e meio, a sua altura. 11E cobri-la-ás de ouro puro; por dentro e por fora a cobrirás; e farás sobre ela uma coroa de ouro ao redor; 12e fundirás para ela quatro argolas de ouro e as porás nos quatro cantos dela: duas argolas num lado dela e duas argolas no outro lado dela. 13E farás varas de madeira de cetim, e as cobrirás com ouro, 14e meterás as varas nas argolas, aos lados da arca, para se levar com elas a arca. 15As varas estarão nas argolas da arca,
25.15
1Rs 8.8
e não se tirarão dela. 16Depois, porás na arca o Testemunho,
25.16
Êx 16.34
Dt 10.2
2Rs 11.12
Hb 9.4
que eu te darei.

O propiciatório de ouro puro

17Também farás um

25.17
Êx 37.6
Rm 3.25
Hb 9.5
propiciatório de ouro puro; o seu comprimento será de dois côvados e meio, e a sua largura, de um côvado e meio. 18Farás também dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório. 19Farás um querubim na extremidade de uma parte e o outro querubim na extremidade da outra parte; de uma só peça com o propiciatório fareis os querubins nas duas extremidades dele. 20Os querubins estenderão as suas asas por cima,
25.20
1Rs 8.7
1Cr 28.18
cobrindo com as suas asas o propiciatório; as faces deles, uma defronte da outra; as faces dos querubins estarão voltadas para o propiciatório. 21E porás o propiciatório em cima da arca,
25.21
Êx 25.16
26.34
depois que houveres posto na arca o Testemunho, que eu te darei. 22E ali virei a ti
25.22
Êx 29.42-43
30.6
Lv 16.2
Nm 7.89
1Sm 4.4
2Sm 6.2
Sl 80.1
e falarei contigo de cima do propiciatório, do meio dos dois querubins (que estão sobre a arca do Testemunho), tudo o que eu te ordenar para os filhos de Israel.

A mesa de madeira de cetim

23Também farás uma mesa de madeira de

25.23
Êx 37.10
1Rs 7.48
2Cr 4.8
Hb 9.2
cetim; o seu comprimento será de dois côvados, e a sua largura, de um côvado, e a sua altura, de um côvado e meio, 24e cobri-la-ás com ouro puro; também lhe farás uma coroa de ouro ao redor. 25Também lhe farás uma moldura ao redor, da largura de uma mão, e lhe farás uma coroa de ouro ao redor da moldura. 26Também lhe farás quatro argolas de ouro; e porás as argolas nos quatro cantos, que estão nos seus quatro pés. 27Defronte da moldura estarão as argolas, como lugares para os varais, para se levar a mesa. 28Farás, pois, estes varais de madeira de cetim e cobri-los-ás com ouro; e levar-se-á com eles a mesa. 29Também farás os seus pratos,
25.29
Êx 37.16
Nm 4.7
e as suas colheres, e as suas cobertas, e as suas tigelas 25.29 ou com que se hão de derramar os licorescom que se hão de cobrir; de ouro puro os farás. 30E sobre a mesa porás o pão
25.30
Lv 24.5-6
da proposição perante a minha face continuamente.

31Também farás um castiçal de ouro puro;

25.31
Êx 37.17
1Rs 7.49
Zc 4.2
Hb 9.2
de ouro batido se fará este castiçal; o seu pé, as suas canas, as suas copas, as suas maçãs e as suas flores serão do mesmo. 32E dos seus lados sairão seis canas: três canas do castiçal de um lado dele e três canas do castiçal do outro lado dele. 33Numa cana haverá três copos a modo de amêndoas, uma maçã e uma flor; e três copos a modo de amêndoas na outra cana, uma maçã e uma flor; assim serão as seis canas que saem do castiçal. 34Mas no castiçal mesmo haverá quatro copos a modo de amêndoas, com suas maçãs e com suas flores; 35e uma maçã debaixo de duas canas que saem dele; e ainda uma maçã debaixo de duas outras canas que saem dele; e ainda mais uma maçã debaixo de duas outras canas que saem dele: assim se fará com as seis canas que saem do castiçal. 36As suas maçãs e as suas canas serão do mesmo; tudo será de uma só peça, obra batida de ouro puro. 37Também lhe farás sete lâmpadas, as quais
25.37
Êx 27.21
Lv 24.3
2Cr 13.11
Nm 8.2
se acenderão para alumiar defronte dele. 38Os seus espevitadores e os seus apagadores serão de ouro puro. 39De um talento de ouro puro os farás,
25.39
Êx 26.30
Nm 8.4
1Cr 28.11,19
At 7.44
Hb 8.5
com todos estes utensílios. 40Atenta, pois, que o faças conforme o seu modelo, que te foi mostrado no monte.

26

As cortinas do tabernáculo

261E o tabernáculo farás de

26.1
Êx 36.8
dez cortinas de linho fino torcido, e pano azul, e púrpura, e carmesim; com querubins as farás de obra 26.1 ou de artíficeesmerada. 2O comprimento de uma cortina será de vinte e oito côvados, e a largura de uma cortina, de quatro côvados; todas estas cortinas serão de uma medida. 3Cinco cortinas se enlaçarão uma à outra; e as outras cinco cortinas se enlaçarão uma com a outra. 4E farás laçadas de pano azul na ponta de uma cortina, na extremidade, na juntura; assim também farás na ponta da extremidade da outra cortina, na segunda juntura. 5Cinquenta laçadas farás numa cortina e outras cinquenta laçadas farás na extremidade da cortina que está na segunda juntura; as laçadas estarão travadas uma com a outra. 6Farás também cinquenta colchetes de ouro e ajuntarás com estes colchetes as cortinas, uma com a outra, e será um tabernáculo.

7Farás

26.7
Êx 36.14
também cortinas de pelos de cabras por tenda sobre o tabernáculo; de onze cortinas a farás. 8O comprimento de uma cortina será de trinta côvados, e a largura da mesma cortina, de quatro côvados; estas onze cortinas serão de uma medida. 9E ajuntarás cinco destas cortinas por si e as outras seis cortinas também por si: e dobrarás a sexta cortina diante da tenda. 10E farás cinquenta laçadas na borda de uma cortina, na extremidade, na juntura, e outras cinquenta laçadas na borda da outra cortina, na segunda juntura. 11Farás também cinquenta colchetes de cobre e meterás os colchetes nas laçadas; e, assim, ajuntarás a tenda para que seja uma. 12E o resto que sobejar das cortinas da tenda, a metade da cortina que sobejar, penderá sobre as costas do tabernáculo. 13E um côvado de um lado e outro côvado de outro, que sobejará no comprimento das cortinas da tenda, penderá de sobejo aos lados do tabernáculo de um e de outro lado, para cobri-lo.

14Farás

26.14
Êx 36.19
também à tenda uma coberta de peles de carneiro tintas de vermelho e outra coberta de peles de texugo em cima.

As tábuas do tabernáculo

15Farás também as tábuas para o tabernáculo de madeira de cetim, que estarão levantadas. 16O comprimento de uma tábua será de dez côvados, e a largura de cada tábua será de um côvado e meio. 17Duas coiceiras terá cada tábua, travadas uma com a outra; assim farás com todas as tábuas do tabernáculo. 18E farás as tábuas para o tabernáculo assim: vinte tábuas para a banda do meio-dia, ao sul. 19Farás também quarenta bases de prata debaixo das vinte tábuas; duas bases debaixo de uma tábua para as suas duas coiceiras e duas bases debaixo de outra tábua para as suas duas coiceiras. 20Também haverá vinte tábuas ao outro lado do tabernáculo, para a banda do norte, 21com as suas quarenta bases de prata; duas bases debaixo de uma tábua e duas bases debaixo de outra tábua. 22E ao lado do tabernáculo para o ocidente farás seis tábuas. 23Farás também duas tábuas para os cantos do tabernáculo, de ambos os lados; 24e por baixo se ajuntarão e também em cima dele se ajuntarão numa argola. Assim se fará com as duas tábuas: ambas serão por tábuas para os dois cantos. 25Assim serão as oito tábuas com as suas bases de prata, dezesseis bases: duas bases debaixo de uma tábua e duas bases debaixo de outra tábua.

26Farás também cinco barras de madeira de cetim para as tábuas de um lado do tabernáculo 27e cinco barras para as tábuas do outro lado do tabernáculo; como também cinco barras para as tábuas do outro lado do tabernáculo, de ambas as bandas, para o ocidente. 28E a barra do meio estará no meio das tábuas, passando de uma extremidade até à outra. 29E cobrirás de ouro as tábuas e farás de ouro as suas argolas, para meter por elas as barras; também as barras cobrirás de ouro. 30Então, levantarás o tabernáculo conforme

26.30
Êx 25.9
At 7.44
Hb 8.5
o modelo que te foi mostrado no monte.

O véu do tabernáculo

31Depois, farás um

26.31
Êx 36.35
Lv 16.2
2Cr 3.14
Mt 27.51
Hb 9.3
véu de pano azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino torcido; com querubins de obra prima se fará. 32E o porás sobre quatro colunas de madeira de cetim cobertas de ouro, sobre quatro bases de prata; seus colchetes serão de ouro. 33Pendurarás o véu debaixo dos colchetes e meterás a arca
26.33
Êx 25.16
Lv 16.2
Hb 9.2-3
do Testemunho ali dentro do véu; e este véu vos fará separação 26.33 ou entre o lugar santo e o santíssimoentre o santuário e o lugar santíssimo.

34E porás a coberta do propiciatório

26.34
Êx 25.21
Hb 9.5
sobre a arca do Testemunho no lugar santíssimo, 35e a mesa porás
26.35
Êx 40.22,24
Hb 9.2
fora do véu, e o castiçal, defronte da mesa, ao lado do tabernáculo, para o sul; e a mesa porás à banda do norte.

36Farás também para a porta da tenda

26.36
Êx 36.37
uma coberta de pano azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino torcido, de obra de bordador, 37e farás para esta coberta
26.37
Êx 36.38
cinco colunas de madeira de cetim, e as cobrirás de ouro; seus colchetes serão de ouro, e far-lhe-ás de fundição cinco bases de cobre.

27

O altar dos holocaustos

271Farás também o altar

27.1
Êx 38.1
de madeira de cetim; cinco côvados será o comprimento, e cinco côvados, a largura (será quadrado o altar), e três côvados, a sua altura. 2E farás as suas pontas nos seus quatro cantos; as suas pontas serão uma só peça com o mesmo, e o cobrirás
27.2
Nm 16.38
de cobre. 3Far-lhe-ás também as suas caldeirinhas, para recolher a sua cinza, e as suas pás, e as suas bacias, e os seus garfos, e os seus braseiros; todos os seus utensílios farás de cobre. 4Far-lhe-ás também um crivo de cobre em forma de rede, e farás a esta rede quatro argolas de metal aos seus quatro cantos, 5e as porás dentro do cerco do altar para baixo, de maneira que a rede chegue até ao meio do altar. 6Farás também varais para o altar, varais de madeira de cetim, e os cobrirás de cobre. 7E os varais se meterão nas argolas, de maneira que os varais estejam de ambos os lados do altar quando for levado. 8Oco, de tábuas, o farás; como se te mostrou
27.8
Êx 25.40
26.30
no monte, assim o farão.

O pátio do tabernáculo

9Farás também o

27.9
Êx 38.9
pátio do tabernáculo; ao lado do meio-dia, para o sul, o pátio terá cortinas de linho fino torcido; o comprimento de cada lado será de cem côvados. 10Também as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de cobre; os colchetes das colunas e as suas faixas serão de prata. 11Assim também do lado do norte as cortinas na longura serão de cem côvados de comprimento; e as suas vinte colunas e as suas vinte bases serão de cobre; os colchetes das colunas e as suas faixas serão de prata. 12E na largura do pátio do lado do ocidente haverá cortinas de cinquenta côvados; as suas colunas, dez, e as suas bases, dez. 13Semelhantemente, a largura do pátio do lado oriental, para o levante, será de cinquenta côvados, 14de maneira que haja quinze côvados de cortinas de um lado; suas colunas, três, e as suas bases, três; 15e quinze côvados de cortinas do outro lado; as suas colunas, três, e as suas bases, três. 16E à porta do pátio haverá uma coberta de vinte côvados, de pano azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino torcido, de obra de bordador; as suas colunas, quatro, e as suas bases, quatro. 17Todas as colunas do pátio ao redor serão cingidas de faixas de prata; os seus colchetes serão de prata, mas as suas bases, de cobre. 18O comprimento do pátio será de cem côvados, e a largura de cada banda, de cinquenta, e a altura, de cinco côvados, de linho fino torcido; mas as suas bases serão de cobre. 19No tocante a todos os utensílios do tabernáculo em todo o seu serviço, até todos os seus pregos e todos os pregos do pátio, serão de cobre.

O azeite puro

20Tu, pois, ordenarás

27.20
Lv 24.2
aos filhos de Israel que te tragam azeite puro de oliveiras, batido, para o candeeiro, para fazer arder as lâmpadas continuamente. 21Na tenda da congregação
27.21
Êx 26.31-33
30.8
1Sm 3.3
2Cr 13.11
fora do véu, que está diante do Testemunho, Arão e seus filhos as porão em ordem, desde a tarde até pela manhã, perante o Senhor; um estatuto perpétuo
27.21
Êx 28.43
29.9,28
Lv 3.17
Nm 18.23
1Sm 30.25
será este, pelas suas gerações, aos filhos de Israel.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]