Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
25

A pena de açoites

251Quando houver

25.1
Dt 19.17
Ez 44.24
contenda entre alguns, e vierem a juízo para que os juízes os julguem,
25.1
Pv 17.15
ao justo justificarão e ao injusto condenarão. 2E será que, se o injusto merecer açoites,
25.2
Jó 18.3
o juiz o fará deitar e o fará açoitar diante de si, quanto bastar pela sua injustiça, por certa conta. 3Quarenta
25.3
2Co 11.24
açoites lhe fará dar, não mais; para que, porventura, se lhe fizer dar mais açoites do que estes, teu irmão não fique
25.3
Jó 18.3
envilecido aos teus olhos. 4Não atarás
25.4
Pv 12.10
1Co 9.9
1Tm 5.18
a boca ao boi, quando trilhar.

A obrigação de um homem casar com a viúva do seu irmão

5Quando alguns irmãos

25.5
Mt 22.24
Mc 12.19
Lc 20.28
morarem juntos, e algum deles morrer e não tiver filho, então, a mulher do defunto não se casará com homem estranho de fora; seu cunhado entrará a ela, e a tomará por mulher, e fará a obrigação de cunhado para com ela. 6E será que o primogênito que ela der à luz estará
25.6
Gn 38.9
em nome de seu irmão defunto, para que o seu
25.6
Rt 4.10
nome se não apague em Israel.

7Porém, se o tal homem não quiser tomar sua cunhada, subirá, então, sua cunhada à

25.7
Rt 4.1-2
porta dos anciãos e dirá: Meu cunhado recusa suscitar a seu irmão nome em Israel; não quer fazer para comigo o dever de cunhado. 8Então, os anciãos da sua cidade o chamarão e com ele falarão; e, se ele ficar nisto e disser: Não
25.8
Rt 4.6
quero tomá-la; 9então, sua cunhada se chegará a ele aos olhos dos anciãos, e lhe descalçará
25.9
Rt 4.7
o sapato do pé, e lhe cuspirá no rosto, e protestará, e dirá: Assim se fará ao homem que não edificar
25.9
Rt 4.11
a casa de seu irmão; 10e o seu nome se chamará em Israel: A casa do descalçado.

11Quando pelejarem dois homens, um contra o outro, e a mulher de um chegar para livrar seu marido da mão do que o fere, e ela estender a sua mão, e lhe pegar pelas suas vergonhas, 12então, cortar-lhe-ás a mão;

25.12
Dt 19.13
não a poupará teu olho.

Pesos e medidas justos

13Na tua bolsa não terás

25.13
Lv 19.35-36
Pv 11.1
Ez 45.10
Mq 6.11
diversos pesos, um grande e um pequeno. 14Na tua casa não terás duas sortes de efa, um grande e um pequeno. 15Peso inteiro e justo terás, efa inteiro e justo terás, para que se prolonguem os teus dias
25.15
Êx 20.12
na terra que te dará o Senhor, teu Deus. 16Porque abominação é ao Senhor, teu Deus, todo aquele que faz isso,
25.16
Pv 11.1
1Ts 4.6
todo aquele que faz injustiça.

Amaleque será destruído

17Lembra-te

25.17
Êx 17.8
do que te fez Amaleque no caminho, quando saíeis do Egito; 18como te saiu ao encontro no caminho e te derribou na retaguarda todos os fracos que iam após ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu
25.18
Sl 36.2
Pv 16.6
Rm 3.18
a Deus. 19Será, pois, que, quando
25.19
1Sm 15.3
o Senhor, teu Deus, te tiver dado repouso de todos os teus inimigos em redor, na terra que o Senhor, teu Deus, te dará por herança, para possuí-la, então, apagarás
25.19
Êx 17.14
a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esqueças.

26

As primícias da terra

261E será que, quando entrares na terra que o Senhor, teu Deus, te dará por herança, e a possuíres, e nela habitares, 2então, tomarás

26.2
Êx 23.19
34.26
Nm 17.13
Dt 16.10
Pv 3.9
das primícias de todos os frutos da terra que trouxeres da tua terra, que te dá o Senhor, teu Deus, e as porás num cesto, e irás ao lugar
26.2
Dt 12.5
que escolher o Senhor, teu Deus, para ali fazer habitar o seu nome. 3E virás ao sacerdote, que naqueles dias for, e dir-lhe-ás: Hoje, declaro perante o Senhor, teu Deus, que entrei na terra que o Senhor jurou a nossos pais dar-nos. 4E o sacerdote tomará o cesto da tua mão e o porá diante do altar do Senhor, teu Deus. 5Então, protestarás perante o Senhor, teu Deus, e dirás: 26.5 ou ArameuSiro
26.5
Gn 43.1-2
45.7,11
Os 12.12
miserável foi meu pai, e desceu
26.5
Gn 46.1,27
At 7.15
Dt 10.22
ao Egito, e ali peregrinou com pouca gente; porém ali cresceu até vir a ser nação grande, poderosa e numerosa. 6Mas os egípcios
26.6
Êx 1.11,14
nos maltrataram, e nos afligiram, e sobre nós puseram uma dura servidão. 7Então, clamamos
26.7
Êx 2.23-25
3.9
4.31
ao Senhor, Deus de nossos pais; e o Senhor ouviu a nossa voz e atentou para a nossa miséria, e para o nosso trabalho, e para a nossa opressão. 8E o Senhor nos tirou
26.8
Êx 12.37,51
13.3,14,16
Dt 5.15
do Egito com mão forte, e com braço estendido, e com grande espanto,
26.8
Dt 4.34
e com sinais, e com milagres; 9e nos trouxe a este lugar e nos deu esta terra,
26.9
Êx 3.8
terra que mana leite e mel. 10E eis que agora eu trouxe as primícias dos frutos da terra que tu, ó Senhor, me deste. Então, as porás perante o Senhor, teu Deus, e te inclinarás perante o Senhor, teu Deus. 11E te alegrarás
26.11
Dt 12.7,12,18
16.11
por todo o bem que o Senhor, teu Deus, te tem dado a ti e a tua casa, tu, e o levita, e o estrangeiro que está no meio de ti.

Oração daquele que deu os dízimos

12Quando acabares de dizimar todos os dízimos

26.12
Lv 27.30
Nm 18.24
Dt 14.28-29
da tua novidade, no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então, a darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas e se fartem. 13E dirás perante o Senhor, teu Deus: Tirei 26.13 Hebr. a santidade de minha casao que é consagrado de minha casa e dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão e à viúva, conforme todos os teus mandamentos que me tens ordenado; nada traspassei dos teus mandamentos, nem
26.13
Sl 119.141,153,176
deles me esqueci. 14Disso não comi
26.14
Lv 7.20
21.1,11
Os 9.4
na minha tristeza e disso nada tirei para imundícia, nem disso dei para algum morto; obedeci à voz do Senhor, meu Deus; conforme tudo o que me ordenaste, tenho feito. 15Olha
26.15
Is 63.15
Zc 2.13
desde a tua santa habitação, desde o céu, e abençoa o teu povo, a Israel, e a terra que nos deste, como juraste a nossos pais, terra que mana leite e mel.

16Neste dia, o Senhor, teu Deus, te manda fazer estes estatutos e juízos; guarda-os, pois, e faze-os com todo o teu coração e com toda a tua alma. 17Hoje,

26.17
Êx 20.19
declaraste ao Senhor que te será por Deus, e que andarás nos seus caminhos, e guardarás os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e darás ouvidos à sua voz. 18E o Senhor,
26.18
Êx 6.7
19.5
Dt 7.6
14.2
28.9
hoje, te fez dizer que lhe serás por povo seu próprio, como te tem dito, e que guardarás todos os seus mandamentos. 19Para assim te exaltar sobre todas as nações
26.19
Dt 4.7-8
28.1
Sl 148.14
que fez, para louvor, e para fama, e para glória, e para que sejas um
26.19
Êx 19.6
Dt 7.6
28.9
1Pe 2.9
povo santo ao Senhor, teu Deus, como tem dito.

27

A ordem de levantar um padrão e gravar nele a lei

271E deram ordem, Moisés e os anciãos, ao povo de Israel, dizendo: Guardai todos estes mandamentos que hoje vos ordeno: 2Será, pois, que, no dia em que passares

27.2
Js 4.1
o Jordão à terra que te der o Senhor, teu Deus, levantar-te-ás
27.2
Js 8.32
umas pedras grandes e as caiarás. 3E, havendo-o passado, escreverás nelas todas as palavras desta lei, para entrares na terra que te der o Senhor, teu Deus, terra que mana leite e mel, como te disse o Senhor, Deus de teus pais. 4Será, pois, que, quando houveres passado o Jordão, levantareis estas pedras, que hoje vos ordeno, no monte
27.4
Dt 11.29
Js 8.30
Ebal, e as caiarás. 5E ali edificarás um altar ao Senhor, teu Deus,
27.5
Êx 20.25
Js 8.31
um altar de pedras; não alçarás ferro sobre elas. 6De pedras inteiras edificarás o altar do Senhor, teu Deus; e sobre ele oferecerás holocaustos ao Senhor, teu Deus. 7Também sacrificarás ofertas pacíficas, e ali comerás perante o Senhor, teu Deus, e te alegrarás. 8E, nestas pedras, escreverás todas as palavras desta lei, exprimindo-as bem.

9Falou mais Moisés, juntamente com os sacerdotes levitas, a todo o Israel, dizendo: Escuta e ouve, ó Israel!

27.9
Dt 26.18
Neste dia, vieste a ser por povo ao Senhor, teu Deus. 10Portanto, obedecerás à voz do Senhor, teu Deus, e farás os seus mandamentos e os seus estatutos que hoje te ordeno.

As maldições que serão lançadas do monte Ebal

11E Moisés deu ordem, naquele dia, ao povo, dizendo: 12Quando houverdes passado o Jordão, estes estarão sobre o monte Gerizim,

27.12
Dt 11.19
Js 8.33
Jz 9.7
para abençoarem o povo: Simeão, e Levi, e Judá, e Issacar, e José, e Benjamim. 13E estes estarão,
27.13
Dt 12.19
Js 8.33
para amaldiçoar, sobre o monte Ebal: Rúben, e Gade, e Aser, e Zebulom, e Dã, e Naftali. 14E os levitas
27.14
Dt 33.10
Dn 9.11
protestarão a todo o povo de Israel em alta voz e dirão:

15Maldito

27.15
Êx 20.4,23
34.17
Lv 19.4
26.1
Dt 4.16,23
5.8
Is 44.9
Os 13.2
o homem que fizer imagem de escultura ou de fundição, abominação ao Senhor, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido!
27.15
Nm 5.22
Jr 11.5
1Co 14.16
E todo o povo responderá e dirá: Amém!

16Maldito

27.16
Êx 20.12
21.17
Lv 19.3
Dt 21.18
aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe! E todo o povo dirá: Amém!

17Maldito

27.17
Dt 19.14
Pv 22.28
aquele que arrancar o termo do seu próximo! E todo o povo dirá: Amém!

18Maldito

27.18
Lv 19.14
aquele que fizer que o cego erre do caminho! E todo o povo dirá: Amém!

19Maldito

27.19
Êx 22.21
Dt 10.18
24.17
Mt 3.5
aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva! E todo o povo dirá: Amém!

20Maldito

27.20
Lv 18.8
20.11
Dt 22.30
aquele que se deitar com a mulher de seu pai, porquanto descobriu a ourela de seu pai! E todo o povo dirá: Amém!

21Maldito

27.21
Lv 18.23
20.15
aquele que se deitar com algum animal! E todo o povo dirá: Amém!

22Maldito

27.22
Lv 18.9
20.15
aquele que se deitar com sua irmã, filha de seu pai ou filha de sua mãe! E todo o povo dirá: Amém!

23Maldito

27.23
Lv 18.17
20.14
aquele que se deitar com sua sogra! E todo o povo dirá: Amém!

24Maldito

27.24
Êx 20.13
21.12,14
Lv 24.17
Nm 35.31
Dt 19.11
aquele que ferir o seu próximo em oculto! E todo o povo dirá: Amém!

25Maldito

27.25
Êx 23.7
Dt 10.17
16.19
Ez 22.15
aquele que tomar suborno para matar a alguma pessoa inocente! E todo o povo dirá: Amém!

26Maldito

27.26
Dt 28.15
Sl 119.21
Jr 11.3
Gl 3.10
aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo! E todo o povo dirá: Amém!