Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)

Os últimos tempos. As palavras seladas

121E, naquele tempo,

12.1
Dn 10.13,21
se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo,
12.1
Ap 16.18
e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo;
12.1
Rm 11.26
Êx 32.32
Lc 10.20
Fp 4.3
Ap 3.5
13.8
mas, naquele tempo, livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro. 2E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para a vida eterna
12.2
Mt 25.46
Jo 5.28-29
At 24.15
Rm 9.21
e outros para vergonha e desprezo eterno. 3Os sábios,
12.3
Dn 11.33,35
Mt 13.43
pois, resplandecerão como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam
12.3
1Co 15.41-42
a justiça refulgirão como as estrelas, sempre e eternamente. 4E tu,
12.4
Dn 5.15
Lc 15.18
Ez 16.8
Daniel, fecha estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e a ciência se multiplicará.

5E eu, Daniel, olhei, e eis que estavam outros dois, um desta banda,

12.5
Dn 10.4
à beira do rio, e o outro da outra banda, à beira do rio. 6E ele disse ao homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio: Que tempo haverá até ao fim das maravilhas? 7E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio,
12.7
Dt 32.40
Ap 10.5-6
quando levantou a sua mão direita e a sua mão esquerda ao céu e jurou, por aquele que vive eternamente, que depois de um tempo, de tempos
12.7
Dn 7.25
11.3
Ap 12.14
e metade de um tempo, e quando tiverem acabado de destruir o poder do povo santo,
12.7
Lc 21.24
Ap 10.7
Dn 8.24
todas essas coisas serão cumpridas. 8Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso, eu disse: Senhor meu, qual será o fim dessas coisas? 9E ele disse: Vai, Daniel,
12.9
Dn 12.4
porque estas palavras estão fechadas e seladas até ao tempo do fim. 10Muitos
12.10
Dn 11.35
Zc 13.9
Os 14.9
serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá,
12.10
Dn 11.33,35
mas os sábios entenderão. 11E, desde o tempo em que o contínuo sacrifício
12.11
Dn 8.11
11.31
for tirado e posta a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias. 12Bem-aventurado o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias. 13Tu, porém,
12.13
Dn 12.9
Ap 14.13
vai até ao fim; porque repousarás e estarás na tua sorte, no fim dos dias.