Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
1

Prefácio e saudação

11Paulo,

1.1
Ef 1.1
apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, 2aos santos e irmãos
1.2
1Co 4.17
Ef 6.21
Gl 1.3
fiéis em Cristo que estão em Colossos: graça a vós e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.

A fé e o amor dos colossenses. Oração de Paulo pelo seu progresso espiritual. Jesus Cristo, o autor da nossa redenção, a imagem do Deus invisível, Criador de todas as coisas e cabeça da igreja

3Graças damos a Deus,

1.3
1Co 1.4
Ef 1.16
Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, 4porquanto ouvimos da vossa fé
1.4
Cl 1.9
Ef 1.15
Hb 6.10
em Cristo Jesus e 1.4 ou da caridadedo amor que tendes para com todos os santos; 5por causa da esperança que vos está reservada
1.5
2Tm 4.8
1Pe 1.4
nos céus, da qual já, antes, ouvistes pela palavra da verdade do evangelho, 6que chegou a vós,
1.6
Mt 24.14
Mc 16.15
Rm 10.18
como também está em todo o mundo; e já vai frutificando, como também entre vós, desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade; 7como aprendestes de Epafras,
1.7
Cl 4.12
Fm 23
1Tm 4.6
nosso amado conservo, que para vós é um fiel ministro de Cristo, 8o qual nos declarou também 1.8 ou a vossa caridadeo vosso amor
1.8
Rm 15.30
no Espírito.

9Por esta razão, nós também,

1.9
Ef 1.15-16
Cl 3.4
desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós
1.9
1Co 1.5
Rm 12.2
e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; 10para que possais
1.10
Ef 4.1
Fp 1.27
1Ts 2.12
Jo 15.16
Hb 13.21
andar 1.10 ou como dignos do Senhordignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda boa obra e crescendo no conhecimento de Deus; 11corroborados
1.11
Ef 3.16
4.2
Rm 5.3
em toda a fortaleza, segundo a força da sua glória, em toda a paciência e longanimidade, com gozo, 12dando graças
1.12
Ef 1.11
5.20
At 26.18
ao Pai, que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz.

13Ele nos tirou da

1.13
Ef 6.12
Hb 2.14
potestade das trevas e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor, 14em quem temos a redenção
1.14
Ef 1.7
pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; 15o qual é imagem do Deus
1.15
2Co 4.4
Hb 1.3
Ap 3.14
invisível, o primogênito de toda a criação; 16porque nele foram
1.16
Jo 1.3
1Co 8.6
criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele. 17E ele é antes de todas
1.17
Jo 1.1,3
Ap 1.5
as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. 18E ele é a cabeça
1.18
1Co 11.3
Ap 1.5
do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, 19porque foi do agrado do Pai que
1.19
Jo 1.16
3.34
toda a plenitude nele habitasse 20e que, havendo por ele feito a paz
1.20
Ef 1.10
2.14-16
pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus. 21A vós também,
1.21
Ef 2.1-2,12,19
Tt 1.15-16
que noutro tempo éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo, vos reconciliou 22no corpo da sua
1.22
Ef 2.15-16
Lc 1.75
Tt 2.14
Jd 24
carne, pela morte, para, perante ele, vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis, 23se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes
1.23
Ef 3.17
na fé e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro.

O trabalho e os combates de Paulo no seu ministério

24Regozijo-me,

1.24
Rm 5.3
2Co 7.4
Ef 3.1,13
agora, no que padeço por vós e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja; 25da qual eu estou feito ministro segundo a dispensação de Deus,
1.25
1Co 9.17
Gl 2.7
Ef 3.2
que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus: 26o mistério
1.26
Rm 16.25
1Co 2.7
Ef 3.9
que esteve oculto desde todos os séculos e em todas as gerações e que, agora, foi manifesto aos seus santos; 27aos quais Deus quis fazer conhecer
1.27
2Co 2.14
Rm 9.23
Ef 1.7
quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória; 28a quem anunciamos,
1.28
At 20.20,27,31
2Co 11.2
admoestando a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo homem perfeito em Jesus Cristo; 29e para isto também trabalho,
1.29
1Co 15.10
Ef 1.19
3.7,20
combatendo segundo a sua eficácia, que opera em mim poderosamente.

2

21Porque quero que saibais quão grande

2.1
Fp 1.30
1Ts 2.2
combate tenho por vós, e pelos que estão em Laodiceia, e por quantos não viram o meu rosto em carne; 2para que os seus corações sejam consolados,
2.2
2Co 1.6
Cl 3.14
Fp 3.8
e estejam unidos em 2.2 ou caridadeamor e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus — Cristo, 3em quem estão escondidos
2.3
1Co 1.24
2.6-7
Ef 1.8
todos os tesouros da sabedoria e da ciência.

Advertência acerca das falsas doutrinas

4E digo isto

2.4
Rm 16.18
2Co 11.13
Ef 4.14
para que ninguém vos engane com palavras persuasivas. 5Porque, ainda que esteja ausente quanto ao corpo,
2.5
1Co 5.3
1Ts 2.17
1Pe 5.9
contudo, em espírito, estou convosco, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo.

6Como, pois, recebestes o

2.6
1Ts 4.1
Jd 3
Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele, 7arraigados e
2.7
Ef 2.21-22
edificados nele e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, crescendo em ação de graças.

8Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas,

2.8
Jr 29.8
Rm 16.17
Ef 5.6
segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; 9porque nele habita
2.9
Jo 1.14
corporalmente toda a plenitude da divindade. 10E estais perfeitos
2.10
Jo 1.16
Ef 1.20-21
1Pe 3.22
nele, que é a cabeça de todo principado e potestade; 11no qual também estais circuncidados
2.11
Dt 10.16
Jr 4.4
Rm 2.29
com a circuncisão não feita por mão no despojo do corpo da carne: a circuncisão de Cristo. 12Sepultados com
2.12
Rm 6.4
Cl 3.1
Ef 1.19
ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos. 13E, quando vós
2.13
Ef 2.1,5-6,11
estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, 14havendo riscado a cédula que era
2.14
Ef 2.15-16
contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. 15E,
2.15
Gn 3.15
Is 53.12
Mt 12.29
despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.

16Portanto, ninguém vos julgue pelo

2.16
1Co 8.8
Rm 14.5
Gl 4.10
comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, 17que são sombras
2.17
Hb 8.5
9.9
10.1
das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. 18Ninguém vos 2.18 ou prive da vossa recompensadomine a
2.18
Cl 2.4
Ez 13.3
1Tm 1.7
seu bel-prazer, com pretexto de humildade e culto dos anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, 19e
2.19
Ef 4.15-16
não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.

20Se, pois, estais mortos

2.20
Rm 6.3,5
Gl 2.19
Ef 2.5
com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, 21tais como: não toques,
2.21
1Tm 4.3
não proves, não manuseies? 22As quais coisas todas perecem pelo uso,
2.22
Is 29.13
Mt 15.9
segundo os preceitos e doutrinas dos homens; 23as quais
2.23
1Tm 4.8
Cl 2.18
têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum, senão para a satisfação da carne.