Almeida Revista e Corrigida (2009) (ARC)
1

Elcana e suas mulheres

11Houve um homem de

1.1
Rt 1.2
1Cr 6.27,34
Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efrateu. 2E este tinha duas mulheres: o nome de uma era Ana, e o nome da outra, Penina; Penina tinha filhos, porém Ana não tinha filhos.

3Subia, pois, este homem da sua cidade

1.3
Êx 23.14
Dt 12.5-7
16.16
Js 18.1
Lc 2.41
de ano em ano a adorar e a sacrificar ao Senhor dos Exércitos, em Siló; e estavam ali os sacerdotes em Siló; e estavam ali os sacerdotes do Senhor, Hofni e Fineias, os dois filhos de Eli. 4E sucedeu que, no dia em que Elcana sacrificava,
1.4
Dt 12.17-18
16.11
dava ele porções do sacrifício a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos, e a todas as suas filhas. 5Porém a Ana dava uma parte excelente, porquanto ele amava Ana; porém o Senhor
1.5
Gn 30.2
lhe tinha cerrado a madre. 6E a sua competidora excessivamente a irritava
1.6
Jó 24.21
para a embravecer, porquanto o Senhor lhe tinha cerrado a madre. 7E assim o fazia ele de ano em ano; quando ela subia à Casa do Senhor, assim a outra a irritava; pelo que chorava e não comia. 8Então, Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou
1.8
Rt 4.15
eu melhor do que dez filhos?

Ana roga a Deus que lhe dê um filho

9Então, Ana se levantou, depois que comeram e beberam em Siló; e Eli, o sacerdote, estava assentado numa cadeira, junto a um pilar do templo

1.9
1Sm 3.3
do Senhor. 10Ela, pois, com amargura
1.10
Jó 7.11
10.1
de alma, orou ao Senhor e chorou abundantemente. 11E votou um voto,
1.11
Gn 8.1
28.20
29.32
30.22
Êx 4.31
Nm 30.3
Jz 11.30
2Sm 16.12
Sl 25.18
dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, mas à tua serva deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará
1.11
Nm 6.5
Jz 13.5
navalha.

12E sucedeu que, perseverando ela em orar perante o Senhor, Eli fez atenção à sua boca, 13porquanto Ana, no seu coração, falava, e só se moviam os seus lábios, porém não se ouvia a sua voz; pelo que Eli a teve por embriagada. 14E disse-lhe Eli: Até quando estarás tu embriagada? Aparta de ti o teu vinho. 15Porém Ana respondeu e disse: Não, senhor meu, eu sou uma mulher atribulada de espírito; nem vinho nem bebida forte tenho bebido;

1.15
Sl 62.8
142.2
porém tenho derramado a minha alma perante o Senhor. 16Não tenhas, pois, a tua serva por filha
1.16
Dt 13.13
de Belial; porque da multidão dos meus cuidados e do meu desgosto tenho falado até agora. 17Então, respondeu Eli
1.17
Jz 18.6
Sl 20.4-5
Mc 5.34
Lc 7.50
8.4
e disse: Vai em paz, e o Deus de Israel te conceda a tua petição que lhe pediste. 18E disse ela: Ache a tua serva graça em teus olhos.
1.18
Gn 33.15
Rt 2.13
Ec 9.7
Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste.

19E levantaram-se de madrugada, e adoraram perante o Senhor, e voltaram, e vieram à sua casa, a Ramá.

1.19
Gn 4.1
30.22
Elcana conheceu a Ana, sua mulher, e o Senhor se lembrou dela.

Nasce Samuel e é consagrado a Deus

20E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e teve um filho, e chamou o seu nome 1.20 que significa ouvido por DeusSamuel, porque, dizia ela, o tenho pedido ao Senhor.

21E subiu aquele homem

1.21
1Sm 1.3
Elcana, com toda a sua casa, a sacrificar ao Senhor o sacrifício anual e a cumprir o seu voto. 22Porém Ana não subiu, mas disse a seu marido: Quando o menino for desmamado, então, o levarei,
1.22
Êx 21.6
1Sm 1.11,28
2.11,18
3.1
Lc 2.22
para que apareça perante o Senhor e lá fique para sempre. 23E Elcana,
1.23
Nm 30.7
seu marido, lhe disse: Faze o que bem te parecer a teus olhos; fica até que o desmames; tão somente confirme
1.23
2Sm 7.25
o Senhor a sua palavra. Assim, ficou a mulher e deu leite a seu filho, até que o desmamou. 24E, havendo-o desmamado, o levou
1.24
Dt 12.5-6,11
consigo, com três bezerros e um efa de farinha e um odre de
1.24
Js 18.1
vinho, e o trouxe à Casa do Senhor, a Siló. E era o menino ainda muito criança. 25E degolaram um bezerro
1.25
Lc 2.22
e assim trouxeram o menino a Eli. 26E disse ela: Ah! Meu senhor, viva
1.26
Gn 42.15
2Rs 2.2,4,6
a tua alma, meu senhor; eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, para orar ao Senhor. 27Por este menino
1.27
Mt 7.7
orava eu; e o Senhor me concedeu a minha petição que eu lhe tinha pedido. 28Pelo que também ao Senhor eu o entreguei,
1.28
1Sm 1.11,22
por todos os dias que viver; pois ao Senhor foi pedido. E ele adorou ali ao Senhor.

2

O cântico de Ana

21Então, orou Ana e disse: O meu coração

2.1
Sl 92.10
112.9
Lc 1.46
Fp 4.6
exulta no Senhor, o meu 2.1 Hebr. chifrepoder está exaltado no Senhor; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. 2Não santo
2.2
Êx 15.11
Dt 3.24
4.35
32.4
2Sm 22.32
como é o Senhor; porque não outro fora de ti; e rocha nenhuma como o nosso Deus. 3Não multipliqueis palavras de altíssimas altivezas, nem
2.3
Sl 94.4
Ml 3.13
Jd 15
saiam coisas árduas da vossa boca; porque o Senhor é o Deus da sabedoria, e por ele são as obras pesadas na balança. 4O arco
2.4
Sl 37.15,17
76.4
Ml 3.13
dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força. 5Os que antes eram fartos se alugaram por pão, mas agora cessaram os que eram famintos;
2.5
Sl 34.10
Lc 1.53
até a estéril teve
2.5
Sl 113.9
Is 54.1
Jr 15.9
sete filhos, e a que tinha muitos filhos enfraqueceu. 6O Senhor é
2.6
Dt 32.39
Jó 5.16
Os 6.1
o que tira a vida e a dá; faz descer à sepultura e faz tornar a subir dela. 7O Senhor empobrece
2.7
Jó 1.21
Sl 75.8
e enriquece; abaixa e também exalta. 8Levanta o pobre
2.8
Jó 36.7
Sl 113.7-8
Dn 4.17
Lc 1.52
do pó e, desde o esterco, exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de
2.8
Jó 38.4-6
Sl 24.2
Hb 1.3
glória; porque do Senhor são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo. 9Os pés
2.9
Sl 91.11
121.3
dos seus santos guardará, porém os ímpios ficarão mudos nas trevas; porque o homem não prevalecerá pela força. 10Os que contendem com o Senhor serão quebrantados; desde os céus,
2.10
1Sm 7.10
Sl 2.9
trovejará sobre eles; o Senhor julgará as extremidades da terra, e dará força ao seu rei, e exaltará o 2.10 Hebr. o chifrepoder do seu ungido. 11Então, Elcana foi-se a Ramá, à
2.11
1Sm 2.18
3.1
sua casa; porém o menino ficou servindo ao Senhor, perante o sacerdote Eli.

Os crimes dos filhos de Eli

12Eram, porém, os filhos de Eli filhos de Belial

2.12
Dt 13.13
Jz 2.10
Jr 22.16
Rm 1.28
e não conheciam o Senhor; 13porquanto o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém algum sacrifício, vinha o moço do sacerdote, estando-se cozendo a carne, com um garfo de três dentes em sua mão; 14e dava com ele, na caldeira, ou na panela, ou no caldeirão, ou na marmita; e tudo quanto o garfo tirava o sacerdote tomava para si; assim faziam a todo o Israel que ia ali a Siló. 15Também, antes
2.15
Lv 3.3-5,16
de queimarem a gordura, vinha o moço do sacerdote e dizia ao homem que sacrificava: Dá essa carne para assar ao sacerdote, porque não tomará de ti carne cozida, senão crua. 16E, dizendo-lhe o homem: Queimem primeiro a gordura de hoje, e depois toma para ti quanto desejar a tua alma, então, ele lhe dizia: Não, agora a hás de dar; e, se não, por força a tomarei. 17Era, pois, muito grande o pecado desses jovens perante
2.17
Gn 6.11
Ml 2.8
o Senhor, porquanto os homens desprezavam a oferta do Senhor.

O ministério de Samuel

18Porém Samuel ministrava perante o Senhor,

2.18
Êx 28.4
1Sm 2.11
2Sm 6.14
sendo ainda jovem, vestido com um éfode de linho. 19E sua mãe lhe fazia uma túnica pequena e, de ano em ano, lha trazia quando
2.19
1Sm 1.3
com seu marido subia a sacrificar o sacrifício anual. 20E Eli abençoava
2.20
Gn 14.19
a Elcana e à sua mulher e dizia: O Senhor te dê semente desta mulher, pela petição que fez ao Senhor. E voltavam para o seu lugar. 21Visitou, pois,
2.21
Gn 21.1
Jz 13.24
1Sm 2.26
3.19
Lc 1.80
2.40
o Senhor a Ana, e concebeu e teve três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do Senhor.

22Era, porém, Eli muito velho e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel e de como se deitavam com as mulheres

2.22
Êx 38.8
que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação. 23E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Porque ouço de todo este povo os vossos malefícios. 24Não, filhos meus, porque não é boa fama esta que ouço; fazeis transgredir o povo do Senhor. 25Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor,
2.25
Nm 15.30
quem rogará por ele? Mas não ouviram a voz de seu pai,
2.25
Js 11.20
Pv 15.10
porque o Senhor os queria matar. 26E o jovem Samuel ia crescendo
2.26
1Sm 2.21
Pv 3.4
Lc 2.52
At 2.47
Rm 14.18
e fazia-se agradável, assim para com o Senhor como também para com os homens.

Profecia contra a casa de Eli

27E veio um homem de Deus a Eli e disse-lhe:

2.27
Êx 4.14,27
1Rs 13.1
Assim diz o Senhor: Não me manifestei, na verdade, à casa de teu pai, estando os israelitas ainda no Egito, na casa de Faraó? 28E eu o escolhi
2.28
Êx 28.1,4
Nm 16.5
18.1,7
dentre todas as tribos de Israel para sacerdote, para oferecer sobre o meu altar, para acender o incenso e para trazer o éfode perante mim;
2.28
Lv 2.3,10
6.16
Nm 5.9
e dei à casa de teu pai todas as ofertas queimadas dos filhos de Israel. 29Por que dais
2.29
Dt 12.5-6
32.15
coices contra o sacrifício e contra a minha oferta de manjares, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel? 30Portanto, diz o Senhor, Deus de Israel: Na verdade, tinha dito
2.30
Êx 29.9
eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém, agora, diz
2.30
Sl 18.21
91.14
Jr 18.9-10
Ml 2.9
o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão envilecidos. 31Eis que vêm dias
2.31
1Sm 4.11,18,20
14.3
22.18
1Rs 2.27
Ez 44.10
em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais velho algum em tua casa. 32E verás o aperto da morada de Deus, em lugar de todo o bem que houvera de fazer a Israel; nem haverá por todos os dias
2.32
Zc 8.4
velho algum em tua casa. 33O homem, porém, que eu te não desarraigar do meu altar será para te consumir os olhos e para te entristecer a alma; e toda a multidão da tua casa morrerá quando chegar à idade varonil. 34E isto te será por sinal, a saber, o que sobrevirá a teus dois filhos, a
2.34
1Sm 4.11
1Rs 13.3
Hofni e a Fineias: que ambos morrerão no mesmo dia. 35E eu suscitarei
2.35
1Rs 2.35
1Cr 29.22
Ez 44.15
para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o meu coração e a minha alma, e eu lhe edificarei uma casa firme,
2.35
2Sm 7.11,27
1Rs 11.38
Sl 2.2
18.50
e andará sempre diante do meu ungido. 36E será
2.36
1Rs 2.27
que todo aquele que ficar de resto da tua casa virá a inclinar-se diante dele, por uma moeda de prata e por um bocado de pão, e dirá: Rogo-te que me admitas a algum ministério sacerdotal, para que possa comer um pedaço de pão.