Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
95

Convite a louvar o Senhor

951Vinde, cantemos ao Senhor, com júbilo,

celebremos o Rochedo da nossa salvação.

2Saiamos ao seu encontro, com ações de graças,

vitoriemo-lo com salmos.

3Porque o Senhor é o Deus supremo

e o grande Rei acima de todos os deuses.

4Nas suas mãos estão as profundezas da terra,

e as alturas dos montes lhe pertencem.

5Dele é o mar, pois ele o fez;

obra de suas mãos, os continentes.

6Vinde, adoremos e prostremo-nos;

ajoelhemos diante do Senhor, que nos criou.

7Ele é o nosso Deus, e nós, povo do seu pasto

e ovelhas de sua mão.

Hoje, se ouvirdes a sua voz,

8não endureçais o coração, como em Meribá,

95.8
Êx 17.7
Nm 20.13

como no dia de Massá, no deserto,

9quando vossos pais me tentaram, pondo-me à prova,

não obstante terem visto as minhas obras.

10Durante quarenta anos, estive desgostado com essa geração

e disse: é povo de coração transviado,

não conhece os meus caminhos.

11Por isso, jurei na minha ira:

não entrarão no meu descanso.

95.7-11
Hb 3.7-11,15
4.3-7
95.10-11
Nm 14.26-35

96

Tributo à glória e majestade de Deus

1Cr 16.23-33

961Cantai ao Senhor um cântico novo,

cantai ao Senhor, todas as terras.

2Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome;

proclamai a sua salvação, dia após dia.

3Anunciai entre as nações a sua glória,

entre todos os povos, as suas maravilhas.

4Porque grande é o Senhor e mui digno de ser louvado,

temível mais que todos os deuses.

5Porque todos os deuses dos povos não passam de ídolos;

o Senhor, porém, fez os céus.

6Glória e majestade estão diante dele,

força e formosura, no seu santuário.

7Tributai ao Senhor, ó famílias dos povos,

tributai ao Senhor glória e força.

8Tributai ao Senhor a glória devida ao seu nome;

trazei oferendas e entrai nos seus átrios.

9Adorai o Senhor na beleza da sua santidade;

tremei diante dele, todas as terras.

96.7-9
Sl 29.1-2

10Dizei entre as nações: Reina o Senhor.

Ele firmou o mundo para que não se abale

e julga os povos com equidade.

11Alegrem-se os céus, e a terra exulte;

ruja o mar e a sua plenitude.

12Folgue o campo e tudo o que nele há;

regozijem-se todas as árvores do bosque,

13na presença do Senhor,

porque vem, vem julgar a terra;

julgará o mundo com justiça

e os povos, consoante a sua fidelidade.

97

A majestade e o domínio de Deus

971Reina o Senhor. Regozije-se a terra,

alegrem-se as muitas ilhas.

2Nuvens e escuridão o rodeiam,

justiça e juízo são a base do seu trono.

3Adiante dele vai um fogo

que lhe consome os inimigos em redor.

4Os seus relâmpagos alumiam o mundo;

a terra os vê e estremece.

5Derretem-se como cera os montes, na presença do Senhor,

na presença do Senhor de toda a terra.

6Os céus anunciam a sua justiça,

e todos os povos veem a sua glória.

7Sejam confundidos todos os que servem a imagens de escultura,

os que se gloriam de ídolos;

prostrem-se diante dele todos os deuses.

8Sião ouve e se alegra,

as filhas de Judá se regozijam,

por causa da tua justiça, ó Senhor.

9Pois tu, Senhor, és o Altíssimo sobre toda a terra;

tu és sobremodo elevado acima de todos os deuses.

10Vós que amais o Senhor, detestai o mal;

ele guarda a alma dos seus santos,

livra-os da mão dos ímpios.

11A luz difunde-se para o justo,

e a alegria, para os retos de coração.

12Alegrai-vos no Senhor, ó justos,

e dai louvores ao seu santo nome.