Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
86

Súplica e confiança

Oração de Davi

861Inclina, Senhor, os ouvidos e responde-me,

pois estou aflito e necessitado.

2Preserva a minha alma, pois eu sou piedoso;

tu, ó Deus meu, salva o teu servo que em ti confia.

3Compadece-te de mim, ó Senhor, pois a ti clamo de contínuo.

4Alegra a alma do teu servo,

porque a ti, Senhor, elevo a minha alma.

5Pois tu, Senhor, és bom e compassivo;

abundante em benignidade para com todos os que te invocam.

6Escuta, Senhor, a minha oração

e atende à voz das minhas súplicas.

7No dia da minha angústia, clamo a ti,

porque me respondes.

8Não há entre os deuses semelhante a ti, Senhor;

e nada existe que se compare às tuas obras.

9Todas as nações

86.9
Ap 15.4
que fizeste

virão, prostrar-se-ão diante de ti, Senhor,

e glorificarão o teu nome.

10Pois tu és grande e operas maravilhas;

só tu és Deus!

11Ensina-me, Senhor, o teu caminho,

e andarei na tua verdade;

dispõe-me o coração para só temer o teu nome.

12Dar-te-ei graças, Senhor, Deus meu, de todo o coração,

e glorificarei para sempre o teu nome.

13Pois grande é a tua misericórdia para comigo,

e me livraste a alma do mais profundo poder da morte.

14Ó Deus, os soberbos se têm levantado contra mim,

e um bando de violentos atenta contra a minha vida;

eles não te consideram.

15Mas tu, Senhor, és Deus compassivo e cheio de graça,

paciente e grande em misericórdia e em verdade.

16Volta-te para mim e compadece-te de mim;

concede a tua força ao teu servo

e salva o filho da tua serva.

17Mostra-me um sinal do teu favor,

para que o vejam e se envergonhem os que me aborrecem;

pois tu, Senhor, me ajudas e me consolas.