Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
45

O Ungido de Deus e a sua noiva

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lírios”. Dos filhos de Corá. Salmo didático. Cântico de amor

451De boas palavras transborda o meu coração.

Ao Rei consagro o que compus;

a minha língua é como a pena de habilidoso escritor.

2Tu és o mais formoso dos filhos dos homens;

nos teus lábios se extravasou a graça;

por isso, Deus te abençoou para sempre.

3Cinge a espada no teu flanco, herói;

cinge a tua glória e a tua majestade!

4E nessa majestade cavalga prosperamente,

pela causa da verdade e da justiça;

e a tua destra te ensinará proezas.

5As tuas setas são agudas,

penetram o coração dos inimigos do Rei;

os povos caem submissos a ti.

6O teu trono, ó Deus, é para todo o sempre;

cetro de equidade é o cetro do teu reino.

7Amas a justiça e odeias a iniquidade;

por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu

com o óleo de alegria, como a nenhum dos teus companheiros.

45.6-7
Hb 1.8-9

8Todas as tuas vestes recendem a mirra, aloés e cássia;

de palácios de marfim ressoam instrumentos de cordas que te alegram.

9Filhas de reis se encontram entre as tuas damas de honra;

à tua direita está a rainha adornada de ouro finíssimo de Ofir.

10Ouve, filha; vê, dá atenção;

esquece o teu povo e a casa de teu pai.

11Então, o Rei cobiçará a tua formosura;

pois ele é o teu senhor; inclina-te perante ele.

12A ti virá a filha de Tiro trazendo donativos;

os mais ricos do povo te pedirão favores.

13Toda formosura é a filha do Rei no interior do palácio;

a sua vestidura é recamada de ouro.

14Em roupagens bordadas conduzem-na perante o Rei;

as virgens, suas companheiras que a seguem,

serão trazidas à tua presença.

15Serão dirigidas com alegria e regozijo;

entrarão no palácio do Rei.

16Em vez de teus pais, serão teus filhos,

os quais farás príncipes por toda a terra.

17O teu nome, eu o farei celebrado de geração a geração,

e, assim, os povos te louvarão para todo o sempre.

46

Deus é o nosso refúgio e fortaleza

Ao mestre de canto. Dos filhos de Corá. Em voz de soprano. Cântico

461Deus é o nosso refúgio e fortaleza,

socorro bem-presente nas tribulações.

2Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne

e os montes se abalem no seio dos mares;

3ainda que as águas tumultuem e espumejem

e na sua fúria os montes se estremeçam.

4Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus,

o santuário das moradas do Altíssimo.

5Deus está no meio dela; jamais será abalada;

Deus a ajudará desde antemanhã.

6Bramam nações, reinos se abalam;

ele faz ouvir a sua voz, e a terra se dissolve.

7O Senhor dos Exércitos está conosco;

o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

8Vinde, contemplai as obras do Senhor,

que assolações efetuou na terra.

9Ele põe termo à guerra até aos confins do mundo,

quebra o arco e despedaça a lança;

queima os carros no fogo.

10Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus;

sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra.

11O Senhor dos Exércitos está conosco;

o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

47

Deus, o Rei da terra

Ao mestre de canto. Salmo dos filhos de Corá

471Batei palmas, todos os povos;

celebrai a Deus com vozes de júbilo.

2Pois o Senhor Altíssimo é tremendo,

é o grande rei de toda a terra.

3Ele nos submeteu os povos

e pôs sob os nossos pés as nações.

4Escolheu-nos a nossa herança,

a glória de Jacó, a quem ele ama.

5Subiu Deus por entre aclamações,

o Senhor, ao som de trombeta.

6Salmodiai a Deus, cantai louvores;

salmodiai ao nosso Rei, cantai louvores.

7Deus é o Rei de toda a terra;

salmodiai com harmonioso cântico.

8Deus reina sobre as nações;

Deus se assenta no seu santo trono.

9Os príncipes dos povos se reúnem,

o povo do Deus de Abraão,

porque a Deus pertencem os escudos da terra;

ele se exaltou gloriosamente.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]