Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
130

Das profundezas clamo ao Senhor

Cântico de romagem

1301Das profundezas clamo a ti, Senhor.

2Escuta, Senhor, a minha voz;

estejam alertas os teus ouvidos às minhas súplicas.

3Se observares, Senhor, iniquidades,

quem, Senhor, subsistirá?

4Contigo, porém, está o perdão,

para que te temam.

5Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda;

eu espero na sua palavra.

6A minha alma anseia pelo Senhor

mais do que os guardas pelo romper da manhã.

Mais do que os guardas pelo romper da manhã,

7espere Israel no Senhor,

pois no Senhor há misericórdia;

nele, copiosa redenção.

8É ele quem redime a Israel

130.8
Tt 2.14

de todas as suas iniquidades.