Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
116

Salmo de ações de graças

1161Amo o Senhor, porque ele ouve

a minha voz e as minhas súplicas.

2Porque inclinou para mim os seus ouvidos,

invocá-lo-ei enquanto eu viver.

3Laços de morte me cercaram,

e angústias do inferno se apoderaram de mim;

caí em tribulação e tristeza.

4Então, invoquei o nome do Senhor:

ó Senhor, livra-me a alma.

5Compassivo e justo é o Senhor;

o nosso Deus é misericordioso.

6O Senhor vela pelos simples;

achava-me prostrado, e ele me salvou.

7Volta, minha alma, ao teu sossego,

pois o Senhor tem sido generoso para contigo.

8Pois livraste da morte a minha alma,

das lágrimas, os meus olhos,

da queda, os meus pés.

9Andarei na presença do Senhor,

na terra dos viventes.

10Eu cria,

116.10
2Co 4.13
ainda que disse:

estive sobremodo aflito.

11Eu disse na minha perturbação:

todo homem é mentiroso.

12Que darei ao Senhor

por todos os seus benefícios para comigo?

13Tomarei o cálice da salvação

e invocarei o nome do Senhor.

14Cumprirei os meus votos ao Senhor,

na presença de todo o seu povo.

15Preciosa é aos olhos do Senhor

a morte dos seus santos.

16Senhor, deveras sou teu servo,

teu servo, filho da tua serva;

quebraste as minhas cadeias.

17Oferecer-te-ei sacrifícios de ações de graças

e invocarei o nome do Senhor.

18Cumprirei os meus votos ao Senhor,

na presença de todo o seu povo,

19nos átrios da Casa do Senhor,

no meio de ti, ó Jerusalém.

Aleluia!