Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
48

Os limites de sete tribos

481São estes os nomes das tribos: desde a parte extrema do norte, via Hetlom, até à entrada de Hamate, até Hazar-Enom, o limite norte de Damasco até junto de Hamate e desde o lado oriental até ao ocidente, Dã terá uma porção. 2Limitando-se com Dã, desde o lado oriental até ao ocidental, Aser, uma porção. 3Limitando-se com Aser, desde o lado oriental até ao ocidental, Naftali, uma porção. 4Limitando-se com Naftali, desde o lado oriental até ao ocidental, Manassés, uma porção. 5Limitando-se com Manassés, desde o lado oriental até ao ocidental, Efraim, uma porção. 6Limitando-se com Efraim, desde o lado oriental até ao ocidental, Rúben, uma porção. 7Limitando-se com Rúben, desde o lado oriental até ao ocidental, Judá, uma porção. 8Limitando-se com Judá, desde o lado oriental até ao ocidental, será a região sagrada que haveis de separar, de vinte e cinco mil côvados de largura e de comprimento, o mesmo que o das porções, desde o lado oriental até ao ocidental; o santuário estará no meio dela. 9A região que haveis de separar ao Senhor será do comprimento de vinte e cinco mil côvados e da largura de dez mil. 10Esta região santa dos sacerdotes terá, ao norte, vinte e cinco mil côvados, ao ocidente, dez mil de largura, ao oriente, dez mil de largura e ao sul, vinte e cinco mil de comprimento; o santuário do Senhor estará no meio dela. 11Será para os sacerdotes santificados, para os filhos de Zadoque, que cumpriram o seu dever e não andaram errados, quando os filhos de Israel se extraviaram, como fizeram os levitas. 12Será região especial dentro da região sagrada, lugar santíssimo, fazendo limites com a porção dos levitas.

Os limites dos sacerdotes e dos levitas

13Os levitas, segundo o limite dos sacerdotes, terão vinte e cinco mil côvados de comprimento e dez mil de largura; todo o comprimento será vinte e cinco mil, e a largura, dez mil. 14Não venderão nada disto, nem trocarão, nem transferirão a outrem o melhor da terra, porque é santo ao Senhor.

Os limites da cidade

15Mas os cinco mil côvados que ficaram da largura diante dos vinte e cinco mil serão para o uso civil da cidade, para habitação e para arredores; a cidade estará no meio. 16Serão estas as suas medidas: o lado norte, de quatro mil e quinhentos côvados, o lado sul, de quatro mil e quinhentos, o lado oriental, de quatro mil e quinhentos, e o lado ocidental, de quatro mil e quinhentos. 17Os arredores da cidade serão, ao norte, de duzentos e cinquenta côvados, ao sul, de duzentos e cinquenta côvados, ao oriente, de duzentos e cinquenta e, ao ocidente, de duzentos e cinquenta. 18Quanto ao que ficou do resto do comprimento, paralelo à região sagrada, será de dez mil para o oriente e de dez mil para o ocidente e corresponderá à região sagrada; e o seu produto será para o sustento daqueles que trabalham na cidade. 19Lavrá-lo-ão os trabalhadores da cidade, provindos de todas as tribos de Israel. 20A região toda será de vinte e cinco mil côvados em quadrado, isto é, a região sagrada juntamente com a possessão da cidade.

Os limites do príncipe

21O que restar será para o príncipe, deste e do outro lado da região sagrada e da possessão da cidade. Por isso, aquilo que se estende dos vinte e cinco mil côvados em direção do oriente e também dos vinte e cinco mil côvados em direção do ocidente, paralelamente com as porções, será do príncipe; a região sagrada e o santuário do templo estarão no meio. 22Excetuando o que pertence aos levitas e a cidade que está no meio daquilo que pertence ao príncipe, entre o território de Judá e o de Benjamim, será isso para o príncipe.

Os limites das outras cinco tribos

23Quanto ao resto das tribos, desde o lado oriental até ao ocidental, Benjamim terá uma porção. 24Limitando-se com Benjamim, desde o lado oriental até ao ocidental, Simeão, uma porção. 25Limitando-se com Simeão, desde o lado oriental até ao ocidental, Issacar, uma porção. 26Limitando-se com Issacar, desde o lado oriental até ao ocidental, Zebulom, uma porção. 27Limitando-se com Zebulom, desde o lado oriental até ao ocidental, Gade, uma porção. 28Limitando-se com o território de Gade, ao sul, o limite será desde Tamar até às águas de Meribá-Cades, ao longo do ribeiro do Egito até ao mar Grande. 29Esta é a terra que sorteareis em herança às tribos de Israel; e estas, as suas porções, diz o Senhor Deus.

As portas da cidade

30São estas as saídas

48.30
Ap 21.12-13
da cidade: do lado norte, que mede quatro mil e quinhentos côvados, 31três portas: a porta de Rúben, a de Judá e a de Levi, tomando as portas da cidade os nomes das tribos de Israel; 32do lado oriental, quatro mil e quinhentos côvados e três portas, a saber: a porta de José, a de Benjamim e a de Dã; 33do lado sul, quatro mil e quinhentos côvados e três portas: a porta de Simeão, a de Issacar e a de Zebulom; 34do lado ocidental, quatro mil e quinhentos côvados e as suas três portas: a porta de Gade, a de Aser e a de Naftali. 35Dezoito mil côvados em redor; e o nome da cidade desde aquele dia será: O Senhor Está Ali.