Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
3

A vocação dos gentios e o apostolado de Paulo

31Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Cristo Jesus, por amor de vós, gentios, 2se é que tendes ouvido a respeito da dispensação da graça de Deus a mim confiada para vós outros; 3pois, segundo uma revelação, me foi dado conhecer o mistério, conforme escrevi há pouco, resumidamente; 4pelo que, quando ledes, podeis compreender o meu discernimento do mistério de Cristo, 5o qual, em outras gerações, não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, como, agora, foi revelado aos seus santos apóstolos e profetas, no Espírito, 6a saber, que os gentios são coerdeiros, membros do mesmo corpo e coparticipantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho; 7do qual fui constituído ministro conforme o dom da graça de Deus a mim concedida segundo a força operante do seu poder. 8A mim, o menor de todos os santos, me foi dada esta graça de pregar aos gentios o evangelho das insondáveis riquezas de Cristo 9e manifestar qual seja a dispensação do mistério, desde os séculos, oculto em Deus, que criou todas as coisas, 10para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida, agora, dos principados e potestades nos lugares celestiais, 11segundo o eterno propósito que estabeleceu em Cristo Jesus, nosso Senhor, 12pelo qual temos ousadia e acesso com confiança, mediante a fé nele. 13Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, pois nisso está a vossa glória.

3.1-13
Cl 1.24-29

Paulo ora novamente

14Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, 15de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra, 16para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; 17e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, 18a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade 19e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.

20Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, 21a ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!