Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
25

A pena de açoites

251Em havendo contenda entre alguns, e vierem a juízo, os juízes os julgarão, justificando ao justo e condenando ao culpado. 2Se o culpado merecer açoites, o juiz o fará deitar-se e o fará açoitar, na sua presença, com o número de açoites segundo a sua culpa. 3Quarenta açoites lhe fará dar, não mais; para que, porventura, se lhe fizer dar mais do que estes, teu irmão não fique aviltado aos teus olhos. 4Não atarás a boca ao boi

25.4
1Co 9.9
1Tm 5.18
quando debulha.

O levirato

5Se irmãos morarem juntos, e um deles morrer sem filhos, então, a mulher do que morreu não se casará com outro estranho, fora da família; seu cunhado a tomará, e a receberá por mulher, e exercerá para com ela a obrigação de cunhado. 6O primogênito que ela lhe der será sucessor do nome do seu irmão falecido, para que o nome deste não se apague em Israel.

25.5-6
Mt 22.24
Mc 12.19
Lc 20.28

7Porém, se o homem não quiser tomar sua cunhada, subirá esta à porta, aos anciãos, e dirá: Meu cunhado recusa suscitar a seu irmão nome em Israel; não quer exercer para comigo a obrigação de cunhado. 8Então, os anciãos da sua cidade devem chamá-lo e falar-lhe; e, se ele persistir e disser: Não quero tomá-la, 9então, sua cunhada se chegará a ele na presença dos anciãos, e lhe descalçará a sandália do pé,

25.9
Rt 4.7-8
e lhe cuspirá no rosto, e protestará, e dirá: Assim se fará ao homem que não quer edificar a casa de seu irmão; 10e o nome de sua casa se chamará em Israel: A casa do descalçado.

11Quando brigarem dois homens, um contra o outro, e a mulher de um chegar para livrar o marido da mão do que o fere, e ela estender a mão, e o pegar pelas suas vergonhas, 12cortar-lhe-ás a mão; não a olharás com piedade.

Pesos e medidas justos

13Na tua bolsa, não terás pesos diversos, um grande e um pequeno. 14Na tua casa, não terás duas sortes de efa, um grande e um pequeno. 15Terás peso integral e justo, efa integral e justo; para que se prolonguem os teus dias na terra que te dá o Senhor, teu Deus. 16Porque é abominação ao Senhor, teu Deus, todo aquele que pratica tal injustiça.

25.13-16
Lv 19.35-36

Amaleque será destruído

17Lembra-te do que te fez Amaleque

25.17
1Sm 15.2-9
no caminho, quando saías do Egito; 18como te veio ao encontro no caminho e te atacou na retaguarda todos os desfalecidos que iam após ti, quando estavas abatido e afadigado; e não temeu a Deus. 19Quando, pois, o Senhor, teu Deus, te houver dado sossego de todos os teus inimigos em redor, na terra que o Senhor, teu Deus, te dá por herança, para a possuíres, apagarás
25.19
Êx 17.8-14
a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esqueças.