Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
12

O lugar do culto verdadeiro

121São estes os estatutos e os juízos que cuidareis de cumprir na terra que vos deu o Senhor, Deus de vossos pais, para a possuirdes todos os dias que viverdes sobre a terra. 2Destruireis por completo todos os lugares onde as nações que ides desapossar serviram aos seus deuses, sobre as altas montanhas, sobre os outeiros e debaixo de toda árvore frondosa; 3deitareis abaixo os seus altares,

12.3
Dt 7.5
e despedaçareis as suas colunas, e os seus postes-ídolos queimareis, e despedaçareis as imagens esculpidas dos seus deuses, e apagareis o seu nome daquele lugar. 4Não fareis assim para com o Senhor, vosso Deus, 5mas buscareis o lugar que o Senhor, vosso Deus, escolher de todas as vossas tribos, para ali pôr o seu nome e sua habitação; e para lá ireis. 6A esse lugar fareis chegar os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta das vossas mãos, e as ofertas votivas, e as ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e das vossas ovelhas. 7Lá, comereis perante o Senhor, vosso Deus, e vos alegrareis em tudo o que fizerdes, vós e as vossas casas, no que vos tiver abençoado o Senhor, vosso Deus. 8Não procedereis em nada segundo estamos fazendo aqui, cada qual tudo o que bem parece aos seus olhos, 9porque, até agora, não entrastes no descanso e na herança que vos dá o Senhor, vosso Deus. 10Mas passareis o Jordão e habitareis na terra que vos fará herdar o Senhor, vosso Deus; e vos dará descanso de todos os vossos inimigos em redor, e morareis seguros. 11Então, haverá um lugar que escolherá o Senhor, vosso Deus, para ali fazer habitar o seu nome; a esse lugar fareis chegar tudo o que vos ordeno: os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta das vossas mãos, e toda escolha dos vossos votos feitos ao Senhor, 12e vos alegrareis perante o Senhor, vosso Deus, vós, os vossos filhos, as vossas filhas, os vossos servos, as vossas servas e o levita que mora dentro das vossas cidades e que não tem porção nem herança convosco. 13Guarda-te, não ofereças os teus holocaustos em todo lugar que vires; 14mas, no lugar que o Senhor escolher numa das tuas tribos, ali oferecerás os teus holocaustos e ali farás tudo o que te ordeno.

De como comer a carne e as ofertas

15Porém, consoante todo desejo da tua alma, poderás matar e comer carne nas tuas cidades, segundo a bênção do Senhor, teu Deus; o imundo e o limpo dela comerão, assim como se come da carne do corço e do veado. 16Tão somente o sangue não comerás;

12.16
Gn 9.4
Lv 7.26-27
17.10-14
19.26
Dt 15.23
sobre a terra o derramarás como água. 17Nas tuas cidades, não poderás comer o dízimo do teu cereal, nem do teu vinho, nem do teu azeite, nem os primogênitos das tuas vacas, nem das tuas ovelhas, nem nenhuma das tuas ofertas votivas, que houveres prometido, nem as tuas ofertas voluntárias, nem as ofertas das tuas mãos; 18mas o comerás perante o Senhor, teu Deus, no lugar que o Senhor, teu Deus, escolher, tu, e teu filho, e tua filha, e teu servo, e tua serva, e o levita que mora na tua cidade; e perante o Senhor, teu Deus, te alegrarás em tudo o que fizeres. 19Guarda-te, não desampares o levita todos os teus dias na terra.

20Quando o Senhor, teu Deus, alargar o teu território, como te prometeu, e, por desejares comer carne, disseres: Comerei carne, então, segundo o teu desejo, comerás carne. 21Se estiver longe de ti o lugar que o Senhor, teu Deus, escolher para nele pôr o seu nome, então, matarás das tuas vacas e tuas ovelhas, que o Senhor te houver dado, como te ordenei; e comerás dentro da tua cidade, segundo todo o teu desejo. 22Porém, como se come da carne do corço e do veado, assim comerás destas carnes; destas comerá tanto o homem imundo como o limpo. 23Somente empenha-te em não comeres o sangue, pois o sangue é a vida;

12.23
Lv 17.10-14
pelo que não comerás a vida com a carne. 24Não o comerás; na terra o derramarás como água. 25Não o comerás, para que bem te suceda a ti e a teus filhos, depois de ti, quando fizeres o que é reto aos olhos do Senhor. 26Porém tomarás o que houveres consagrado daquilo que te pertence e as tuas ofertas votivas e virás ao lugar que o Senhor escolher. 27E oferecerás os teus holocaustos, a carne e o sangue sobre o altar do Senhor, teu Deus; e o sangue dos teus sacrifícios se derramará sobre o altar do Senhor, teu Deus; porém a carne comerás. 28Guarda e cumpre todas estas palavras que te ordeno, para que bem te suceda a ti e a teus filhos, depois de ti, para sempre, quando fizeres o que é bom e reto aos olhos do Senhor, teu Deus.

29Quando o Senhor, teu Deus, eliminar de diante de ti as nações, para as quais vais para possuí-las, e as desapossares e habitares na sua terra, 30guarda-te, não te enlaces com imitá-las, após terem sido destruídas diante de ti; e que não indagues acerca dos seus deuses, dizendo: Assim como serviram estas nações aos seus deuses, do mesmo modo também farei eu. 31Não farás assim ao Senhor, teu Deus, porque tudo o que é abominável ao Senhor e que ele odeia fizeram eles a seus deuses, pois até seus filhos e suas filhas queimaram aos seus deuses.

32Tudo o que eu te ordeno observarás; nada lhe acrescentarás,

12.32
Dt 4.2
Ap 22.18-19
nem diminuirás.

13

Contra os falsos profetas e os idólatras

131Quando profeta ou sonhador se levantar no meio de ti e te anunciar um sinal ou prodígio, 2e suceder o tal sinal ou prodígio de que te houver falado, e disser: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los, 3não ouvirás as palavras desse profeta ou sonhador; porquanto o Senhor, vosso Deus, vos prova, para saber se amais o Senhor, vosso Deus, de todo o vosso coração e de toda a vossa alma. 4Andareis após o Senhor, vosso Deus, e a ele temereis; guardareis os seus mandamentos, ouvireis a sua voz, a ele servireis e a ele vos achegareis. 5Esse profeta ou sonhador será morto, pois pregou rebeldia contra o Senhor, vosso Deus, que vos tirou da terra do Egito e vos resgatou da casa da servidão, para vos apartar do caminho que vos ordenou o Senhor, vosso Deus, para andardes nele. Assim, eliminarás o mal do meio de ti. 6Se teu irmão, filho de tua mãe, ou teu filho, ou tua filha, ou a mulher do teu amor, ou teu amigo que amas como à tua alma te incitar em segredo, dizendo: Vamos e sirvamos a outros deuses, que não conheceste, nem tu, nem teus pais, 7dentre os deuses dos povos que estão em redor de ti, perto ou longe de ti, desde uma até à outra extremidade da terra, 8não concordarás com ele, nem o ouvirás; não olharás com piedade, não o pouparás, nem o esconderás, 9mas, certamente, o matarás. A tua mão será a primeira contra ele, para o matar, e depois a mão de todo o povo. 10Apedrejá-lo-ás até que morra, pois te procurou apartar do Senhor, teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão. 11E todo o Israel ouvirá e temerá, e não se tornará a praticar maldade como esta no meio de ti.

12Quando em alguma das tuas cidades que o Senhor, teu Deus, te dá, para ali habitares, ouvires dizer 13que homens malignos saíram do meio de ti e incitaram os moradores da sua cidade, dizendo: Vamos e sirvamos a outros deuses, que não conheceste, 14então, inquirirás, investigarás e, com diligência, perguntarás; e eis que, se for verdade e certo que tal abominação se cometeu no meio de ti, 15então, certamente, ferirás a fio de espada os moradores daquela cidade, destruindo-a completamente e tudo o que nela houver, até os animais. 16Ajuntarás todo o seu despojo no meio da sua praça e a cidade e todo o seu despojo queimarás por oferta total ao Senhor, teu Deus, e será montão perpétuo de ruínas; nunca mais se edificará. 17Também nada do que for condenado deverá ficar em tua mão, para que o Senhor se aparte do ardor da sua ira, e te faça misericórdia, e tenha piedade de ti, e te multiplique, como jurou a teus pais, 18se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, e guardares todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, para fazeres o que é reto aos olhos do Senhor, teu Deus.

14

Mutilação do corpo proibida

141Filhos sois do Senhor, vosso Deus; não vos dareis golpes,

14.1
Lv 19.28
21.5
nem sobre a testa fareis calva por causa de algum morto. 2Porque sois povo santo ao Senhor, vosso Deus, e o Senhor vos escolheu de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhe serdes seu povo próprio.
14.2
Êx 19.5-6
Dt 7.6
Tt 2.14
1Pe 2.9

Leis sobre os animais limpos e os imundos

Lv 11.1-47

3Não comereis coisa alguma abominável. 4São estes os animais que comereis: o boi, a ovelha, a cabra, 5o veado, a gazela, a corça, a cabra montês, o antílope, a ovelha montês e o gamo. 6Todo animal que tem unhas fendidas, e o casco se divide em dois, e rumina, entre os animais, isso comereis. 7Porém estes não comereis, dos que somente ruminam ou que têm a unha fendida: o camelo, a lebre e o arganaz, porque ruminam, mas não têm a unha fendida; imundos vos serão. 8Nem o porco, porque tem unha fendida, mas não rumina; imundo vos será. Destes não comereis a carne e não tocareis no seu cadáver. 9Isto comereis de tudo o que há nas águas: tudo o que tem barbatanas e escamas. 10Mas tudo o que não tiver barbatanas nem escamas não o comereis; imundo vos será.

11Toda ave limpa comereis. 12Estas, porém, são as que não comereis: a águia, o quebrantosso, a águia marinha, 13o açor, o falcão e o milhano, segundo a sua espécie; 14e todo corvo, segundo a sua espécie; 15o avestruz, a coruja, a gaivota e o gavião, segundo a sua espécie; 16o mocho, a íbis, a gralha, 17o pelicano, o abutre, o corvo marinho, 18a cegonha, e a garça, segundo a sua espécie, e a poupa, e o morcego. 19Também todo inseto que voa vos será imundo; não se comerá. 20Toda ave limpa comereis. 21Não comereis nenhum animal que morreu por si. Podereis dá-lo ao estrangeiro que está dentro da tua cidade, para que o coma, ou vendê-lo ao estranho, porquanto sois povo santo ao Senhor, vosso Deus. Não cozerás o cabrito

14.21
Êx 23.19
34.26
no leite da sua própria mãe.

Os dízimos para o serviço do Senhor

22Certamente, darás os dízimos de todo o fruto das tuas sementes, que ano após ano se recolher do campo. 23E, perante o Senhor, teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu cereal, do teu vinho, do teu azeite e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer o Senhor, teu Deus, todos os dias. 24Quando o caminho te for comprido demais, que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que o Senhor, teu Deus, escolher para ali pôr o seu nome, quando o Senhor, teu Deus, te tiver abençoado, 25então, vende-os, e leva o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que o Senhor, teu Deus, escolher. 26Esse dinheiro, dá-lo-ás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, ou ovelhas, ou vinho, ou bebida forte, ou qualquer coisa que te pedir a tua alma; come-o ali perante o Senhor, teu Deus, e te alegrarás, tu e a tua casa; 27porém não desampararás o levita que está dentro da tua cidade, pois não tem parte nem herança contigo. 28Ao fim de cada três anos, tirarás todos os dízimos do fruto do terceiro ano e os recolherás na tua cidade. 29Então, virão o levita (pois não tem parte nem herança contigo), o estrangeiro, o órfão e a viúva que estão dentro da tua cidade, e comerão, e se fartarão, para que o Senhor, teu Deus, te abençoe em todas as obras que as tuas mãos fizerem.

14.22-29
Lv 27.30-33
Nm 18.21