Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)
3

A união com Cristo glorificado

31Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus.

3.1
Sl 110.1
2Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; 3porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. 4Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória.

Os resultados dessa união. Os vícios devem ser abandonados

5Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; 6por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência]. 7Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas. 8Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar. 9Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos 10e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;

3.10
Gn 1.26
11no qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos.
3.1-11
Ef 4.17-32

As virtudes devem ser cultivadas

12Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade. 13Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós; 14acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição. 15Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos.

3.12-15
Ef 4.1-16
16Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. 17E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.
3.16-17
Ef 5.15-20

Os deveres da família

18Esposas,

3.18
1Pe 3.1
sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor. 19Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com amargura. 20Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor. 21Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados. 22Servos, obedecei em tudo ao vosso senhor segundo a carne, não servindo apenas sob vigilância, visando tão somente agradar homens, mas em singeleza de coração, temendo ao Senhor. 23Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, 24cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; 25pois aquele que faz injustiça receberá em troco a injustiça feita; e nisto não há acepção de pessoas.

4

41Senhores, tratai os servos com justiça e com equidade, certos de que também vós tendes Senhor no céu.

3.18—4.1
Ef 5.21—6.9

A oração e a prudência

2Perseverai na oração, vigiando com ações de graças. 3Suplicai, ao mesmo tempo, também por nós, para que Deus nos abra porta à palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual também estou algemado; 4para que eu o manifeste, como devo fazer.

5Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades.

4.5
Ef 5.16
6A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.

Tíquico e Onésimo

7Quanto à minha situação, Tíquico, irmão amado, e fiel ministro, e conservo no Senhor, de tudo vos informará. 8Eu vo-lo envio com o expresso propósito de vos dar conhecimento da nossa situação e de alentar o vosso coração.

4.7-8
At 20.4
Ef 6.21-22
2Tm 4.12
9Em sua companhia, vos envio Onésimo,
4.9
Fm 10-12
o fiel e amado irmão, que é do vosso meio. Eles vos farão saber tudo o que por aqui ocorre.

As saudações finais

10Saúda-vos Aristarco,

4.10
At 19.29
27.2
Fm 24
prisioneiro comigo, e Marcos,
4.10
At 12.12,25
13.13
15.37-39
primo de Barnabé (sobre quem recebestes instruções; se ele for ter convosco, acolhei-o), 11e Jesus, conhecido por Justo, os quais são os únicos da circuncisão que cooperam pessoalmente comigo pelo reino de Deus. Eles têm sido o meu lenitivo. 12Saúda-vos Epafras,
4.12
Cl 1.7
Fm 23
que é dentre vós, servo de Cristo Jesus, o qual se esforça sobremaneira, continuamente, por vós nas orações, para que vos conserveis perfeitos e plenamente convictos em toda a vontade de Deus. 13E dele dou testemunho de que muito se preocupa por vós, pelos de Laodiceia e pelos de Hierápolis. 14Saúda-vos Lucas,
4.14
2Tm 4.11
Fm 24
o médico amado, e também Demas.
4.14
2Tm 4.10
Fm 24
15Saudai os irmãos de Laodiceia, e Ninfa, e à igreja que ela hospeda em sua casa. 16E, uma vez lida esta epístola perante vós, providenciai por que seja também lida na igreja dos laodicenses; e a dos de Laodiceia, lede-a igualmente perante vós. 17Também dizei a Arquipo:
4.17
Fm 2
atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para o cumprires.

Saudação pessoal. A bênção

18A saudação é de próprio punho: Paulo. Lembrai-vos das minhas algemas. A graça seja convosco.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]