Almeida Revista e Atualizada (1993) (ARA)

Acerca de dons espirituais

121A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. 2Sabeis que, outrora, quando éreis gentios, deixáveis conduzir-vos aos ídolos mudos, segundo éreis guiados. 3Por isso, vos faço compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus afirma: Anátema, Jesus! Por outro lado, ninguém pode dizer: Senhor Jesus!, senão pelo Espírito Santo.

4Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. 5E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. 6E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos. 7A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. 8Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento; 9a outro, no mesmo Espírito, a fé; e a outro, no mesmo Espírito, dons de curar; 10a outro, operações de milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade para interpretá-las. 11Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente.

A unidade orgânica da igreja

12Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, constituem um só corpo, assim também com respeito a Cristo. 13Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito. 14Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. 15Se disser o pé: Porque não sou mão, não sou do corpo; nem por isso deixa de ser do corpo. 16Se o ouvido disser: Porque não sou olho, não sou do corpo; nem por isso deixa de o ser. 17Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde, o olfato? 18Mas Deus dispôs os membros, colocando cada um deles no corpo, como lhe aprouve. 19Se todos, porém, fossem um só membro, onde estaria o corpo? 20O certo é que há muitos membros, mas um só corpo. 21Não podem os olhos dizer à mão: Não precisamos de ti; nem ainda a cabeça, aos pés: Não preciso de vós. 22Pelo contrário, os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários; 23e os que nos parecem menos dignos no corpo, a estes damos muito maior honra; também os que em nós não são decorosos revestimos de especial honra. 24Mas os nossos membros nobres não têm necessidade disso. Contudo, Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra àquilo que menos tinha, 25para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros. 26De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam.

27Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo. 28A uns estabeleceu Deus na igreja,

12.28
Ef 4.11
primeiramente, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois, operadores de milagres; depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. 29Porventura, são todos apóstolos? Ou, todos profetas? São todos mestres? Ou, operadores de milagres? 30Têm todos dons de curar? Falam todos em outras línguas?12.30 em outras línguas; no original, em línguas Interpretam-nas todos? 31Entretanto, procurai, com zelo, os melhores dons.
12.1-31
Rm 12.3-8

O amor é o dom supremo

E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente.