Acesso garantido

Em parceria com a Secretaria Nacional de Assistência Social, SBB lança a versão em braile da Cartilha do Sistema Único de Assistência Social, o SUAS

O Coral Acolher, formado pelos beneficiários do Projeto Acolher a Pessoa com Deficiência Visual de Brasília

A deficiência visual não pode ser impedimento para se viver com toda liberdade. Pelo menos quando há recursos disponíveis para tanto. Nesse sentido, a sexta-feira, 9 de dezembro, foi marcante para os brasileiros que lidam com a questão. Em cerimônia realizada no Edifício da Bíblia, em Brasília (DF), e que contou com a presença de autoridades, representantes de organizações e entidades e pessoas com deficiência visual, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) e a Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS) lançaram a versão em braile da Cartilha do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

A obra foi entregue pelo reverendo Erní Walter Seibert, diretor-executivo da SBB, à assistente social Maria Yvelônia dos Santos Araújo Barbosa, Secretária Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, e ao advogado André Rodrigues Veras, Secretário de Previdência do Ministério do Trabalho e Previdência. “A cartilha em braile abre novas possibilidades para milhares de deficientes visuais. Para nós, da SBB, é motivo de grande satisfação realizar esse projeto, pois mostra toda a vocação da entidade na missão de promover a justiça segundo a Palavra de Deus, por meio do trabalho de impacto social e amparo ao que precisa”, declarou Seibert. “Essa cartilha tem uma linguagem clara e direta e é uma maneira de todas as pessoas conhecerem o SUAS, seus serviços e como acessá-los. Agora em braile, garantirá também tal condição ao deficiente visual”, disse Barbosa.

Diversas autoridades, representantes de organizações e entidades estiveram presentes

Agora em braile, a publicação apresenta a estrutura e as ofertas de serviços e benefícios da política de assistência social para usuários, gestores, conselheiros e representes de organizações da sociedade civil. Coube à SBB a tarefa de transcrever o texto, ou seja, passar todo o conteúdo para o braile, e imprimir 2 mil exemplares. “Ao tornar todas essas informações acessíveis em braile, essa cartilha garante a inclusão do deficiente visual. Ele pode conhecer e buscar seus direitos sem intermediários. É uma grande vitória e o mostra a importância do trabalho feito em parceria entre os órgãos públicos e a sociedade civil”, explicou a assistente social Emilene Oliveira Araujo, Gerente de Projetos Sociais e Arrecadação da SBB e conselheira Nacional de Assistência Social (CNAS).

Rev. Erní Seibert entrega o SUAS em braile para a secretária nacional de Assistência Social, Maria Yvelônia (a segunda da esquerda para a direita). Junto do Diretor de Articulações Institucionais da Organização Nacional de Cegos do Brasil (ONCB), Carlos Ferrari, da gerente de Projetos Sociais da SBB, Emilene Araujo e do secretário de Previdência do Ministério do Trabalho e Previdência, André Rodrigues Vera

Não é a primeira vez que a SBB realiza esse tipo de parceria com órgãos e instituições públicas. Em 2018, a entidade verteu e publicou em braile uma cartilha em parceria com o CNAS. No começo de 2022, foi a vez do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ser lançado em braile num trabalho conjunto com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Já atual Cartilha do SUAS deve ser enviada a conselhos e secretarias de todo o país. “Fizemos também uma tiragem nossa para atender aos participantes do Projeto Acolher Pessoas com Deficiência Visual em nossas sedes regionais”, completa Araujo.

ARTE E EMOÇÃO

Autoridades de todo o Brasil estiveram presentes ao lançamento da cartilha, entre elas Cláudio de Castro Panoeiro, Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Renata Marinho O´Reilly Lima, Secretária Adjunta de Desenvolvimento Social do Distrito Federal; Flávio Santos, Secretário da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal; Rúbia Alice Tamanini Duarte, Secretária Adjunta do Desenvolvimento Social de Santa Catarina; Josineide Pereira de Sousa Lima, Secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho de Juazeiro do Norte (CE); e Kildare Meira, Subsecretário de Assuntos Constitucionais da Casa Civil.

Elas puderam acompanhar a exposição feita pelo professor Carlos Ferrari, Diretor de Articulações Institucionais da Organização Nacional de Cegos do Brasil (ONCB), que falou sobre o conteúdo da Cartilha do SUAS em braile. Também se emocionaram com a programação, que teve ainda depoimentos, apresentações musicais e culturais. Beneficiária do Acolher a Pessoa com Deficiência Visual em Brasília, Noeme Rocha falou sobre suas experiências e o que mudou em sua vida após ingressar no projeto. Já Hisaac Alves de Oliveira, Coordenador de Monitoramento e Acompanhamento de Políticas Públicas da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e que também é deficiente visual, recitou o poema Quisera, de sua autoria. Finalizando o evento, o Coral Acolher, formado pelos beneficiários do Projeto Acolher a Pessoa com Deficiência Visual de Brasília e liderado pela colaboradora Nayane Wanessa cantou a música Pra ser Feliz, na empolgação daqueles que, embora não possam ver, em mais uma conquista, enxergam a vida com renovada esperança.

🗓 Publicado em Quinta-feira 15 dezembro 2022